Para “proteger a verdade histórica”, Rússia divulga documentos que revelam atrocidades nazis em Stalingrado

O Ministério da Defesa da Rússia divulgou documentos desclassificados que detalham atrocidades cometidas por soldados e oficiais nazis durante a II Guerra Mundial.

A divulgação destes documentos, que foram publicados no site do Ministério da Defesa na sexta-feira passada, aconteceu dois dias antes do Dia Internacional da Libertação dos Campos de Concentração nazis, em 11 de abril – o dia em que os prisioneiros em Buchenwald, na Alemanha, foram libertados, em 1945.

De acordo com a Newsweek, o material do arquivo central do ministério inclui fotografias e cartas. Entre as revelações estão detalhes de um campo de prisioneiros de guerra perto de Stalingrado – atual Volgogrado -, cenário da batalha entre a União Soviética contra a Alemanha e os seus aliados, que terminou em fevereiro de 1943.

Um documento descreve o campo de Alekseevka, no distrito de Gorodishchensky, na região de Stalingrado, cercado por arame farpado, onde 1.500 membros do Exército Vermelho foram “brutalmente torturados”, de acordo com excertos publicados pela RIA Novosti e outras agências de notícias russas.

Entre os detalhes da violência estão relatos de como os prisioneiros foram levados à beira da exaustão pelos nazis e descrições de cadáveres queimados e mutilados.

Outros documentos descrevem as condições enfrentadas pelos prisioneiros de guerra soviéticos num campo na cidade de Demyansk, agora parte da região de Novgorod, que continha cerca de 13 mil pessoas no final de 1941 e estava tão lotado que muitos tinham de dormir em pé.

Outro material inclui relatos de pessoas que testemunharam os nazis a executar mais de duas dezenas de famílias na vila de Tenitsa, na região de Chernihiv, em fevereiro de 1943.

Também há relatos de atrocidades perpetradas em campos de concentração como Auschwitz.

O Ministério da Defesa, que tem desclassificado o material da II Guerra Mundial nos últimos meses, disse que a publicação do último material foi “destinada a preservar e proteger a verdade histórica“, bem como “combater falsificações da história.”

O ministério afirma ainda que os documentos testemunham “as atrocidades indescritíveis, intimidação e destruição em massa dos povos ocupados pelos invasores fascistas”.

O site informa que os arquivos foram publicados com o projeto anunciado no ano passado pelo presidente Vladimir Putin, que disse que não havia “estatuto de limitações” para os crimes nazis.

O legado da II Guerra Mundial foi uma questão importante para Putin. No ano passado, a Rússia anunciou seis novas investigações sobre crimes de guerra nazis e Putin disse que as conclusões dos julgamentos de Nuremberg não deveriam ser minadas.

Recentemente, Putin sancionou penas mais duras para aqueles que promovem o nazismo na Internet e insultam veteranos de guerra.

Maria Campos Maria Campos, ZAP //

PARTILHAR

9 COMENTÁRIOS

  1. A guerra, qualquer uma, é horrível. O povo russo sofreu muito na invasão alemã, mas os russos se vingaram com tudo quando a maré da guerra virou. Dos 90 mil homens capturados do Exército alemão de Von Paulus em Stalingrado, só 5 mil voltaram vivos ao seu país, e em 1955!!! A invasão russa na Alemanha foi uma sucessão de estupros sistemáticos, pilhagem, assassinatos numa escala absurda. Eram dois países governados por ditadores sanguinários, genocidas. A NKVD fuzilou 25 mil oficiais prisioneiros poloneses na floresta de Katlin a mando de Stalin entre outras barbaridades. O ditador soviético ficou furioso quando viu a França cair tão rapidamente, seu plano era assistir de longe os Ocidentais se estraçalharem para ele atacar quem sobrasse e conquistar a Europa toda. Acabou tendo de se contentar com metade da Europa…

    • Aí galera. Foi isso mesmo. De resto, tinha começado por assinar um pacto de não agressão com o Hitler. Foi o Hitler a rasgá-lo mas se este não o tivesse feito, teria sido Estaline.

  2. Que pena a Rússia não divulgar também todas as atrocidades cometidas pelo seu exército durante e após a segunda guerra mundial. Foram iguais aos nazis ou ainda piores. Será que eles acham que a história vai esquecer todos os horrores que praticaram na sua marcha pela Europa até à Alemanha?

