Elefantes são os nossos aliados na luta contra as alterações climáticas

Os elefantes-da-floresta desempenham um papel importantíssimo na luta contra as alterações climáticas, nomeadamente no armazenamento de carbono. No entanto, a espécie está em vias de extinção.

Isto de acordo com um novo estudo publicado esta segunda-feira na revista científica Nature Geoscience, que associa a alimentação dos elefantes com o aumento da quantidade de carbono que as florestas conseguem armazenar.

A má notícia é esta espécie de elefantes — parentes menores e mais vulneráveis do elefante africano — estão a extinguir-se rapidamente. A boa notícia é que, se protegermos e conservarmos estes elefantes, lutaremos simultaneamente contra as alterações climáticas.

Os elefantes são inteligentes, conscientes e altamente sociais, mas a sua característica mais notável é o tamanho. Evolutivamente, os elefantes apostaram em tornar-se grandes o suficiente para deter predadores como leões e tigres.

Em troca, eles tornaram-se escravos do seu próprio apetite. Os elefantes precisam de quantidades enormes de alimento todos os dias, algo como 5-10% da sua massa corporal. Uma típica fêmea de três toneladas poderia ingerir 200 quilogramas de alimento num só dia. A sua família pode precisar de consumir mais do que uma tonelada de comida por dia.

Não é fácil encontrar tanta comida, especialmente nas florestas tropicais, onde as plantas têm altas concentrações de defesas químicas para evitar serem comidas. Os elefantes passam a maior parte da vida a comer e a procurar comida. Os elefantes da floresta africana gostam particularmente de árvores jovens, que investem menos em defesas químicas e têm menor densidade de madeira.

Como os elefantes afetam as reservas de carbono

A principal novidade deste estudo é que eles incluem, pela primeira vez, o efeito de distúrbios de alimentação de elefantes num modelo computacional que simula processos demográficos em ecossistemas florestais.

Os investigadores descobriram que o “distúrbio do elefante” — os elefantes alimentam-se partindo galhos, puxando lianas, arrancando plantas inteiras e folhas — faz com que as florestas fiquem com mais árvores maiores. O facto de preferirem árvores pequenas a árvores grandes faz com que, em última análise, leve a um aumento de longo prazo na biomassa total.

Com árvores maiores e com mais madeira, a floresta consegue armazenar mais carbono. Os autores do estudo estimam que o desaparecimento dos elefantes-da-floresta resulte numa perda de até 7% do stock de carbono nas florestas da África Central.

A situação dos elefantes-da-floresta é particularmente dramática. Se no passado chegaram a ser milhões, a sua população agora é inferior a 10% do seu potencial tamanho e, na década de 2002 a 2011, até 62% dos elefantes da floresta podem ter sido mortos. Este declínio é principalmente explicado pela caça furtiva e pela crescente invasão humana dos seus habitats.

Os investigadores mostram que os elefantes-da-floresta produzem serviços para o ecossistema dos quais todos nós beneficiamos. Se todos somos beneficiários da conservação destes elefantes, então também deveríamos ser responsáveis para fazê-lo.

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

A supergigante Betelgeuse é mais pequena e está mais perto da Terra do que se pensava

De acordo com um novo estudo feito por uma equipa internacional de investigadores, podem ser necessários mais 100.000 anos até que a estrela gigante vermelha Betelgeuse morra numa explosão de fogo. O estudo, liderado pela Dra. …

Mulheres menos propensas à covid-19 por respeitarem mais o distanciamento social

Uma das razões pelas quais as mulheres podem ser menos vulneráveis ​​a infeção pelo novo coronavírus deve-se ao facto de serem mais propensas a aderir às políticas de distanciamento social, sugeriu uma nova pesquisa. Uma pesquisa …

Braga 3 - 0 AEK | Minhotos de gala conquistam atenienses

O Sporting de Braga iniciou a sua participação no Grupo G da Liga Europa com uma vitória. Na recepção aos gregos do AEK de Atenas, os minhotos mostraram ser muito mais equipa e ganharam por …

Capitalismo vai arruinar o planeta até 2050, alertam cientistas

Um grupo de cientistas alerta que se continuarmos com este capitalismo desenfreado, o nosso planeta vai sofrer consequências a nível climático e ambiental. Até 2050, o planeta Terra pode sofrer seriamente às mãos do capitalismo desenfreado. …

Os novos faróis inteligentes da Audi levam-no ao cinema sem sair do carro

Os novos faróis LED da Audi levam-no ao cinema sem sair do carro, já que são capazes de projetar imagens na estrada ou em paredes. A novidade é lançada na nova linha de SUVs elétricos da …

FC Porto foi "histriónico" e não se portou bem, escreve-se em Manchester

Jornal inglês alega que os elementos do FC Porto foram exagerados, turbulentos e não tiveram um comportamento adequado. Não há uma única palavra sobre o árbitro. Na manhã seguinte à derrota (3-1) do FC Porto em …

De passagem secreta a cemitério de carros. Túnel sob Nápoles "esconde" veículos enferrujados da II Guerra

No centro de Nápoles, em Itália, há veículos e motocicletas abandonados e enferrujados dos anos 1940 alinhados num túnel a mais de 30 metros abaixo dos seus pés. A Piazza del Plebiscito foi nomeada após uma …

Primeira ministra islandesa interrompida por um terramoto quando dava uma entrevista em direto

Um terramoto de magnitude 5.6 interrompeu uma entrevista em direto da primeira ministra islandesa ao The Washington Post. Mas Katrin Jakobsdottir reagiu à situação de forma tranquila: "Isto é a Islândia". Katrin Jakobsdottir estava a dar …

O voo mais longo do mundo está de volta (e agora é ainda mais longo)

O voo da Singapore Airlines que partia de Singapura com destino até Nova Iorque, foi uma das vítimas do covid-19 e ficou suspendo a 23 de março. Agora, é possível viajar nesta rota novamente, e …

Obras de cinco museus de Berlim vandalizadas no início do mês

Sarcófagos egípcios, pinturas do século XIX e esculturas em pedra de três dos principais museus de Berlim foram atacados com uma substância líquida oleosa a 3 de outubro, dia em que se festejaram os 30 …