/

“Um milagre”. Dois jovens sobreviveram quase uma semana no deserto australiano

Dois jovens, de 14 e 21 anos, sobreviveram durante quase uma semana no deserto, sem água e sem comida, depois de se terem perdido no Território do Norte, na Austrália. A polícia fala num verdadeiro “milagre”.

Mahesh Patrick, de 14 anos, e Shaun Emitja, de 21, foram encontrados, de forma separada, na sexta-feira e no sábado. Ambos estavam desidratados e exaustos, mas felizmente estavam bem, conta a BBC.

Segundo a emissora britânica, o veículo onde ambos se encontravam ficou atolado numa região arenosa no Território do Norte, na passada segunda-feira, depois de uma viagem de quatro horas. Incapazes de retirar dali o carro, os jovens decidiram passar a noite no veículo e partir na manhã seguinte para encontrar água.

De acordo com as autoridades, a dupla caminhou cinco quilómetros até uma colina, tendo-se apercebido depois que estava a ir na direção errada. Os dois jovens acamparam durante uma noite naquele local, onde a polícia acredita ter encontrado uma fonte de água.

“Acreditamos que a última vez que tiveram água à sua disposição terá sido na terça-feira”, disse a comandante Kirsten Engels, citada pela BBC.

Entretanto, os jovens decidiram separar-se. Mahesh caminhou cerca de 35 quilómetros sozinho, tendo a certa altura encontrado uma cerca que seguiu durante dois dias. Foi encontrado na última sexta-feira à noite.

“Milagrosamente, foi localizado por membros da comunidade que o levaram à sua família”, contou ainda Engels, acrescentando que o jovem ajudou depois a polícia numa busca aérea por Shaun, que acabaria por ser encontrado na noite de sábado.

“Eles têm muita sorte por estar vivos. Todos nós sabemos como é difícil” estar ali, disse ainda a comandante, numa alusão às temperaturas extremas da região, que costumam rondar os 40 graus.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE