Em 2050, número de muçulmanos poderá ser quase igual ao de cristãos

Michal Svec / Flickr

-

Em 2050, o número de muçulmanos em todo o mundo poderá ser quase igual ao de cristãos, com o Islão a tornar-se a fé com o crescimento mais rápido no planeta, de acordo com um estudo divulgado hoje.

Se se mantiverem as tendências atuais nas próximas quatro décadas, “o número de muçulmanos quase que igualará o de cristãos”, embora este continue a ser o maior grupo religioso, indica o estudo “O futuro das religiões no mundo: projeções 2010-2050”.

Realizado pelo Pew Research Center, o estudo tem em conta dados sobre taxas de fertilidade, evolução do crescimento da população jovem e estatísticas sobre conversão religiosa, calculando que em 2050 os muçulmanos ascenderão a 2,76 mil milhões (1,6 mil milhões em 2010), enquanto os cristãos serão 2,92 mil milhões (2,17 mil milhões em 2010), o que corresponde a 29,7% e a 31,4% da população mundial, respetivamente.

O “Islão crescerá mais rápido do que qualquer outra grande religião” e, se a tendência continuar, será a fé mais popular no mundo depois de 2070, indica o estudo.

O Pew chama a atenção, no entanto, para o facto de “numerosos acontecimentos” como guerras, movimentos sociais e políticos, catástrofes naturais ou alterações de condições económicas poderem “alterar as tendências demográficas de modo imprevisível”.

Mantendo-se as tendências, os hindus serão o terceiro grupo religioso, representando 14,9% da população mundial, enquanto 13,2% serão pessoas sem religião.

O estudo prevê uma diminuição da percentagem de pessoas sem religião, embora em alguns países – como os Estados Unidos e a França – seja esperado o aumento do número de ateus e agnósticos.

O budismo é a única religião que não deverá registar um aumento do número de fiéis.

Os investigadores reuniram dados de 175 países, representando 95% da população mundial.

Percentagem de cristãos desce ligeiramente país com mais católicos

A percentagem de cristãos no Brasil vai descer ligeiramente até 2050, o mesmo acontecendo na Guiné-Bissau e em São Tomé e Príncipe.

O Brasil tinha 88,9% de cristãos em 2010, numa população que ascendia aos 194.950.000 habitantes, e terá 86,4% em 2050, quando os brasileiros serão 223.020.000, prevê o estudo realizado pelo Pew Research Center.

Entre os países lusófonos, a percentagem de cristãos desce igualmente na Guiné-Bissau, passando de 19,7% para 16%, e em São Tomé e Príncipe, de 82,2 para 79,6%.

De acordo com o estudo do Pew, a nível mundial, a percentagem de cristãos manter-se-á nos 31,4%, se persistirem as tendências atuais nas próximas quatro décadas.

Também em Angola, em Timor-Leste e na Guiné Equatorial a percentagem de cristãos será a mesma em 2050 do que era em 2010, 90,5%, 99,6% e 88,7% da população, respetivamente.

Em Cabo Verde, calcula-se que haja uma ligeira subida, de 89,1 para 89,7%, enquanto em Moçambique a subida é mais expressiva, de 56,7 para 60,7%, ao mesmo tempo que a população passa de 23.390.000 para 49.000.000 habitantes, o maior aumento entre os países lusófonos.

No caso de Portugal, o estudo prevê uma descida da percentagem de cristãos, de 91,9% para 86,3%, numa população que diminui ao contrário de todos os países referidos, passando de 10.680.000 habitantes em 2010 para os 8.690.000 em 2050.

Segundo o estudo, daqui a quatro décadas o número de muçulmanos em todo o mundo poderá ser quase igual ao de cristãos, com o Islão a crescer “mais rápido do que qualquer outra grande religião”. Nessa altura, os muçulmanos serão 29,7% da população mundial, contra 23,2% em 2010.

