Eleições de 2019 com plano europeu para travar perturbações nas redes sociais

Enric Fontcuberta / EPA

Em 2019, o objetivo central dos técnicos da “sala de situação” é proteger as infraestruturas de apoio ao processo eleitoral, nas europeias e as legislativas, ainda sem data marcada.

O cenário internacional tem sido marcado pela polémica do Facebook, associada com a empresa Cambridge Analytica, acusada de ter recuperado dados de milhões de utilizadores daquela rede social, sem o seu consentimento.

O objetivo era a elaboração de um programa informático destinado a influenciar o voto dos eleitores, nomeadamente nas últimas presidenciais norte-americanas, que ditaram a eleição de Donald Trump, e no referendo sobre o Brexit – processo de saída do Reino Unido da União Europeia.

Em Portugal, o número de utilizadores afetados poderá rondar os 63.080.

À Lusa, o coordenador do CNCS, professor universitário e um dos pioneiros da Internet em Portugal, afirmou que a resposta para evitar os efeitos deste tipo de casos é a informação e a capacitação dos cidadãos, porque “muitos problemas resultam da ingenuidade das pessoas”.

Pedro Veiga aconselhou as pessoas a estarem “mais atentas” sobre o que partilham nas redes sociais que pode pôr em causa a sua privacidade. Além disso, deixou o alerta de que, nas redes sociais, “muita informação é falsa e visa atividade criminosas, quer de desinformação quer para aliciar jovens com mentiras e fotografias falsas”.

É preciso os cidadãos “não fazerem erros básicos, de divulgar tudo nas redes sociais, e não acreditarem em tudo” o que leem, insistiu.

Durante a entrevista, Pedro Veiga admitiu que Portugal não está imune a este tipo de problemas de contrainformação nas redes sociais e explicou que, “por causa do histórico de perturbação de atos eleitorais, pretende-se que isso não aconteça na Europa”.

Assim, a Comissão Europeia está a dinamizar um conjunto de atividades para mitigar os problemas que possam existir, segundo o Jornal de Notícias.

“É uma nova dimensão de preocupação”, assume o responsável, embora distinguindo os casos de contrainformação dos problemas que, normalmente, são tratados no CNCS, enquanto centro nacional de resposta a incidentes de cibersegurança, durante as campanhas eleitorais, desde 2016, na “sala de situação”.

Os casos mais frequentes detetados pelos técnicos têm sido os de “defacing” de páginas de Internet (mudar a aparência dos sites de partidos ou candidatos), ou “ataques” que impedem o acesso de sites devido a “volumes de tráfego muito elevados”.

Em 2019, o objetivo da “sala de situação” será proteger as infraestruturas de apoio ao processo eleitoral em maio, tanto nas europeias como nas legislativas.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

França reage à falta de "decoro" de Trump. A diplomacia não se faz através de "tweets"

O governo francês apontou nesta quarta-feira a falta de decoro do Presidente norte-americano ao ter publicado via Twitter fortes críticas contra França no mesmo dia em que o país lembrava as vítimas dos atentados terroristas …

OE 2019. PSD vai apresentar propostas "com significado", mas não orçamento alternativo

O presidente do PSD afirmou nesta quarta-feira que o PSD apresentará na quinta-feira propostas de alteração ao Orçamento do Estado para 2019 (OE2019) "com significado" em áreas como interior, saúde, empresas ou fiscalidade, mas não …

"Irrito-me sim, senhor deputado". Ministra da Justiça garante que sabe "zero" sobre Tancos

A ministra da Justiça, Francisca Van Dunem, garantiu nesta quarta-feira, no parlamento, que nada sabe sobre o caso do furto e do alegado encobrimento das armas de Tancos. Questionada pelo deputado do PSD Carlos Peixoto sobre o …

Luz verde ao rascunho do Brexit. Onda de demissões abala Governo de May

O Governo britânico aprovou "coletivamente" o rascunho de acordo para a saída do Reino Unido da União Europeia, mas uma vaga de demissões está a abalar o Executivo de May. O Governo de Theresa May reuniu …

Fox News, apoiante declarada de Trump, apoia rival CNN em processo legal contra o Presidente

A apoiante declarada de Trump Fox News vai juntar-se à ação judicial movida pela sua rival CNN contra o Presidente norte-americano, para recuperar a credenciação de um dos seus jornalistas. A estação televisiva Fox News, apoiante …

Dois mexicanos foram queimados vivos devido a boato no WhatsApp

Dois indivíduos foram queimados vivos no México depois de uma mensagem que os acusava de raptarem e sequestrarem crianças. Mas tudo não passou de uma mensagem falsa. No dia 29 de agosto, Maura Cordero, dona de …

PCP quer alargar passes sociais a todo o território

O PCP apresenta, esta quinta-feira, uma proposta de alteração ao Programa de Apoio à Redução Tarifária nos Transportes Públicos, que visa garantir a redução dos preços dos passes e o alargamento dos passes sociais a …

Governo quer vender reservas de urânio assim que houver "condições de mercado"

A produção nuclear está fora da agenda. Assim, o Governo diz que as reservas de urânio do país não são estratégicas e que pretende vendê-las "assim que houver condições de mercado". O Governo disse esta quarta-feira …

Homens apresentam mais traços autistas do que as mulheres

Coisas materiais e sistemas de organização atraem os homens, enquanto as mulheres preferem pessoas e emoções. É esta a conclusão de um estudo recente que realça as diferenças entre os dois sexos. A investigação, levada a …

Arqueólogos descobrem a cidade perdida de Tenea

O Ministério da Cultura da Grécia anunciou que uma equipa de arqueólogos acredita ter encontrado a cidade perdida de Tenea. Entre os vestígios do assentamento, foram encontradas jóias, dezenas de moedas e vários túmulos.   …