Economia portuguesa recuou 6,5% durante o resgate

Cruks / Wikimedia

O ex-ministro das Finanças, Vítor Gaspar

O ex-ministro das Finanças, Vítor Gaspar, foi a principal figura do resgate durante o auge da intervenção

Portugal pediu ajuda financeira pela terceira vez ao Fundo Monetário Internacional há quatro anos e como contrapartida pelo empréstimo de 78 mil milhões de euros, concordou adoptar medidas que, desde 2010, conduziram a uma redução acumulada de 6,5% da economia.

O pedido de ajuda ocorreu no dia 6 de Abril de 2011 depois de uma emissão de títulos da dívida em que o Estado viu as taxas de juro subirem de forma expressiva.

Depois desta emissão, o então ministro das Finanças, Fernando Teixeira dos Santos, em declarações ao Jornal de Negócios, admitia que era “necessário recorrer aos mecanismos de financiamento disponíveis no quadro europeu em termos adequados à actual situação política”.

Pouco depois, o Governo liderado por José Sócrates confirmava o pedido de ajuda financeira já tinha seguido para as autoridades internacionais e foi então acordado um memorando de entendimento – assinado também pela maioria PSD/CDS-PP agora no Governo – em que o Governo se comprometia a implementar uma série de medidas de austeridade, as quais deveriam por a economia a crescer e melhorar a competitividade do país.

Eis alguns exemplos da situação económica portuguesa antes do pedido de ajuda e qual a situação actual:

PIB

– Portugal fechou o ano de 2010 com um crescimento económico de 1,9% do Produto Interno Bruto (PIB), um valor influenciado por gastos excessivos da parte do sector público que acabaram por pesar no défice orçamental e no nível de dívida pública.

– Depois de três anos consecutivos de recessão entre 2011 e 2013, em que o PIB encolheu em termos acumulados 7,3%, a economia cresceu 0,9% em 2014, mas isso praticamente não compensou as quedas dos anos anteriores. Entre 2010 e 2014, a economia recuou 6,5%, segundo os números do Instituto Nacional de Estatística (INE).

José Sena Goulão / Wikimedia

O ex-ministro das Finanças e da Economia, Teixeira dos Santos

O ex-ministro das Finanças e da Economia, Teixeira dos Santos, negociou o plano de resgate com a Troika

Desemprego

– Em 2010, os dados do INE apontavam para uma taxa de desemprego de 10,8%, valor que entre os jovens chegava aos 22,8%. O desemprego foi aumentando todos os anos até 2013, altura em que 16,2% da população activa portuguesa estava desempregada, sendo a taxa de desemprego entre as pessoas com menos de 25 anos bastante mais elevada, de 38,1%.

– Em 2014, o mercado de trabalho começou a apresentar sinais de melhoria e a taxa de desemprego caiu para os 13,9% da população ativa nesse ano. O desemprego jovem, apesar de também ter descido, permanece acima dos 34%.

No início de 2015, no entanto, o desemprego tem voltado a dar sinais de subida e, em Fevereiro, atingiu os 14,1%.

Todos estes números contrastam com as previsões iniciais da ‘troika’, que nunca anteciparam que o desemprego chegasse sequer aos 13% em Portugal, esperando-se mesmo uma queda da taxa de desemprego logo em 2013.

Défice orçamental

– Em 2010 o défice orçamental terminou o ano nos 11,2% do PIB, o valor mais alto pelo menos desde 1995, de acordo com as séries do INE, muito acima dos 5,9% que a ‘troika’ e o Governo tinham antecipado.

– Em 2014, o défice das administrações públicas ficou nos 4,5%, abaixo da meta de 4,8% que o Governo tinha reportado a Bruxelas para esse ano, mas acima do que tinha ficado acordado com os credores internacionais durante o programa de resgate (4%). Segundo o programa inicial, Portugal deveria ter fechado o ano passado com um défice de 2,3%, já abaixo dos 3%, o limite imposto pelas regras europeias.

– O Governo estima que, em 2015, o défice orçamental caia para os 2,7%, o que – a confirmar-se – significa que este será o primeiro ano em que Portugal consegue cumprir aquela regra e sair do Procedimento dos Défices Excessivos. No memorando inicial, de Maio de 2011, os credores e o executivo previam que o défice fosse de 1,9% em 2015, uma estimativa que agora nenhuma instituição espera.

portugal.gov.pt

Ministra das Finanças, Maria Luís Albuquerque

A actual ministra das Finanças, Maria Luís Albuquerque, substitui Gaspar e fechou o programa de resgate

Dívida Pública

– Em 2010, a dívida pública estava ainda abaixo mas já próxima dos 100% do PIB, ficando nos 96,2%, para depois ultrapassar os 100% do PIB, atingindo os 111,1% em 2011.

– A dinâmica ascendente da dívida das administrações públicas manteve-se durante todo o período do resgate: cresceu para os 125,8% em 2012, subiu para os 129,7% em 2013 e, no ano passado, disparou para os 130,2% do PIB.

A dívida pública deverá começar a cair este ano, para os 125,4%, de acordo com as previsões do Governo.

