Encontrada em Gibraltar a segunda pegada de neandertal no mundo

Erich Ferdinand / Flickr (OD)

O Homem do Neandertal

Investigadores das universidades de Huelva e Sevilha, juntamente com equipas de paleontologia de outros quatro países, incluindo Portugal, certificaram a descoberta em Gibraltar da segunda pegada no mundo de um homem de Neandertal, com cerca de 29.000 anos.

A pegada corresponderá a um jovem com cerca de 1,30 metros, noticia a agência Efe.

Trata-se de uma descoberta apoiada por especialistas das Universidades de Lisboa, do Geoparque Global Naturtejo e Universidade de Coimbra (Portugal), Toronto (Canadá), Atacama (Chile) e o Levantamento Geológico do Japão. O trabalho culminou uma investigação científica que certifica a descoberta de uma pegada apenas comparável com a encontrada na Gruta de Vartop (Roménia) e certificada em 2018.

A investigação, segundo a informação a que a Efe teve acesso, foi dirigida pelo catedrático da Universidade de Huelva Joaquín Rodríguez Vidal, que encontrou estes vestígios depois de analisar a paleopaisagem de uma duna localizada na zona do Levante del Peñon.

Além desta pegada humana, foram certificadas outras, pertencentes à fauna que povoava a zona, como cabras, linces, cervos, leopardos e inclusive elefantes.

A investigação, que será publicada na revista Qaternary Science Reviews, foi possível graças ao estudo de uma antiga pedreira de areia, hoje abandonada, que sofre frequentes derrocadas de sedimentos e deixa a descoberto estas pegadas, algumas em sequência vertical, outras em relevo.

No trabalho de investigação, o professor do Departamento de Cristalografia, Mineralogia e Química Agrícola da Universidade de Sevilha e autor principal do artigo, Fernando Muñiz, juntamente com colegas portugueses, submeteu as amostras recolhidas a estudos de laboratório e encontrou nas peças restos de pegadas de vertebrados.

Numa das análises reconheceram a pegada humana, apesar de para os investigadores clássicos datar entre 28.000 e 29.000 anos a pegada de um Neandertal ser objeto de polémica, uma vez que em teoria o seu desaparecimento ocorreu há 40.000 anos.

No entanto, “as evidências” com as que os investigadores têm trabalhado nos registos de grutas em Gibraltar “demonstram uma ocupação muito tardia” daquela zona por humanos Neandertais, tendo sido “um refúgio climático e de recursos alimentares para estes últimos habitantes”, indicaram Muñiz e Vidal.

A descoberta foi possível graças ao financiamento de Espanha e Gibraltar, cujas autoridades financiam há mais de 30 anos estudos que permitiram vários achados únicos, como as primeiras evidências mundiais de gravuras realizadas por Neandertais, encontradas precisamente na Gruta de Gorham, hoje Património da Humanidade.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

ESA prepara-se para intercetar pela primeira vez um cometa puro

A Agência Espacial Europeia (ESA) desenvolveu um projeto que visa intercetar um cometa puro - um corpo celeste que nunca passou pelo Sistema Solar -, quando este se aproximar da órbita da Terra em meados …

Astrónomos encontraram uma nova (e surpreendente) cratera em Marte

Marte não se "magoa" facilmente mas, quando acontece, o resultado pode ser quase comparado a uma obra de arte. Uma cratera, descoberta em abril pela sonda Mars Reconnaissance Orbiter (MRO), é a prova disso. Notável não só …

Elon Musk alerta: Civilização pode colapsar daqui a 30 anos

De acordo com Elon Musk, uma "bomba populacional" vai surgir nas próximas décadas, quando uma população mundial cada vez mais idosa chocar com a queda das taxas de natalidade em todo o mundo. Esta não é …

O mundo árabe está menos religioso. Mas continua homofóbico

Há cada vez mais árabes que dizem não ter religião. Esta é a principal conclusão de uma grande sondagem feita a mais de 25 mil cidadãos de países árabes pelo centro de pesquisa Arab Network …

Tina morreu durante 27 minutos e foi ressuscitada 8 vezes. Quando acordou, escreveu "é real"

Uma mulher norte-americana entrou em paragem cardíaca em fevereiro de 2018 quando se preparava para fazer uma caminhada com o seu marido Brian. Depois de desmaiar, Brian ressuscitando-a duas vezes antes de os paramédicos chegarem para …

"Homem-árvore" pede que as suas mãos sejam amputadas

Abul Bajandar, um homem de 28 anos do Bangladesh conhecido como "Homem-árvore" devido às incomuns verrugas que nascem nos seus membros, pediu que as suas mãos fossem amputadas para aliviar as dores insuportáveis.  Bajandar sofre de …

EUA. Senadores republicanos do Oregon fogem para não aprovar lei ambiental

Senadores estaduais do Oregon, nos Estados Unidos (EUA), encontram-se a monte desde quinta-feira para não votarem uma lei ambiental. Procurados pela polícia, voltaram este domingo a faltar a uma sessão legislativa, impedindo que haja quórum …

O planeta enfrenta um "apartheid climático"

O planeta está confrontado com um “'apartheid' climático”. De um lado, os ricos que se podem adaptar melhor às alterações climáticas, e do outro, os pobres que vão sofrer mais, disse esta segunda-feira um especialista …

Governo repõe 40 horas semanais para trabalhadores do CNB. Greve mantém-se

A partir de 1 de julho, os trabalhadores da Companhia Nacional de Bailado (CNB) voltarão às 40 horas semanais, numa uniformização laboral com os trabalhadores do Teatro Nacional de São Carlos. A decisão foi comunicada, esta …

Nova espécie de planta fóssil descoberta em Gondomar

Annularia noronhai foi encontrada no meio da cidade de Gondomar. Tem 300 milhões de anos, é um parente muito afastado da cavalinha e diz muito sobre o clima da época. Uma nova espécie de planta já …