Empresa vende drone polémico que dispara spray de pimenta

Desert Wolf

-

A fabricante de um drone, uma pequena aeronave não tripulada, que dispara balas de spray de pimenta, já vendeu a primeira remessa de aparelhos.

A empresa, Desert Wolf, com base na África do Sul disse à BBC que já vendeu 25 drones para uma mineira depois de fazer demonstrações com o aparelho numa feira de tecnologia.

Segundo a empresa, o drone é uma aeronave de “controlo de tumultos” e que pode enfrentar multidões “sem colocar em risco as vidas dos seguranças”.

O site da Desert Wolf afirma que o drone octacóptero Skunk tem quatro dispositivos como os usados em armas de paintball, cada um com capacidade para disparar até 20 balas por segundo.

Além da munição com spray de pimenta, a empresa afirma que o drone pode também ser carregado com balas de plástico e projéteis com tinta.

A máquina pode levar até 4 mil balas de uma vez e também um tipo de laser que emite luz incandescente, para além de um altifalante que pode transmitir alertas para a multidão.

“Recebemos um pedido para 25 unidades (…). Não podemos revelar (o nome do) cliente, mas posso dizer que será usado por uma empresa mineira internacional”, disse à BBC o diretor da Desert Wolf, Hennie Kieser.

Kieser afirmou igualmente que há outros clientes interessados, alguns são companhias de segurança da África do Sul, indústrias e polícias de outros países.

Actualmente, a empresa pretende convidar outros clientes com potencial para demonstrações do drone em África, Europa e Américas.

Questão de segurança

Para Kieser, o drone Skunk foi desenvolvido devido aos riscos que as equipas de segurança enfrentam atualmente.

“Não podemos deixar acontecer outro Lonmin Marikana, sem polícias a pé, a usar tecnologia não letal, acredito que todos ficarão mais seguros”, disse.

Desert Wolf

-

Lonmin Marikana é uma referência a uma greve e uma manifestação que acabou em violência numa mina de platina na África do Sul em 2012, que resultou em 44 mortos. A maior parte dos mortos eram trabalhadores, mas policias locais também morreram.

Kieser afirmou, no entanto, que a mina de Lonmin Marikana não é um dos clientes que encomendou o drone.

Mas nem todos parecem aprovar o uso deste tipo de dispositivo para controlo de manifestações.

Noel Sharkey, presidente do grupo ativista Comité Internacional para Controlo de Armas Robóticas, afirmou que o uso destes drones representa um risco de “autoritarismo e a repressão de protestos”.

“Disparar bolas de plástico ou balas de plásticos do ar vai mutilar e matar. Usar spray de pimenta contra uma multidão de manifestantes é uma forma de tortura e não deveria ser permitido”, disse.

“Precisamos urgentemente de uma investigação da comunidade internacional antes que estes drones sejam usados”, acrescentou.

ZAP / BBC

PARTILHAR

RESPONDER

Teresa Leal Coelho admite processar ex-vereador Fernando Nunes da Silva

A vereadora da Câmara Municipal de Lisboa Teresa Leal Coelho admitiu que poderá vir a processar o antigo vereador Fernando Nunes da Silva, devido às declarações sobre a reposição dos sentidos de circulação na Avenida …

Linha de Fundo: Benfica reforça liderança, mais recados de Conceição, um jardim de infância especial e João “rosa” Almeida

Era uma vez um Clássico... Deu empate o primeiro clássico da época 2020/21. Em Alvalade, Sporting e FC Porto igualaram-se a duas bolas, num jogo que valeu pelas mudanças de resultado, mas que nem sempre foi …

CDS critica PS por obrigar portugueses a pagar "buraco" da TAP para servir apenas Lisboa

O CDS está "chocado" por a TAP ir abandonar as quatro rotas que opera no Aeroporto Francisco Sá Carneiro e critica o PS por obrigar portugueses a pagar "buraco" da TAP para servir apenas Lisboa. O …

Contratos de associação dos colégios privados. Ministério da Educação vence todos os 55 processos judiciais

Em todos os 55 processos judiciais que os colégios privados moveram contra o Ministério da Educação em 2016, na sequência da polémica dos contratos de associação, todas as 55 decisões foram favoráveis ao Governo. O jornal …

Famílias numerosas podem pedir desconto no IVA da luz a partir de março

As famílias com cinco ou mais elementos só poderão usufruir da redução do IVA da eletricidade a partir de 1 de março e terão de o requerer junto do seu fornecedor, segundo uma portaria esta …

Vacina da gripe disponível para mais grupos. Farmácias temem não ter stock suficiente

A vacina da gripe está, a partir desta segunda-feira, disponível para mais grupos populacionais com o início da segunda fase da campanha, que estende a vacinação a pessoas com 65 ou mais anos e pessoas …

Franceses em protesto para homenagear professor decapitado. Autoridades procuram radicais islâmicos

Milhares de pessoas reuniram-se no domingo no centro de Paris numa demonstração de repúdio pela decapitação do professor que mostrou aos seus alunos desenhos do Profeta Maomé. Os manifestantes da Praça da República ergueram cartazes onde …

Proud Boys acreditam na vitória de Trump: "Vamos Ganhar". Voto antecipado começa hoje na Florida

O líder do grupo Proud Boys disse à Lusa, durante uma manifestação em Miami, que Donald Trump vai vencer as eleições presidenciais norte-americanas, e rejeitou a acusação de que é dirigente de uma organização extremista. …

Projeto desenvolve testes rápidos de baixo custo para detetar imunidade

Um consórcio de universidades e uma empresa querem desenvolver "testes rápidos e de baixo custo" para detetar a resposta imunitária ao vírus SARS-CoV-2. O projecto TecniCov, que "obteve um financiamento de 450 mil euros da Agência …

"Medo constante". Human Rights Watch denuncia tortura na Coreia do Norte

Uma organização não-governamental denunciou esta segunda-feira que o sistema norte-coreano de detenção pré-julgamento e de investigação é cruel e arbitrário, com ex-detidos a descreverem tortura sistemática, corrupção e trabalhos forçados não-remunerado. No relatório de 88 páginas, …