Encontrada força inesperada no vácuo que prova que o “nada” não existe

Cientistas da Universidade do Novo México descobriram uma força nova que atua sobre nano-partículas no vácuo, permitindo que sejam empurradas pelo “nada”.

Por outras palavras, parece que a física quântica revelou que o “nada”, como gostamos de lhe chamar, não existe. E até o vazio está cheio de pequenas flutuações eletromagnéticas.

Uma das primeiras coisas que aprendemos na física clássica é que num vácuo perfeito – uma zona desprovida de matéria – o atrito não pode existir, porque o espaço vazio não pode exercer uma força sobre os objetos que viajam através dele.

Mas, nos últimos anos, os físicos mostraram que os vácuos estão preenchidos por pequenas flutuações eletromagnéticas que podem interferir com a atividade dos fotões e produzir uma força mensurável sobre os objetos.

Isto é chamado de Efeito Casimir, descoberto em 1948. Agora, o novo estudo mostrou que este efeito é ainda mais poderoso do que imaginávamos. O Efeito Casimir só pode ser medido na escala quântica, mas também influencia o que observamos.

“Esses estudos são importantes porque estamos a desenvolver nanotecnologias com distâncias e tamanhos tão pequenos que este tipo de forças pode dominar tudo”, disse o cientista Alejandro Manjavacas, da Universidade do Novo México, nos EUA.

“Sabemos que as forças de Casimir existem, por isso estamos a tentar descobrir o impacto global que têm sobre partículas muito pequenas”.

Para descobrir isso, a equipa observou nano-partículas que estavam a girar perto de uma superfície plana no vácuo e descobriu que o Efeito Casimir pode realmente empurrar essas nano-partículas, mesmo que não estejam a tocar na superfície.

Por exemplo, uma pequena esfera que esteja a girar sobre uma superfície está constantemente a ser bombardeada com fotões. Enquanto os fotões retardam a rotação da esfera, também fazem com que se mova numa direção lateral.

(dr) University of New Mexico

-

No mundo da física clássica, seria necessária uma fricção entre a esfera e a superfície para conseguir esse movimento lateral, mas o mundo quântico não segue os mesmos princípios.

“A nano-partícula experimenta uma força lateral como se estivesse em contacto com a superfície, mesmo que não esteja. É uma reação estranha, mas que pode ter um impacto significativo para os especialistas”, explica Manjavacas.

A descoberta, publicada na revista científica Physical Review Letters, pode desempenhar um papel importante no desenvolvimento de tecnologias cada vez menores e na criação de computadores quânticos.

Curiosamente, os cientistas conseguiram controlar a direção da força mudando a distância entre a partícula e a superfície, algo que pode ser útil para os especialistas que estão procuram maneiras eficazes de manipular a matéria em nano-escala.

Os resultados do estudo ainda têm de ser verificados por outras equipas de investigação, mas o facto de terem sido descobertas provas de uma intrigante nova força que pode ser usada para direcionar nano-partículas dentro do “nada” é bastante emocionante.

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Isto já se sabe há tanto tempo e melhor do que eles julgam saber…coitadinhos…A ciência convencional teima em não reconhecer estudos brilhantes que já existem há muitíssimo tempo, só para não deixar a ciência de Einstein para trás , que, note-se, não foi nem será o único génio que existiu à face da Terra!
    Dr. Harold Aspden, sobre o “Aether”, essa coisa das esferas que falam ai no artigo está tão incompleto!… “para quem se interessar, todas as obras do senhor estão na net haroldaspden.com, disponíveis GRÁTIS, a sua esposa não quis que o seu brilhante e extenso trabalho ficasse esquecido.

    • Quando algum desses sabichões usar tão avançados conhecimentos para curar pessoas ou de qualquer outra forma melhorar as suas vidas, por favor avise-me. Até lá, não passa de charlatanice.