Nos países lusófonos, o Islão apenas é maioritário na Guiné-Bissau, país onde o estudo prevê que a percentagem de muçulmanos passe de 45,1 para 48,8% em 2050.

Em Angola (0,2%), Brasil (inferior a 0,1%), Guiné Equatorial (quatro por cento), São Tomé e Príncipe (inferior a 0,1%) e Timor-Leste (0,1%) a percentagem de muçulmanos manter-se-á, diminuindo em Cabo Verde (de 0,1 para menos de 0,1%) e em Moçambique (de 18 para 15,1%).

Em Portugal, os muçulmanos representavam em 2010 0,3% da população e em 2050 serão 1,3%, de acordo com o estudo que reúne dados de 175 países.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

TAP avança com lay-off para 90% dos trabalhadores (e reduz atividade para cinco voos semanais)

Numa mensagem enviada aos seus funcionários, a TAP revelou que vai mesmo avançar com um processo de 'lay-off' para 90% dos trabalhadores e com a redução do período normal de trabalho em 20% para os …

Estado vai devolver 3 mil milhões em reembolsos do IRS

O Estado vai devolver 3 mil milhões de euros aos contribuintes em reembolsos do IRS, cuja entrega arranca esta quarta-feira e se estende até 30 de junho. A informação foi avançada pelo ministro de Estado, …

Há quatro infetados no sistema prisional. Estão todos em isolamento domiciliário

O Ministério da Justiça revelou esta terça-feira que aumentou para quatro o número de infetados com covid-19 no sistema prisional e que estão todos em isolamento domiciliário segundo indicação da saúde pública. Em comunicado, o Ministério …

Sousa Cintra diz que Rafael Leão "não ficou no Sporting porque foi apertado"

Sousa Cintra, ex-líder da SAD do Sporting no tempo da Comissão de Gestão, lamenta a rescisão do jogador Rafael Leão, considerando que "ele não continuou porque foi apertado". O jovem jogador foi, recentemente, condenado a …

Portugal tem há cinco dias os mesmos 43 recuperados. DGS e especialistas explicam porquê

Portugal regista, desde o passado dia 27 de abril, os mesmos 43 recuperados da Covid-19, segundo os boletins epidemiológicos diários da Direção-Geral da Saúde. Questionado pela agência Lusa sobre a estagnação no número de altas hospitalares …

Morreu o coronel Andrade de Moura, um dos capitães de Abril

A Câmara Municipal de Estremoz, no distrito de Évora, prestou esta terça-feira homenagem ao coronel Andrade de Moura, um dos capitães de Abril de 1974, que morreu no passado dia 23 de março aos 86 …

À boleia da pandemia, Parlamento da Hungria reforça poderes de Viktor Orbán

O Parlamento húngaro aprovou, esta segunda-feira, uma série de medidas para fazer face à pandemia de covid-19, entre as quais um projeto de lei que permite o estado de emergência por tempo indeterminado. De acordo com …

Portugal deverá perder dois milhões de habitantes até 2080

A população residente em Portugal poderá baixar dos atuais 10,3 milhões de habitantes para 8,2 milhões em 2080, de acordo com projeções do Instituto Nacional de Estatística (INE) esta terça-feira divulgadas. Os mesmos dados indicam, porém, …

Ministro da Economia admite nacionalizar empresas em caso de necessidade para combater surto

O ministro Adjunto e da Economia, Pedro Siza Vieira, admitiu esta terça-feira a possibilidade do Estado vir a nacionalizar empresas, caso seja necessário para combater as consequências económicas do surto de Covid-19. "O Estado tem ferramentas …

Coutinho quer voltar à Premier League (e já há cinco clubes na corrida)

Philippe Coutinho está interessado em regressar à Premier League, havendo já cinco clube ingleses na corrida pelo internacional brasileiro. Manchester United, Arsenal, Chelsea, Tottenham e Leicester são os clubes interessados em levar Coutinho de volta …