Encontrada prova genética de que as mulheres Vikings eram guerreiras

Evald Hansen / Universidade de Uppsala

Ilustração de Evald Hansen mostra a disposição dos achados de Hjalmar Stolpe em 1889

Novas provas de ADN descobertas por investigadores da Universidade de Uppsala e da Universidade de Estocolmo, ambas na Suécia, provam que havia mulheres guerreiras entre os Vikings.

Os restos de uma sepultura revelaram que a guerra não era uma actividade exclusiva dos homens, e que as mulheres podiam inclusivamente ocupar as fileiras mais altas do campo de batalha e postos de comando na hierarquia militar.

O estudo foi conduzido numa das sepulturas mais conhecidas da Era Viking, de meados do século X, que se encontra na cidade sueca de Birka. O local do funeral viking foi escavado por Hjalmar Stolpe em 1889, revelando restos de um guerreiro rodeado de armas, incluindo uma espada, flechas, armadura e dois cavalos.

A morfologia de algumas características do esqueleto encontrado na sepultura sugeria que se tratava de uma mulher, mas como a tumba pertencia a um guerreiro viking, sempre foi assumido que o esqueleto era um homem.

Agora, geneticistas e arqueólogos trabalharam juntos para retirar uma amostra de ADN da tumba, demonstrando que o indivíduo tem dois cromossomas X e nenhum cromossoma Y. “Esta é a primeira confirmação formal e genética de uma guerreira viking”, declarou o geneticista Mattias Jakobsson, da Universidade de Uppsala.

As análises de isótopos confirmaram também que a guerreira tinha um estilo de vida itinerante, consistente com a sociedade marcial que dominava o norte da Europa nos séculos VIII a X. Os objectos encontrados indicam que a mulher era uma comandante, que lidava com tácticas e estratégia militar, e que liderava tropas em batalha.

(dr) MGM Television

Lagertha, “Vikings”: mais do que uma personagem de ficção

“O que estudámos não era uma Valquíria da mitologia, mas um líder militar da vida real, e era uma mulher”, afirmou Charlotte Hedenstierna-Jonson, da Universidade de Estocolmo, que liderou o estudo.

“Fontes escritas mencionam ocasionalmente mulheres guerreiras, mas esta é a primeira vez que descobrimos evidências arqueológicas convincentes da sua existência”, complementou o arqueólogo Neil Price, da Universidade de Uppsala.

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

    • Há muitos comentários aqui não publicados, por esta ou aquela razão, (válidas ou não) mas a estupidez devia ser um factor a considerar.

  1. Os vestígios encontrados são meramente de natureza arqueológica! E não constituem prova por si mesmos…

    A genética apenas diz que o esqueleto é feminino, nada prova sobre se as armas ali depositadas eram propriedade da pessoa cujos restos se encontraram e muito menos se as usou alguma vez em combate, ou ali foram depositadas por motivos cerimoniais ou outros…

    O título é, assim, incorrecto…
    (Desejo ainda lembrar, aos defensores do “politicamente correcto”, que em nenhum momento me pronunciei sobre a capacidade bélica feminina.)

    • O “politicamente correcto” é correcto (e acho muito bem!) e concordo consigo. Uma coisa não quer diizer outra. Os arqueólogos só podem apresentar teorias e não factos comprovados, porque… Não os há! Mas há “aqueles” que decidem antecipar as teorias e partir para factos… não comprovados. É assim…

RESPONDER

Economia abrandou, mas ainda é possível cumprir meta de crescimento

O Produto Interno Bruto cresceu 0,3% no terceiro trimestre, face aos três meses anteriores, metade do registado no segundo trimestre, mantendo o ritmo de crescimento, de 1,9%, na comparação com o mesmo período de 2018. Segundo …

Sporting vai avançar com ação de despejo das claques

A SAD leonina vai avançar com uma ação de despejo para que as claques Juventude Leonina e Directivo Ultras XXI deixem os espaços que ocupam no Estádio José Alvalade, avança A Bola esta quarta-feira. De …

"Ninguém quer trabalhar" na Casa Pia. Pais em protesto devido à falta de pessoal

Os pais e encarregados de educação do Centro Educativo e Desenvolvimento D. Maria Pia, em Lisboa, vão entregar na segunda-feira um abaixo-assinado à tutela para pedir a abertura de concursos externos para reforço de pessoal …

Trump elogiou Erdogan, depois de uma reunião que descreveu como "maravilhosa e produtiva"

O Presidente norte-americano, Donald Trump, elogiou na quarta-feira o seu relacionamento com o homólogo turco, Recep Tayyip Erdogan. Os dois líderes encontraram-se para tentar superar várias diferenças, incluindo a situação na Síria e a compra …

MH17. Novas provas revelam contactos frequentes entre a Rússia e separatistas ucranianos

A equipa internacional que conduziu a investigação sobre a queda do voo MH17 em 2014 no leste da Ucrânia divulgou novas provas que apontam para contactos muito frequentes entre a Rússia e os rebeldes separatistas …

Imunidade diplomática deixa em liberdade suspeito de tentar matar com ácido sulfúrico

O suspeito de homicídio, na forma tentada, ficou em liberdade depois de ter apresentado o passaporte diplomático às autoridades, que impede que seja detido ou constituído arguido. De acordo com a TVI24, um alto responsável da …

Zivkovic quer rescindir contrato com o Benfica

O extremo sérvio quer chegar a acordo com o Benfica para ficar livre a ano e meio do final do seu contrato mas, pelos vistos, a SAD encarnada nem quer ouvir falar dessa hipótese. De acordo …

Cigarros eletrónicos. Primeiro duplo transplante de pulmões feito em jovem de 17 anos em situação de "morte iminente"

Em risco de "morte iminente" por lesões causadas pelo uso de cigarros eletrónicos, um jovem de 17 anos foi submetido a um duplo transplante de pulmões, no estado norte-americano do Michigan. Este caso é considerado …

Parlamento Europeu levanta imunidade do eurodeputado José Manuel Fernandes

O Parlamento Europeu decidiu levantar a imunidade ao eurodeputado do PSD José Manuel Fernandes, após um pedido feito pela justiça e pelo próprio, relativo a uma eventual ação judicial por um alegado crime de prevaricação. Em …

"Agiu de forma premeditada". Mãe que deixou bebé no lixo vai continuar presa

O Supremo Tribunal de Justiça rejeitou esta quinta-feira o pedido de habeas corpus para a libertação da jovem de 22 anos que terá deixado o seu filho recém-nascido num caixote do lixo em Lisboa. A …