  3. Repito o que já alertaram: estas denuncias são importantes, mas também o são as testemunhas das mulheres e crianças violadas e violentadas e assassinadas pelos soldados soviéticos enquanto ocupavam os paises na sua marcha até Berlim. Matar sem ser para se defender é crime e os soviéticos deviam fazer uma enorme pedido de desculpa à Alemanha, Polónia, República Checa, etc., etc.

  4. Muito bem! Agora que tenham coragem de mostrar também as atrocidades cometidas pelo comunismo, será que serão justos e corajosos a esse ponto?

  5. Fico à espera de, mais recentemente, nem vou recuar muito no tempo o Putin por cá fora o que tem acontecido aos alegados “espiões” de quem tratado a saúde – polónio 210, lembra-se?! Mais recentemente, Navalny?! Médicos que caem de varandas??! Enfim, haja paciência para este tipo de gente!!Ri-se o roto do esfarrapado!

RESPONDER

“Quem não nasceu com o apelido Espírito Santo tem de ir à luta”, diz Gama Leão

João Gama Leão deixou uma dívida de mais de 300 milhões de euros ao Novo Banco através da Prebuild, um dos grandes devedores do banco. O empresário assumiu a responsabilidade pelos créditos em incumprimento, fez …

Avião da TAP retido na Venezuela regressa a Lisboa hoje

O avião da TAP que ficou retido na Venezuela por causa de uma carga de cocaína regressa nesta quinta-feira a Lisboa, assim como a tripulação, disse à agência Lusa fonte oficial da empresa aérea portuguesa. Segundo …

Marcelo convida Ramalho Eanes para presidir comemorações dos 50 anos do 25 de Abril

O presidente da República em funções, Marcelo Rebelo de Sousa, convidou o ex-presidente da República Ramalho Eanes para presidir as comemorações dos 50 anos do 25 de Abril. O convite dirigido ao general Ramalho Eanes, um …

Vacinas contra a covid-19 para menores de 16 anos podem ser aprovadas em breve

Vacinas contra a covid-19 para menores de 16 anos podem ser aprovadas em breve. Contudo, os especialistas têm dúvidas em relação à necessidade de vacinar os mais jovens. Atualmente há apenas uma vacina contra a covid-19, …

Netanyahu não conseguiu formar Governo em Israel. Segue-se Lapid

Esta quarta-feira, Reuven Rivlin, Presidente de Israel, chamou Yair Lapid, líder do partido Yesh Atid, para lhe entregar a responsabilidade de formar um Governo que consiga o apoio do Knesset (Parlamento). O partido de Yair Lapid, …

Almofada de prevenção contra a pandemia. Câmara de Lisboa quer pedir 20 milhões à banca

A Câmara Municipal de Lisboa quer contrair um empréstimo de 20 milhões de euros junto do BPI, uma almofada de prevenção para fazer face às despesas correntes emergentes do combate à pandemia de covid-19. O Público …

Resort Zmar

BES, falência e um fundo abutre. Resort Zmar "deve 60 milhões de euros ao Estado"

Os proprietários das casas privadas do empreendimento turístico Zmar, na Zambujeira do Mar, em Odemira, continuam a protestar contra o alojamento de imigrantes por causa da covid-19. Isto numa altura em que se revela que …

Há estranhas rádios-fantasma na Rússia (e exploradores entraram numa delas)

Aos 14 anos, um jovem comprou um rádio de ondas curtas e estava a testá-lo quando encontrou a transmissão errada - uma rádio fantasma. Imagine que é um entusiasta da rádio, sozinho à noite, a trabalhar …

Deputado do Bloco acusado de violência doméstica avança com queixa em tribunal

Catarina Alves, ex-namorada do deputado Luís Monteiro, acusa-o de violência doméstica. O bloquista nega as acusações e diz que vai apresentar queixa no tribunal. Luís Monteiro vai apresentar queixa contra a ex-namorada que o acusou de …

Gestão do Novo Banco vai receber bónus de 3,9 milhões em 2022

A equipa de administração do Novo Banco tem à sua espera um bónus de 3,9 milhões de euros no próximo ano. O banco registou prejuízos de 1.329 milhões de euros no ano passado. O Novo Banco …