“Fiquem em casa”. Enfermeiros deixam “grito de alerta desesperado” aos portugueses

Rammn de la Rocha / EPA

A Ordem dos Enfermeiros lançou esta sexta-feira uma campanha de sensibilização a apelar aos portugueses para ficarem em casa, afirmando que é “um grito de alerta desesperado face à situação de catástrofe que se vive nos hospitais”.

“Em nome de todos os enfermeiros que são neste momento a nossa única linha de defesa de combate à covid-19, a Ordem dos Enfermeiros lança esta sexta-feira a campanha de sensibilização ‘Fique em Casa’”, anuncia a Ordem em comunicado.

A campanha é ilustrada com fotografias de enfermeiros portugueses todos equipados com fatos de proteção contra a covid-19 que retratam o estado de cansaço em que estes profissionais se encontram.

“Não se trata de uma ordem ou de uma imposição, antes um pedido. Um grito de alerta desesperado face à situação de catástrofe que se vive nos hospitais”, sublinha.

Em declarações à agência Lusa, a bastonária adiantou que a campanha visa “sensibilizar as pessoas” para ajudar os enfermeiros que “estão de rastos” e não conseguem chegar a todos os doentes covid e não covid.

“Esta campanha é para sensibilizar as pessoas que nos ajudem, já que infelizmente do ponto de vista do Governo não foi feito nada daquilo que a Ordem tem recomendado desde março e que nos teria ajudado muito a não chegar a esta situação”, adiantou.

Por esta razão, sustentou, “estamos a pedir a ajuda das pessoas porque, entendemos nós, são mais conscienciosas e sabendo o que se passa, e que temos poucos enfermeiros, poderão ficar em casa e reduzir as saídas ao mínimo possível e trabalhar em conjunto connosco” para reduzir os contágios e diminuir o número de infetados.

Em comunicado, a Ordem dos Enfermeiros refere que “mais do que uma questão de camas ou de ventiladores, é uma questão de falta de profissionais suficientes para dar resposta a todas as necessidades, doentes covid e doentes não covid. Além da carência crónica de enfermeiros, há cada vez mais enfermeiros infetados ou em isolamento, impedidos de trabalharem”, salienta. Alerta ainda que, neste momento, “os profissionais de saúde não conseguem garantir a prestação de cuidados em segurança e com qualidade, nem a vida das pessoas, apesar de estarem a desenvolver todos os esforços”.

“A situação neste momento está bastante complicada”, porque neste momento não há enfermeiros disponíveis para contratar no mercado, só com recurso ao privado ou ao social, “mas isso é uma decisão do Governo e achamos que está a tardar”, sublinhou.

A campanha consiste em várias fotografias que as pessoas podem usar nas suas redes sociais, ‘banners’, ‘stories’ para o Instagram, para o Facebook, molduras de perfil e um pequeno vídeo com fotografias reais de enfermeiros portugueses e um apelo da bastonária.

Portugal registou esta sexta-feira 234 mortes relacionadas com a covid-19, o maior número de óbitos em 24 horas desde o início da pandemia, e 13.987 casos de infeção com o novo coronavirus, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS).

Este é o maior número de óbitos já registado desde o início da epidemia em Portugal e o segundo pior dia no que respeita ao número de novos casos, sendo apenas ultrapassado pelas 14.647 infeções registadas na passada quarta-feira.

Tal como frisa o jornal Observador, os óbitos sobem há 13 dias consecutivos.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Várias escolas de Tóquio pedem "certificados de cabelo real" aos alunos

As escolas japonesas são conhecidas pela sua rigidez relativamente à aparência dos seus alunos, tanto que os estudantes que não seguem o padrão de "cabelo liso e preto" têm de apresentar provas. Dados divulgados, esta semana, …

UE estima normalidade nas vacinas daqui a duas semanas. Orbán recebeu vacina chinesa

A União Europeia (UE) estima que dentro de duas a três semanas "tudo vai funcionar normalmente" na produção e distribuição de vacinas nos Estados-membros. Entretanto, o primeiro-ministro húngaro já foi vacinado (mas com uma vacina …

"Os dados de milhões de pessoas estão em risco", alertam denunciantes da Amazon

Denunciantes da Amazon alertam que os dados de milhões de pessoas estão em risco devido à falta de preocupação da empresa com a cibersegurança. A par da Google, Apple, Microsoft e Facebook, a Amazon é uma …

Mais 41 mortes e 718 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas

Portugal registou, este domingo, mais 41 mortes e 718 novos novos casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 718 …

Navalny chega a colónia penal a leste de Moscovo

O principal opositor do Kremlin chegou, este domingo, a uma zona a cerca de 200 quilómetros a leste de Moscovo para ser transferido para uma colónia penal onde vai cumprir a sua pena, informou um …

Já chegou o voo de repatriamento com 300 passageiros vindos do Brasil

O voo de repatriamento vindo do Brasil chegou, este domingo de manhã, ao Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, com cerca de 300 passageiros. De acordo com a RTP, o voo de repatriamento vindo de São Paulo, …

Costa imune ao descontrolo da pandemia. Popularidade de Marcelo dispara

A sondagem TSF/JN/DN regista uma avaliação positiva do primeiro-ministro e do Presidente da República, com este a atingir um novo pico de popularidade. Os líderes do PSD e do Chega surgem empatados como principais figuras da …

Mais seis mortos nos protestos em Myanmar. Embaixador na ONU afastado

Seis manifestantes foram mortos em Myanmar, este domingo, por forças de segurança que dispersavam com violência as manifestações pró-democracia. Três manifestantes foram mortos em Dawei (no sul do país), enquanto dois adolescentes, de 18 anos, morreram …

Siza Vieira anuncia que Programa Apoiar vai ser reforçado e alargado

O programa Apoiar, destinado a empresas afetadas pela pandemia da covid-19, vai ser reforçado e alargado a novas situações, anunciou o ministro da Economia, indicando que as medidas vão ser anunciadas na próxima semana. "Queremos reforçar …

Embaixadora deixa Venezuela na terça-feira. UE chama embaixador em Cuba

A embaixadora da União Europeia na Venezuela vai sair do país na terça-feira, informou à agência Lusa fonte diplomática europeia, sem adiantar mais detalhes. Na última quarta-feira, a Venezuela decidiu expulsar Isabel Brilhante Pedrosa, em retaliação …