5 épocas seguidas sem bicampeão: só tinha acontecido duas vezes

FC Porto / Twitter

O treinador portista, Sérgio Conceição, lançado ao ar pelos jogadores após a conquista do título.

Após o tetracampeonato do Benfica, a partir de 2018 o campeão nunca repetiu o feito na temporada seguinte. Algo raro em Portugal.

Ligas de futebol encerradas, é altura de fazer contas, como habitualmente.

Fazem-se contas, por exemplo, aos 33 melhores futebolistas da temporada em Portugal.

Fazem-se contas, por exemplo, ao facto de o FC Porto ter chegado aos 25 títulos no período pós-25 de Abril de 1974.

E agora olhamos para o currículo do nosso principal campeonato para fazer outras contas: reparámos que esta foi a quinta época consecutiva que não terminou com um bicampeão.

Ou seja, desde 2018 que o campeão português não consegue repetir o feito na temporada seguinte.

A última vez em que isso aconteceu foi em 2016/17, quando o Benfica foi tetracampeão pela primeira vez (obviamente também venceu dois campeonatos seguidos, nessa altura).

Depois disso, o FC Porto passou a ter maioria na contabilidade mas nunca de forma consecutiva: em 2018 foi campeão, em 2019 perdeu o título para o Benfica, em 2020 os portistas recuperaram o troféu, em 2021 foi a vez do Sporting e em 2022 foi novamente o FC Porto.

Esta alternância em cinco anos consecutivos é rara na primeira divisão portuguesa: só tinha acontecido duas vezes.

A primeira foi ainda na década 1950. Entre 1955 e 1960 o campeão foi sempre diferente do ano anterior. Por esta ordem: Benfica, FC Porto, Benfica, Sporting, FC Porto e Benfica.

A segunda vez foi num grande período europeu de FC Porto (campeão europeu) e Benfica (finalista duas vezes na Taça dos Campeões Europeus). Entre 1987 e 1992 os campeões foram sempre Benfica e FC Porto – três títulos para cada clube – mas sempre de forma alternada.

Se, na próxima temporada, o FC Porto não for campeão, a sequência iguala estas duas anteriores, onde houve seis campeonatos seguidos sem um bicampeão. A contabilidade actual é de cinco edições da Liga.

O FC Porto é o recordista de títulos consecutivos (cinco), com o pentacampeonato conquistado na década 1990. Já foi tetracampeão duas vezes, algo que Sporting e Benfica conseguiram uma vez cada. O Benfica tem mais tricampeonatos (seis) e bicampeonatos (nove) – se excluirmos as vezes que as sequências foram mais além.

Em termos globais, os 37 títulos do Benfica dominam a lista, à frente dos 30 do FC Porto, dos 19 do Sporting e dos títulos de Belenenses e Boavista, um cada.

  Nuno Teixeira da Silva, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.