Empresa está a “editar” fruta e vegetais para torná-los mais saborosos

A startup norte-americana Pairwise Plants está a editar geneticamente fruta e vegetais para torná-los mais saborosos. Está também a trabalhar para melhorar várias culturas básicas em grande escala como milho, soja, trigo, canola e algodão.

Manter uma dieta saudável nem sempre é uma tarefa fácil. Muitas vezes, os alimentos que nos fazem bem acabam por não ser apelativos ao nosso paladar, deixando-nos como derradeira alternativa comer por obrigação. Esta realidade pode estar prestes a mudar graças à prática de uma startup norte-americana que está a usar edição genética para tornar fruta e vegetais mais saborosos.

A Pairwise Plants conta com um financiamento de 125 milhões de dólares da Monsanto, que é detida pela farmacêutica Bayer. Graças à ferramenta de edição genética CRISPR, a empresa está a tentar tornar alguns dos alimentos mais nutritivos em verdadeiras iguarias para os consumidores.

Além disso, de acordo com o OneZero, a Pairwise também está a trabalhar para melhorar várias culturas básicas em grande escala, como milho, soja, trigo, canola e algodão. Neste sentido, a CRISPR pode ser uma ferramenta útil para acabar com a fome no mundo ao produzir melhores colheitas e fortalecendo culturas contra doenças e alterações climáticas.

A Pairwise começou por editar geneticamente a mostarda-castanha, uma parente próxima da couve e do repolho, rica em vitaminas e minerais essenciais. Este é um ingrediente tipicamente usado na cozinha chinesa, japonesa e indiana, não sendo muito utilizado no ocidente. O seu sabor característico acaba por o deixar fora de muitas dietas.

“Não temos a certeza de como será o sabor final”, disse Ryan Rapp, chefe de tecnologias de edição de genoma da Pairwise Plants.

Os cientistas identificaram vários genes associados ao sabor picante da mostarda-castanha e programaram a CRISPR para encontrar e excluir esses genes. O resultado final era um ingrediente menos picante e apimentado do que o habitual. A Pairwise espera colocar fruta e vegetais como estes nos supermercados entre 2021 e 2022.

Um alimento geneticamente modificado já está no mercado, um tipo de óleo de canola mais saudável, mas é produzido com uma tecnologia mais antiga de edição de genoma conhecida como TALENs.

“Estamos a fazer alterações pequenas, muito precisas e discretas nos genes que já existem na planta”, diz Aaron Hummel, chefe de tecnologias de edição de genoma da Pairwise. O especialista vê a CRISPR como uma maneira de acelerar o melhoramento de plantas para certas características desejáveis.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. A ciência não para de querer competir com a natureza. Nem se preocupa com as consequências nefastas para a saúde das pessoas e animais que se alimentam com os produtos resultantes destas perigosas manipulações. É já por demais conhecido o perigo que constitui a soja geneticamente modificada, mas continuam alegremente a brincar com o equilíbrio do nosso planeta. Os legumes precisam de ser melhorados porque, muito deles resultam de sementes modificadas para produzirem mais e maiores produtos. Se obedecerem às regras ancestrais da agricultura, cultivando através de métodos biológicos os vegetais, os frutos terão muito mais sabor!

RESPONDER

"Charlie" é o robô peixe-gato da CIA que permitiu pesquisas subaquáticas (e já realizou missões secretas)

De várias formas e tamanhos, os robôs têm sido sido muitas vezes usados por muitas entidades para trabalhos de pesquisa e investigação. A CIA não é exceção e por isso desenvolveu um peixe robótico chamado …

Possível obra de Banksy surge na parede de uma famosa prisão. Pode representar Oscar Wilde

Um graffiti possivelmente pintado pelo famoso artista de rua Banksy apareceu durante a noite no lado de fora de uma parede da prisão de Reading, no Reino Unido. Na madrugada desta segunda-feira, a obra foi avistada …

Na tentativa de tirar a selfie perfeita com um elefante, indiano acaba morto pelo animal

No passado domingo, dia 28 de fevereiro, um homem de 21 anos morreu enquanto tentava tirar uma selfie com um elefante. O animal andou a pairar por zona residencial e anteriormente já tinha matado uma …

Milhares de professores vacinados antes de médicos. Presidente do México acusado de fazer política com a vacinação

Milhares de professores do ensino público que lecionam nas zonas mais rurais do México foram vacinados contra o novo coronavírus antes dos profissionais de saúde que combatem a pandemia na mesma região. De acordo com …

Passageiros com documentos e teste de covid-19 falsificados detetados pelo SEF

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) deteve, no domingo, no Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, três cidadãos portadores de documentação falsa, dois dos quais na partida de um voo com destino à República da …

Coronadiktatur, Gesichtskondom, Fussgruss. Os alemães inventaram milhares de palavras novas sobre a pandemia

O confinamento de quase quatro meses na Alemanha não colocou restrições ao seu idioma de palavras multissilábicas. Os alemães inventaram mais de 1.200 novas palavras para descrever as regras e realidades da vida em tempo …

Ordem coordena vacinação de 4000 médicos "deixados para trás"

A Ordem dos Médicos vai vacinar cerca de quatro mil médicos que trabalham em hospitais e clínicas privadas e que, por algum motivo, não foram vacinados na altura devida. De acordo com um comunicado da ordem, …

A mais recente turbina eólica chama-se Wind Catcher e é portátil

Uma empresa dinamarquesa decidiu inovar e desenvolver uma turbina eólica portátil. O Wind Catcher é mais leve, mais poderoso e mais fácil de usar do que qualquer outro sistema de energia eólica no mercado. O Wind …

Spike Lee vai produzir série documental para o 20.º aniversário dos atentados de 11 de setembro

O realizador Spike Lee está a preparar uma série documental para estrear no 20.º aniversário dos atentados do 11 de Setembro, um "retrato sem precedentes" dos nova-iorquinos e da capacidade de recuperação depois da destruição …

Guru de investimentos, Warren Buffett, assume ter cometido um "erro"

O bilionário norte-americano Warren Buffett, considerado o "guru" dos mercados de investimento, assumiu ter cometido um erro quando adquiriu, em 2016, a Precision Castparts por 32,1 mil milhões de euros. Na carta que escreve anualmente para …