Ensinar crianças a dizer palavrões? Uma cientista acha que é boa ideia

A auto-intitulada “cientista dos palavrões” acredita que ensinar as crianças a usá-los de forma eficiente ajuda os mais novos a perceber como este palavreado afecta outras pessoas.

Já se sabia que dizer palavrões é um sinal de honestidade, de ter um melhor vocabulário e que disparar profanidades até pode ser o que lhe falta para aproveitar ao máximo as sessões no ginásio.

Agora, a investigadora de inteligência artificial e escritora Emma Byrne – que se auto-intitula como “a cientista dos palavrões” – quer incentivar-nos todos a ensinar estudantes a dizer palavrões para os ajudar a entender a língua melhor.

De acordo com o Sunday Times, Byrne vai explicar a uma audiência no Cheltenham Ladies’ College que “dizer palavrões faz parte do desenvolvimento social das crianças“. “Aprender a usar os palavrões de forma eficiente, com o apoio de adultos empáticos, é muito melhor do que tentar proibir as crianças de usar essa linguagem”, defende Byrne.

As proibições não desmistificam as palavras e as crianças vão ter mais dificuldades em entender as emoções das pessoas que oiçam a dizer palavrões e, segundo a investigadora, as “crianças precisam de aprender como os palavrões afectam os outros”.

Estas ideias de Byrne não são baseadas apenas num estudo, mas sim num conjunto de trabalhos que compilou no livro publicado em 2017 Swearing is Good for You: The Amazing Science of Bad Language, que significa “Dizer Palavrões é Bom para Si: A Incrível Ciência da Linguagem Má”.

Num artigo para a WIRED, a cientista faz referência a uma experiência em particular que concluiu que há uma correlação entre dizer palavrões e o aumento da tolerância à dor, especialmente em comparação com outras palavras neutras. Esta experiência ajuda a comprovar a teoria de que a dor não é só um fenómeno físico, mas psicológico também.

Já num vídeo para BBC, Byrne argumenta que os palavrões, e não a poesia, são a expressão linguística com maior impacto emocional. “Longe de ser alienante, dizer palavrões provavelmente ajudou-nos a trabalhar juntos mais eficientemente, quando nos tornamos uma espécie mais sociável”, afirma.

Dizer palavrões ajuda-nos a aplicar mais força e ter mais resiliência mental e também nos torna menos propensos à violência. “Mesmo quando os palavrões estão a ser usados numa forma que nos faz desconfortável, é importante prestar atenção ao que está a ser dito, porque o medo das emoções que nos levam a dizer palavrões prejudica pessoas com danos cerebrais ou pessoas com síndrome de Tourette”, explica Emma Byrne.

Ultimamente, a ideia é que há muito potencial a ser explorado, visto que o estigma ainda não permitiu que se façam mais estudos sobre os efeitos do uso deste tipo de palavreado. É caso para dizer que Emma Byrne tem umas ideias do car****.

AP, ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Qual é a vantagem cientifica de se dizerem palavrões? Nenhuma. Já não basta quando uma pessoa é obrigada a usá-los, agora torná-los comuns para crianças…um exagero.

  2. Realmente tem uma “I.A” muito doentia. Ainda não percebeu que os “Putos” não precisam que lhes ensinem (Palavrões). Já os utilizam com muita desenvoltura, comparando a certos Adultos !…… Enfim……..Cientistas mais ou menos ridículos (as) não faltam !

  3. … quanto ao restante, dou a importância que merece, nenhuma, mas quanto aos palavrões terem um efeito analgésico, basta acertarem com alguma precisão e inércia considerável com um martelo na articulação do vosso próprio polegar esquerdo e verão qual é o primeiro tratamento que efectuam.

RESPONDER

Autárquicas: António Costa promete que os municípios terão mais mil milhões de euros

O secretário-geral do PS, António Costa, indicou hoje, em Celorico de Basto, no distrito de Braga, que os municípios “vão passar a ter, a partir de abril, mais mil milhões de euros que acompanham a …

Mais de trinta anos após ter sido lançada ao mar no Japão, mensagem em garrafa é encontrada no Hawaii

Durante uma viagem ao Hawaii, uma jovem de apenas 9 anos encontrou uma garrafa que foi lançada ao mar há mais de trinta anos. Esta continha uma mensagem que, posteriormente, acabou por revelar uma experiência …

Mais 939 infeções, sete mortes e nova redução nos internamentos

Portugal registou nas últimas 24 horas mais 939 casos de infeção pelo coronavírus SARS-CoV-2, sete mortes atribuídas à covid-19 e nova redução nos internamentos em enfermaria e cuidados intensivos. De acordo com o boletim epidemiológico da …

Milionário norte-americano Robert Durst condenado por matar melhor amiga

O milionário norte-americano Robert Durst, tornado famoso por um documentário do canal HBO, foi condenado na sexta-feira num tribunal de Los Angeles, nos Estados Unidos, por matar a melhor amiga, um crime que remonta a …

Em Inglaterra, há crianças de 16 anos que vão passar a viver em alojamentos não regulamentados

A 9 de setembro, foi aprovada uma nova lei em Inglaterra, segundo a qual as crianças com 16 e 17 anos podem ser colocadas em alojamentos não regulamentados. O sistema de acolhimento de crianças inglês está …

Suspeitos numa mota sem matrícula dispararam na direcção de candidata do CDS

A candidata do CDS à Junta de Freguesia de Palmela, em Setúbal, foi surpreendida, na noite de sexta-feira, por disparos de caçadeira, protagonizados por "duas pessoas sem capacete", numa mota sem luzes, nem matrícula. O incidente …

Jerónimo diz que conquista de Guimarães só é possível "milho a milho"

O secretário-geral do PCP defendeu, esta sexta-feira, que a presença da CDU na autarquia de Guimarães só pode ser reconquistada “milho a milho”, na noite em que a dirigente do PEV Heloísa Apolónia integrou a …

Parlamento aprovou Constitucional em Coimbra (mas PS ainda pode chumbar a saída de Lisboa)

O Parlamento aprovou, na generalidade, a proposta do PSD para transferir o Tribunal Constitucional (TC) e o Supremo Tribunal Administrativo (STA) de Lisboa para Coimbra. Mas a mudança só poderá ser concretizada depois da votação …

Concluídas obras de segurança e consolidação da catedral de Notre-Dame em Paris

A fase de segurança e consolidação da catedral de Notre-Dame, em Paris, quase destruída num incêndio há mais de dois anos, terminou, dando lugar à etapa de restauro, anunciaram este sábado as autoridades. Em 15 de …

Certificados de vacinação emitidos por países terceiros reconhecidos para viagens aéreas

Os certificados de vacinação e de recuperação emitidos por países terceiros passam a ser reconhecidos para viagens aéreas, deixando de ser exigido teste negativo e quarentena quando esta seja aplicável em função da respetiva origem, …