Encontrada força inesperada no vácuo que prova que o “nada” não existe

Cientistas da Universidade do Novo México descobriram uma força nova que atua sobre nano-partículas no vácuo, permitindo que sejam empurradas pelo “nada”.

Por outras palavras, parece que a física quântica revelou que o “nada”, como gostamos de lhe chamar, não existe. E até o vazio está cheio de pequenas flutuações eletromagnéticas.

Uma das primeiras coisas que aprendemos na física clássica é que num vácuo perfeito – uma zona desprovida de matéria – o atrito não pode existir, porque o espaço vazio não pode exercer uma força sobre os objetos que viajam através dele.

Mas, nos últimos anos, os físicos mostraram que os vácuos estão preenchidos por pequenas flutuações eletromagnéticas que podem interferir com a atividade dos fotões e produzir uma força mensurável sobre os objetos.

Isto é chamado de Efeito Casimir, descoberto em 1948. Agora, o novo estudo mostrou que este efeito é ainda mais poderoso do que imaginávamos. O Efeito Casimir só pode ser medido na escala quântica, mas também influencia o que observamos.

“Esses estudos são importantes porque estamos a desenvolver nanotecnologias com distâncias e tamanhos tão pequenos que este tipo de forças pode dominar tudo”, disse o cientista Alejandro Manjavacas, da Universidade do Novo México, nos EUA.

“Sabemos que as forças de Casimir existem, por isso estamos a tentar descobrir o impacto global que têm sobre partículas muito pequenas”.

Para descobrir isso, a equipa observou nano-partículas que estavam a girar perto de uma superfície plana no vácuo e descobriu que o Efeito Casimir pode realmente empurrar essas nano-partículas, mesmo que não estejam a tocar na superfície.

Por exemplo, uma pequena esfera que esteja a girar sobre uma superfície está constantemente a ser bombardeada com fotões. Enquanto os fotões retardam a rotação da esfera, também fazem com que se mova numa direção lateral.

(dr) University of New Mexico

-

No mundo da física clássica, seria necessária uma fricção entre a esfera e a superfície para conseguir esse movimento lateral, mas o mundo quântico não segue os mesmos princípios.

“A nano-partícula experimenta uma força lateral como se estivesse em contacto com a superfície, mesmo que não esteja. É uma reação estranha, mas que pode ter um impacto significativo para os especialistas”, explica Manjavacas.

A descoberta, publicada na revista científica Physical Review Letters, pode desempenhar um papel importante no desenvolvimento de tecnologias cada vez menores e na criação de computadores quânticos.

Curiosamente, os cientistas conseguiram controlar a direção da força mudando a distância entre a partícula e a superfície, algo que pode ser útil para os especialistas que estão procuram maneiras eficazes de manipular a matéria em nano-escala.

Os resultados do estudo ainda têm de ser verificados por outras equipas de investigação, mas o facto de terem sido descobertas provas de uma intrigante nova força que pode ser usada para direcionar nano-partículas dentro do “nada” é bastante emocionante.

5 COMENTÁRIOS

  1. Isto já se sabe há tanto tempo e melhor do que eles julgam saber…coitadinhos…A ciência convencional teima em não reconhecer estudos brilhantes que já existem há muitíssimo tempo, só para não deixar a ciência de Einstein para trás , que, note-se, não foi nem será o único génio que existiu à face da Terra!
    Dr. Harold Aspden, sobre o “Aether”, essa coisa das esferas que falam ai no artigo está tão incompleto!… “para quem se interessar, todas as obras do senhor estão na net haroldaspden.com, disponíveis GRÁTIS, a sua esposa não quis que o seu brilhante e extenso trabalho ficasse esquecido.

    • Quando algum desses sabichões usar tão avançados conhecimentos para curar pessoas ou de qualquer outra forma melhorar as suas vidas, por favor avise-me. Até lá, não passa de charlatanice.