    • Por “ciência convencional” presumo que se refira àquela que cura pessoas, constrói coisas e basicamente permite que esteja vivo e possa ler esta notícia no seu aparelho eletrólito…

  2. Por favor não apresentem estas enornes e evidentes falsidades pseudocientificas como se fossem resultado de conhecimento cientifico e menos ainda descobertas cientificas.
    Isto é o contrário de ciência.
    Na época de 60 já os manuais escolares descreviam os efeitos cinéticos da radiação e lembro-me de no liceu Salvado Correia nos Laboratórios de trabalhos práticos se demonstrar esses efeitos!
    Depois as forças conhecidas sempre se soube acturem no vazio!
    E a partir da demonstração da fórmula que relaciona a matéria com a energia E = M x C*2 precisamente pelo Einstein esse sim cientjsta de primrira grandeza, ficamos a saber que a matéria se converte em energia e vice versa.
    É patético o que alguns pseudo iluminados dizem que torna evidente a sua impreparação e falta de conhecimento de ciencias legitimas!

  3. Considera-se que existe vácuo quando há ausência de matéria. É claro que numa zona onde exista vácuo podem existir campos magnéticos, campos eléctricos, campos gravíticos e outras formas de energia. No artigo é dito que “(…) uma força nova que atua sobre nano-partículas no vácuo”. Se temos um vácuo absoluto como existem lá nano-partículas? Se existem nano-partículas, basta que tenham carga eléctrica para serem influenciadas por um campo electromagnético. Mesmo não tendo carga eléctrica, serão sempre influenciadas pelo campo gravítico! Não consigo encontrar relevância neste artigo.

RESPONDER

Polícias de elite da PSP convocados para trabalhar nas obras

Operacionais da Unidade Especial de Polícia (UEP) da PSP estão a ser chamados para colaborarem como voluntários nas obras de remodelação da messe localizada na Quinta das Águas Livres, em Belas, Sintra. Segundo o Correio da …

Portugueses são dos que menos gastam em viagens turísticas

Os portugueses são dos cidadãos europeus que menos gastam em deslocações de turismo, ao desembolsar em média 136 euros por viagem turística, menos de metade da média da União Europeia, de 336 euros, revelam dados …

Ex-diretor da CIA admite recorrer à Justiça contra Donald Trump

O ex-diretor da CIA John Brennan admitiu neste domingo recorrer à Justiça, depois de o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, lhe ter cancelado o acesso a informação confidencial e à Casa Branca. “Se esse é …

Trabalhadores da CGD em greve contra a perda de privilégios

O novo Acordo de Empresa que a Administração da Caixa Geral de Depósitos (CGD) pretende implementar está a gerar revolta entre os trabalhadores e já levou à convocação de uma greve para sexta-feira, 24 de …

Asia Argento terá pago a jovem ator que a acusou de assédio sexual

A atriz e realizadora italiana terá pago 380 mil dólares para silenciar um jovem ator e músico que a acusa de assédio sexual quando tinha apenas 17 anos. Asia Argento foi uma das primeiras mulheres da …

Governo está a preparar descida dos impostos e aumento das pensões

São cinco as prioridades do Governo para o próximo Orçamento do Estado, segundo revela Marques Mendes no seu habitual espaço de comentário na SIC, nomeando o aumento das pensões, o alívio no IRS, a descida …

Bomba que matou 40 crianças no Iémen foi vendida pelos EUA em 2015

A bomba que matou de 40 crianças num autocarro escolar no Iémen, a 9 de agosto, foi fabricada pelos Estados Unidos e vendida à Arábia Saudita em 2015. De acordo com a CNN, que avança …

GNR "desfalcada" devido à transferência de mil militares para os incêndios

Nos últimos meses, mais de mil militares da GNR foram "reconvertidos" em bombeiros especialistas, membros do Grupo de Intervenção de Proteção e Socorro (GIPS), que atuam no combate a incêndios. Com esta alocação, a situação …

Em 17 anos, o número de inspetores na educação caiu 41%

Entre 2001 e 2017, o número de inspetores a Inspeção-Geral da Educação e Ciência (IGEC) passou de 304 funcionários a exercer essas funções para 179, registando assim uma queda de 41%. O Sindicato dos Inspetores da …

Mais de 400 mortos nas inundações em Kerala, no sul da Índia

Mais de 400 pessoas morreram na sequência das inundações que atingiram Kerala, na Índia, as mais graves em 100 anos naquele estado do sul do país, de acordo com um balanço feito nesta segunda-feira pelas …