Durante 15 anos, a Suécia pensou que estava a ser invadida por submarinos (mas era só flatulência de peixes)

(dr) Policy Exchange

Na década de 1980, um grande incidente diplomático entre superpotências nucleares pode ter sido desencadeado pela flatulência de peixes. Aliás, a Rússia e a Suécia quase entraram em guerra por causa disso – mas não o sabiam. 

Segundo conta o IFLScience, em 1981, um submarino soviético encalhou na costa sul da Suécia, a apenas 10 quilómetros de uma base naval sueca. Os soviéticos alegaram que foram forçados a entrar em território sueco devido a graves dificuldades e erros de navegação posteriores, enquanto a Suécia viu nisso uma prova de que a então União Soviética estava a infiltrar-se nas águas suecas.

Além disso, quando as autoridades suecas mediram secretamente materiais radioativos usando espectroscopia de raios gama, detetaram urânio-23 (usado para revestimento de armas nucleares) dentro do submarino, indicando que poderia estar armado.

O submarino foi devolvido a águas internacionais, mas o Governo sueco permaneceu alerta, convencido de que submarinos russos ainda poderiam estar a operar perto do seu território.

Nessa altura, as autoridades começaram a captar sinais e sons subaquáticos evasivos. Em 1982, vários submarinos, barcos e helicópteros suecos perseguiram uma dessas fontes não identificadas durante um mês – mas não descobriram o que era.

Esta perseguição durou mais de uma década. Sempre que captavam um sinal acústico, as autoridades suecas procuravam – e nunca encontravam nada além de algumas bolhas na superfície do mar.

A Suécia estava preocupada com as intrusões e não percebia porque é que, com o fim da Guerra Fria, a Rússia continuaria a provocá-los dessa forma.

Em 1996, Magnus Wahlberg, professor da Universidade do Sul da Dinamarca, envolveu-se na investigação dos sinais estranhos. “Fomos trazidos para esta sala muito secreta sob a base naval de Bergen em Estocolmo”, explicou Wahlberg numa palestra TEDx em 2012. “Estávamos sentados lá com todos os oficiais e estavam a mostrar-nos os sons. Foi primeira vez que um civil ouviu o som. Parecia alguém a fritar bacon. Como pequenas bolhas de ar a sair debaixo de água”.

Wahlberg e um colega começaram a tentar descobrir o que poderia estar a fazer bolhas numa escala que faria a Suécia pensar que estava a lidar com um submarino nuclear.

“Acontece que o arenque tem uma bexiga natatória… e essa bexiga natatória está conectada ao ducto anal do peixe”, disse Wahlberg. “É uma conexão única, encontrada apenas no arenque. Portanto, um arenque pode espremer a sua bexiga natatória e, dessa forma, pode soltar um pequeno número de bolhas pela abertura anal.”

Os arenques nadam em cardumes gigantes que podem atingir vários quilómetros quadrados e até 20 metros de profundidade. Quando algo perto deles os assusta, podem gerar muito gás.

Para testar a sua teoria, Wahlberg comprou um arenque, aplicou pressão e o animal fez um barulho. Era a combinação perfeita para o barulho que estavam a ouvir.

A boa notícia? A Suécia não estava sob ameaça da Rússia. Porém, o país tinha passado mais de 10 anos a destacar o seu exército em busca de flatulência de peixe.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Graças a Deus era (ou é) só flatulência de arenque! Bem melhor do que se fosse um submarino equipado com armas nucleares!

RESPONDER

Em 1925, "O Isolador" prometia bloquear qualquer tipo de distração

Procrastinar foi, é e sempre será um passatempo irresistível. Por isso, nos anos 20, houve quem apresentasse uma solução radical para evitar este problema: "O Isolador". De acordo com o site IFLScience, o chamado "Isolador" foi …

Seca no México revela uma igreja submersa há 40 anos

Uma igreja no estado de Guanajuato, no México, sobrevive entre a água e os peixes, como única testemunha de um povoado inundado por uma barragem há mais de 40 anos. Agora, devido à seca que …

Neymar prolonga contrato com o Paris Saint-Germain até 2025

O avançado internacional brasileiro Neymar renovou contrato com o Paris Saint-Germain até 30 de junho de 2025, informou hoje o tricampeão francês e vice-campeão europeu de futebol. “O Paris Saint-Germain tem o prazer de anunciar que …

Países usaram modelo do queijo suíço para conter a covid-19. Na Índia, alguns "buracos" eram demasiado grandes

A grande maioria dos países adotou a estratégia do queijo suíço para responder à pandemia. Na Índia, os "buracos" eram demasiado grandes em três das camadas mais importantes. Para responder à crise sanitária desencadeada pela covid-19, …

Primeira-ministra da Escócia declara que "haverá maioria pró-independência" no parlamento

A primeira-ministra da Escócia, Nicola Sturgeon, declarou hoje vitória nas eleições regionais, afirmando que "haverá uma maioria pró-independência" no parlamento escocês. Com as projeções a indicarem que o Partido Nacional Escocês (SNP), que lidera, foi o …

SOS Rio Paiva pede que se limite o número de visitantes à ponte e Passadiços do Paiva

A associação SOS Rio Paiva manifestou-se preocupada com o aumento da pressão turística e com a poluição, na sequência da inauguração da ponte suspensa em Arouca, e pediu que se limite o número de visitantes. A …

O seu antigo número de telemóvel pode ser usado para pirateá-lo

O seu antigo número de telemóvel pode ser usado para pirateá-lo, caso este ainda esteja associado a contas em sites ou redes sociais. Embora milhões de números de telemóvel sejam desconectados todos os anos, um novo …

Ataque à bomba contra escola feminina em Cabul faz 30 mortos e 79 feridos

A explosão de uma bomba junto a uma escola secundária para raparigas na zona ocidental de Cabul fez hoje pelo menos 30 mortos e 79 feridos, segundo um novo balanço feito pelas autoridades afegãs. “O número …

Tamám Shud. Exumação de corpo pode resolver um estranho mistério com 70 anos

As autoridades da Austrália aprovaram uma exumação do corpo de Tamám Shud - ou "Homem de Somerton" - e, em breve, o mistério de 70 anos pode estar resolvido. Em 30 de novembro de 1948, vários …

Costa, Von der Leyen na Cimeira Social no Porto

Vacinação no bom caminho com 25% da população da UE vacina

A Comissão Europeia anunciou este sábado que 200 milhões de doses de vacinas anticovid-19 chegaram já à União Europeia (UE) e 160 milhões de europeus já receberem a primeira dose, levando a que a vacinação …