A que cheira a Europa? “Enciclopédia de Cheiros” vai preservar o seu passado perfumado

A que cheira a Europa? Essa é a questão intrigante que os cientistas se propuseram a documentar, no que é descrito como o primeiro projeto internacional de investigação que explora aromas do passado e do presente.

De acordo com o jornal britânico The Independent, uma seleção de cheiros europeus será reconstruída e preservada e as descobertas da equipa serão publicadas numa “Enciclopédia do Património do Cheiro” online.

Com a experiência dos mundos da história, arte, linguística computacional e química, um grupo de investigadores conhecido como o consórcio Odeuropa planeia registar odores tão familiares como o tabaco e tão incomuns como lascas de esterco e sais aromáticos do século XVIII.

O projeto, anunciado na terça-feira, está a ser financiado por uma doação de 2,8 milhões de euros do programa EU Horizon 2020.

Usando técnicas de Inteligência Artificial (IA), a Odeuropa pretende descobrir quais são os principais aromas e espaços perfumados que moldaram as culturas europeias e a forma como as sociedades lidam com odores desafiadores ou perigosos.

O banco de dados recém-formado tornar-se-á um arquivo de odores europeus através dos tempos, desde óleo de motor e ozona encontrados em textos de futuristas italianos até tabaco perfumado usado por perfumistas e vendedores de verduras.

“Muito mais do que qualquer outro sentido, o nosso olfato está diretamente ligado às nossas emoções e memórias”, disse a equipa.

A investigadora principal Inger Leemans disse que a equipa vai “mergulhar em coleções de património digital para descobrir os principais aromas da Europa e trazê-los de volta ao nariz”.

“Para mim, o tabaco é um cheiro central na história e no património europeu. É um cheiro quente, fumegante e pungente, mas é claro que não é um cheiro, porque perfumistas, tabacarias e mercearias já experimentaram cheirar tabaco de todas as formas. Como historiador, também é interessante para mim porque se relaciona com histórias de sociabilidade, comércio e colonização, e também saúde”, disse William Tullett, da Anglia Ruskin University.

“Odores antigos, ou odores de objetos, dizem-nos muito sobre como esses objetos se degradam, como podem ser preservados e também como esses odores podem ser conservados”, explicou Matija Strlič, da University College London.

O projeto Odeuropa será liderado por uma equipa de investigadores do Reino Unido, Holanda, Alemanha, Itália, França e Eslovénia.

O Horizon 2020 é um programa de investigação e inovação da União Europeia de 80 mil milhões de euros, distribuído ao longo de sete anos, culminando em 2020, e que visa produzir descobertas científicas, desenvolvendo e comercializando ideias criadas em laboratório.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Proporção divina. Antiga fórmula grega pode ser responsável pelo sucesso dos musicais

Desde 1972, quando "Jesus Christ Superstar" estreou na Broadway, os mais populares musicais quase unanimemente empregaram uma fórmula centenária conhecida como “a proporção divina” - e, surpreendentemente, parecem tê-lo feito acidentalmente. A proporção divina é um …

Egito já iniciou obras de alargamento do Canal do Suez

A Autoridade do Canal do Suez iniciou este sábado obras para ampliar dez quilómetros do troço sul, onde o navio Ever Given encalhou em março passado, causando o bloqueio de uma das vias de navegação …

Museu do Prado descobre erro de 500 anos numa das suas esculturas

O Museu do Prado, em Madrid, descobriu que uma das suas esculturas, que se pensava ser do século XV, é afinal uma obra do século XX. Em comunicado, o museu espanhol explicou que a escultura – …

Costa entrou em “modo avestruz” e Cabrita é uma “mancha”. Líder do CSD não poupa nas críticas

Francisco Rodrigues dos Santos fez duras críticas ao primeiro-ministro, António Costa, e ao ministro da Administração Interna, Eduarda Cabrita. O presidente do CDS-PP disse que o primeiro-ministro entrou "em modo avestruz no caso João Galamba" referindo-se …

Morreu o prefeito de São Paulo que venceu a covid-19, mas que perdeu a batalha para o cancro

O prefeito da cidade brasileira de São Paulo, Bruno Covas, morreu este domingo, aos 41 anos, vítima de cancro, segundo a imprensa brasileira e várias personalidades que nas redes sociais têm lamentado a sua morte. Bruno …

China não está a conseguir macacos de laboratório suficientes para responder à procura da comunidade científica

A proibição do comércio de animais selvagens e o crescimento da investigação científica estão a causar uma escassez de macacos de laboratório na China. A oferta cada vez menor de macacos de laboratório, amplamente usados em …

Câmara do Porto recusa hastear bandeira LGBT no dia contra a homofobia

A Câmara Municipal do Porto recusou hastear a bandeira LGBTI+ na próxima segunda-feira, dia 17 de Maio, data em que se assinala o Dia Internacional Contra a Homofobia, Bifobia e Transfobia. Segundo o Público, a autarquia …

E se fosse possível passar um mês no Palácio de Buckingham? O preço não seria para qualquer bolso

Viver num palácio pode ser o sonho de muitos, mas não é para a carteira de qualquer um. Agora, já se sabe quanto custaria alugar, durante um mês, uma das casas reais mais conhecidas da …

Cavaco Silva considera que seria "chocante" PSD aprovar reforma das Forças Armadas

O ex-Presidente da República defende que é "um erro grave" a reforma das Forças Armadas que o ministro da Defesa pretende fazer, afirmando que seria para si "chocante" ver o PSD aprová-la. "Considero um erro grave …

Risco de ser hospitalizado ou morrer de covid diminui 90% após vacinação

O risco de um adulto ser hospitalizado ou morrer por covid-19 diminui 90% a 95% passados 35 dias sobre o início da vacinação, conclui um estudo divulgado este sábado pelo Instituto Nacional de Saúde de …