    • Por “ciência convencional” presumo que se refira àquela que cura pessoas, constrói coisas e basicamente permite que esteja vivo e possa ler esta notícia no seu aparelho eletrólito…

  2. Por favor não apresentem estas enornes e evidentes falsidades pseudocientificas como se fossem resultado de conhecimento cientifico e menos ainda descobertas cientificas.
    Isto é o contrário de ciência.
    Na época de 60 já os manuais escolares descreviam os efeitos cinéticos da radiação e lembro-me de no liceu Salvado Correia nos Laboratórios de trabalhos práticos se demonstrar esses efeitos!
    Depois as forças conhecidas sempre se soube acturem no vazio!
    E a partir da demonstração da fórmula que relaciona a matéria com a energia E = M x C*2 precisamente pelo Einstein esse sim cientjsta de primrira grandeza, ficamos a saber que a matéria se converte em energia e vice versa.
    É patético o que alguns pseudo iluminados dizem que torna evidente a sua impreparação e falta de conhecimento de ciencias legitimas!

  3. Considera-se que existe vácuo quando há ausência de matéria. É claro que numa zona onde exista vácuo podem existir campos magnéticos, campos eléctricos, campos gravíticos e outras formas de energia. No artigo é dito que “(…) uma força nova que atua sobre nano-partículas no vácuo”. Se temos um vácuo absoluto como existem lá nano-partículas? Se existem nano-partículas, basta que tenham carga eléctrica para serem influenciadas por um campo electromagnético. Mesmo não tendo carga eléctrica, serão sempre influenciadas pelo campo gravítico! Não consigo encontrar relevância neste artigo.

RESPONDER

Escritor chinês detido por cometer os homicídios que inspiraram as suas obras

Um escritor chinês premiado foi detido esta sexta-feira por envolvimento num quádruplo homicídio que aconteceu em 1995, na China. O homem usou os crimes como inspiração para as suas obras. O trabalho de Liu Yongbiao, de …

Primeiro caso de super bactéria com características genéticas raras registado em Portugal

O primeiro caso português de uma super bactéria com características genéticas raras foi registado numa mulher de 64 anos "sem história de viagens ou exposição a produtos de origem asiática". A mulher de 64 anos foi …

Em Ave Maria, todos os caminhos vão dar ao céu

Além de ser o fundador da rede de pizzarias Domino's, o milionário empreendedor Tom Monaghan idealizou Ave Maria, uma cidade no estado da Flórida, nos Estados Unidos, entregue de corpo e alma à fé católica, …

Índios brasileiros ganham processo com mais de 30 anos sobre posse de reserva ambiental

No diferendo judicial sobre uma disputa pela propriedade de terras contra o Estado de Mato Grosso, os juízes do Supremo Tribunal Federal do Brasil deram razão aos índios Xingu, que vivem em reserva ambiental no …

A SIDA já não é a doença que mais mata em África

O HIV/SIDA já não é a principal causa de morte nem África, mas isto não são apenas boas notícias. A doença passou apenas para segundo lugar, mantendo-se no topo das principais causas de morte no …

Rio Tejo está em risco de secar por completo

As alterações climáticas, as barragens e os desvios de água para a agricultura e para campos de golfe, em Espanha, deixam o rio Tejo "à beira do colapso" e da seca completa. O alerta é deixado …

ARS condenada a pagar 49 mil euros por compressa esquecida em barriga de grávida

A Administração Regional de Saúde do Norte foi condenada ao pagamento de uma indemnização de quase 49 mil euros, num caso de negligência médica, devido ao esquecimento de uma compressa no interior da barriga de …

Líder do grupo KKK ameaçou queimar jornalista afroamericana

Um líder do grupo KKK (Ku Klux Klan) ameaçou queimar uma jornalista afroamericana colombiana durante uma entrevista ao canal hispânico Univisión, em julho, no estado norte-americano da Carolina do Norte. A entrevista será transmitida no …

BE e PCP querem acabar com corte ao subsídio de desemprego já no próximo ano

No Orçamento de Estado do ano passado, a medida não passou. Em junho, no Parlamento, a medida voltou a não passar. Agora, volta à mesa de negociações. Segundo o Diário de Notícias, o fim da redução …

Em um ano, há mais 8365 novos funcionários públicos

O número de funcionários públicos aumentou 1,3% no segundo trimestre deste ano, face a igual período de 2016, para 668.043 postos de trabalho, de acordo com a Síntese Estatística do Emprego Público. Em comparação com o …