Inflação

– Em 2010, a inflação atingiu os 1,4% e no ano seguinte até acelerou para os 3,65%.

– Em 2013, a taxa de inflação estava nos 0,27% e terminou o ano passado já em terreno negativo, nos -0,28%.

/Lusa

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. O ex-ministro das Finanças, Vítor Gaspar foi e é o maior achado ecológico deste país de GAIOS. Nenhum deles vale nada de nada mas este!!!!!!!!!!!!! que fenómeno de pranto.

  2. O desconhecimento não inibe responsabilidade. É assim face à lei e não menos quanto a honestidade intelectual para além do senso comum:
    1- Entre as 20h (ao almoço) do dia 5 de abril de 2011 e 15 h depois, nos noticiários do jantar do dia seguinte, portugal passou de “não necessitamos” para “temos de recorrer ao FMI”;
    2- O PS foi o único interlecutor por ser governo;
    3- Os outros dois partidos “do arco da governação ” limitaram-se a faser nº de credibilidade ao assinarem – Desígnio nacional p/ credor ver;
    4- O tal Gaspar (e outros, nós proprios incluídos) limitou-se à execução-implementação do programa de governo herdado dos credores. Verificou-se depois cheio de ‘armários’ … PPPês e afins;
    5- Depois de 25 abril, pela primeira vez, o programa de governo de Portugal foi imposto pelos credores (não há 2 sem 3. À 3ª foi de vez). O governo recuperou a credibilidade – Apesar da gritaria, o Costa perante chineses resumiu… É do senso comum

    • ahh paga o povo. Sempre. Diferente é na Grécia. Imagine-se! O gajo e a gaja da pasta militar em menos de 2 anos foram investigados, acusados, julgados e condenados a 20 e a 12 anos dentro…
      Por cá, os fortes indícios criminais é p’as listas vip e o resto é caravanas e hinos quais procissões ao adro cheias de ombros p’o andor carregado de cenouras… Do BPN com anos só um à cabeça e do BES-ges e afins…Veremos a água pela ponte…
      Contudo, nunca a justiça em Portugal investigou tanto em tão pouco tempo. Não chega…

RESPONDER

Com 13 anos, herdeira da Coroa de Espanha discursa pela primeira vez

O rei Filipe VI transmitiu esta sexta-feira à princesa Leonor o compromisso "pessoal e institucional" que possui como herdeira da Coroa na entrega dos Prémios Princesa de Astúrias 2019, cerimónia acompanhada no exterior por uma …

"El Mencho" quer ser o próximo "El Chapo" (e está a matar polícias para o conseguir)

"El Mencho", líder de um dos cartéis mais influentes do México, foi responsável pelo massacre de 14 polícias. O barão da droga quer ser o próximo "El Chapo". No México, Nemesio Oseguera Cervantes, conhecido como "El …

Marcelo promulga regime de acolhimento residencial para crianças e jovens em perigo

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, promulgou esta sexta-feira o diploma governamental que estabelece o regime de execução do acolhimento residencial, medida de promoção dos direitos e de proteção das crianças e jovens …

Lenny Kravitz regressa a Lisboa para um concerto em 2020

Lenny Kravitz regressa a Portugal em 2020. O músico irá atuar na Altice Arena, em Lisboa, no dia 25 de julho do próximo ano. Este concerto faz parte da digressão "Here to Love", de apoio ao …

Conspirador condenado a pagar 450.000 dólares por negar massacre de Sandy Hook

Um tribunal de Wisconsin, nos Estados Unidos, condenou um conspirador a indemnizar o pai de uma das crianças que morreu no tiroteio de Sandy Hook, em 2012, com 450.000 dólares depois de este afirmar que …

Adepto do Nápoles acusado da morte de apoiante do Inter

  O adepto do Nápoles tem antecedentes criminais e, segundo a investigação, poderá estar ligado à camorra, uma organização criminosa italiana. Um adepto radical do Nápoles foi esta sexta-feira detido sob a acusação de homicídio de um …

As temperaturas no Qatar estão tão altas que já há ar condicionado nas ruas

As temperaturas no Qatar, um dos lugares mais quentes do planeta, aumentaram tanto que as autoridades estão a instalar equipamentos de ar condicionado no exterior dos edifícios, nas ruas e nos mercados. O país, onde as …

Quadro de Nicolas de Staël vendido em Paris por valor recorde de 20 milhões de euros

Um quadro do pintor francês, de origem russa, Nicolas de Staël, foi vendido por 20 milhões de euros, um recorde para o artista, num leilão que decorreu em Paris e que foi organizado pela casa …

Duterte encoraja polícia a “matar todos” os suspeitos de tráfico de droga

O presidente das Filipinas encorajou o novo chefe da polícia da cidade de Bacolod, no centro do país, a matar todos os suspeitos de tráfico de droga. “Tens permissão para matar todos”, disse esta quinta-feira Rodrigo …

Prisão preventiva para um dos 23 arguidos da Operação Rota do Cabo

A operação Rota do Cabo, que investiga uma rede criminosa de auxílio à imigração ilegal, contava com a participação de funcionários do Fisco, da Segurança Social e do SEF. Um dos 23 arguidos da operação Rota …