Eleições de 2019 com plano europeu para travar perturbações nas redes sociais

Enric Fontcuberta / EPA

Em 2019, o objetivo central dos técnicos da “sala de situação” é proteger as infraestruturas de apoio ao processo eleitoral, nas europeias e as legislativas, ainda sem data marcada.

O cenário internacional tem sido marcado pela polémica do Facebook, associada com a empresa Cambridge Analytica, acusada de ter recuperado dados de milhões de utilizadores daquela rede social, sem o seu consentimento.

O objetivo era a elaboração de um programa informático destinado a influenciar o voto dos eleitores, nomeadamente nas últimas presidenciais norte-americanas, que ditaram a eleição de Donald Trump, e no referendo sobre o Brexit – processo de saída do Reino Unido da União Europeia.

Em Portugal, o número de utilizadores afetados poderá rondar os 63.080.

À Lusa, o coordenador do CNCS, professor universitário e um dos pioneiros da Internet em Portugal, afirmou que a resposta para evitar os efeitos deste tipo de casos é a informação e a capacitação dos cidadãos, porque “muitos problemas resultam da ingenuidade das pessoas”.

Pedro Veiga aconselhou as pessoas a estarem “mais atentas” sobre o que partilham nas redes sociais que pode pôr em causa a sua privacidade. Além disso, deixou o alerta de que, nas redes sociais, “muita informação é falsa e visa atividade criminosas, quer de desinformação quer para aliciar jovens com mentiras e fotografias falsas”.

É preciso os cidadãos “não fazerem erros básicos, de divulgar tudo nas redes sociais, e não acreditarem em tudo” o que leem, insistiu.

Durante a entrevista, Pedro Veiga admitiu que Portugal não está imune a este tipo de problemas de contrainformação nas redes sociais e explicou que, “por causa do histórico de perturbação de atos eleitorais, pretende-se que isso não aconteça na Europa”.

Assim, a Comissão Europeia está a dinamizar um conjunto de atividades para mitigar os problemas que possam existir, segundo o Jornal de Notícias.

“É uma nova dimensão de preocupação”, assume o responsável, embora distinguindo os casos de contrainformação dos problemas que, normalmente, são tratados no CNCS, enquanto centro nacional de resposta a incidentes de cibersegurança, durante as campanhas eleitorais, desde 2016, na “sala de situação”.

Os casos mais frequentes detetados pelos técnicos têm sido os de “defacing” de páginas de Internet (mudar a aparência dos sites de partidos ou candidatos), ou “ataques” que impedem o acesso de sites devido a “volumes de tráfego muito elevados”.

Em 2019, o objetivo da “sala de situação” será proteger as infraestruturas de apoio ao processo eleitoral em maio, tanto nas europeias como nas legislativas.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Milhares de manifestantes impedem abertura do parlamento do Líbano

Milhares de manifestantes bloquearam esta terça-feira os acessos ao parlamento do Líbano, obrigando a adiar novamente a análise de várias leis, como a que prevê uma amnistia a quem tem impostos em dívida, contestada por …

Huawei quer implementar 5G no Brasil

O Presidente do Brasil afirmou na segunda-feira que a gigante das telecomunicações chinesa Huawei pretende instalar a tecnologia de quinta geração (5G) no país, mas rejeitou que tenha sido feita uma proposta. O anúncio foi feito …

Benfica lança OPA para controlar SAD. Ações valorizam 70%

As ações da Benfica SAD estavam a valorizar 70%, para os 4,70 euros, um dia depois da Sport Lisboa e Benfica SGPS ter lançado uma Oferta Pública de Aquisição (OPA) sobre 28,067% do capital da …

Califórnia processa empresa por promover cigarros eletrónicos com sabores para atrair jovens

A Califórnia, nos Estados Unidos (EUA), abriu na segunda-feira um processo contra a Juul, marca líder de cigarros eletrónicos, acusando-a de desenvolver uma estratégia de marketing focada na conquista de menores de idade para adquirir …

Luis Enrique volta a assumir o comando da seleção espanhola

O treinador vai reassumir as funções de selecionador de futebol de Espanha, que deixou para acompanhar a doença da filha, que faleceu em agosto com um cancro ósseo. Luis Enrique, de 49 anos, regressa aos comandos …

Governo suspendeu 18 obras na ferrovia consideradas prioritárias

A Infraestruturas de Portugal (IP) adiou e/ou atrasou ou 18 obras do setor ferroviário que estavam contemplados no programa Ferrovia 2020 e eram consideradas prioritárias. De acordo com o Jornal de Notícias, que avança a notícia …

Suspeito do roubo das pistolas Glock implicou Direcção da PSP (mas nunca foi interrogado sobre isso)

O polícia que está acusado do roubo das pistolas Glock da PSP insinuou, em conversas telefónicas, que haveria chefias da Direcção Nacional desta força policial envolvidas na prática do crime. Apesar disso, nunca terá sido …

O Natal traz emoções fortes. Viva-as intensamente

Quando o tempo frio faz as suas primeiras aparições, quase imediatamente alguém afirma “não tarda nada estamos no Natal”. De facto, a quadra natalícia é o grande prémio de consolação do Inverno: o motivo pelo qual …

Estádio para os Jogos Olímpicos concluído antes da data prevista

O estádio Nacional Japonês, sede dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio de 2020, está concluído, a um mês da estreia oficial, informou esta terça-feira o organismo proprietário do complexo. De acordo com o Conselho de …

Suécia deixa cair investigação de violação contra Julian Assange

O Ministério Público sueco deixou cair a investigação de um caso de violação alegadamente cometido por Julian Assange, fundador do WikiLeaks, em 2010. "O Diretor Adjunto do Ministério Público, Eva-Marie Persson, decidiu hoje [terça-feira] descontinuar a …