Dissidente Alexey Navalny viola prisão domiciliária para ir a manifestação

varfolomeev / Flickr

O líder da oposição russa, Alexei Navalny, numa manifestação de apoio a prisioneiros políticos

O líder da oposição russa, Alexei Navalny, numa manifestação de apoio a prisioneiros políticos

Alexei Navalny, um dos principais opositores do Presidente russo, condenado hoje a prisão domiciliária, voltou a ser detido no momento em que se preparava para integrar uma manifestação no centro de Moscovo.

As primeiras imagens da detenção, captadas pela estação de televisão Dozhd, mostram o momento em que agentes da polícia cercam Navalny que, de imediato, é levado para o interior de um autocarro das forças de segurança na Praça Manezhnaya.

Entretanto, o próprio detido – que violou a prisão domiciliária – difundiu um autoretrato e várias mensagens através da rede social Twitter, encontrando-se já no interior do veículo policial.

“Apelo a todos para que não abandonem a manifestação a não ser que sejam forçados. Eles não podem prender toda a gente”, escreveu Alexei Navalny no seu Twitter, dirigindo-se aos manifestantes que se encontram no centro de Moscovo onde se registam dez graus negativos.

Milhares de manifestantes encontram-se no local em protesto contra a decisão judicial que condenou Navalny e o irmão, Oleg.

Navalny foi condenado a três anos e meio de pena suspensa e o irmão, Oleg, a prisão efetiva, também de três anos e meio, ambos pelo crime de fraude.

À saída do tribunal, Navalny afirmou à imprensa que o irmão é “refém” das autoridades russas e apelou aos apoiantes para se manifestarem contra o regime de Vladimir Putin que, acusou, “não tenta apenas destruir os opositores, mas também os seus familiares”.

Este regime não merece existir, deve ser destruído”, disse.

Pouco depois, e com o protesto já marcado para as 19:00 locais (16:00 TMG e Lisboa), um responsável da câmara municipal de Moscovo advertiu que as autoridades tencionavam impedir “qualquer manifestação não autorizada”.

Na rede social Facebook, a meio da tarde, mais de 17.000 pessoas tinham anunciado a sua participação no protesto, perto da Praça Vermelha.

A condenação dos irmãos Navalny surpreendeu sobretudo porque a acusação tinha pedido a pena mais pesada – 10 anos de prisão – para o opositor e a menos pesada – oito anos – para o irmão.

“É o pior sofrimento psicológico que podia ser infligido a Alexei Navalny“, afirmou a advogada do opositor, Olga Mikhailova, que qualificou a decisão de ilegal.

Aos 38 anos, Alexei Navalny é considerado o mais carismático e crítico opositor do presidente Vladimir Putin, no poder há 15 anos.

Acusado pelos detratores de ser apoiado pelo Ocidente, Navalny, advogado de formação que se tornou conhecido como ‘blogger’ crítico da corrupção da elite russa, foi julgado por desvio de fundos de uma filial russa da empresa francesa de cosméticos Yves Rocher, à qual sobrefaturou serviços de transporte da empresa que detinha com o irmão.

A Yves Rocher apresentou queixa dos irmãos Navalny, mas retirou-a mais tarde, afirmando, através do diretor financeiro da filial russa, Christian Melnik, que não “sofreu nenhum prejuízo” na colaboração com a empresa dos Navalny, acusados pela justiça de desviarem 27 milhões de rublos (cerca de 390 mil euros).

A possibilidade de uma condenação de Navalny à prisão já tinha suscitado apelos para manifestações no dia da leitura da sentença, inicialmente marcada para 15 de janeiro.

No entanto, o tribunal anunciou na segunda-feira que a leitura era antecipada para hoje, argumentando apenas “já ter tido tempo de a redigir”.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Numa verdadeira cena à James Bond, homem foge do FBI numa scooter subaquática

Um americano que estava a ser procurado por um suposto envolvimento num esquema de fraude, foi preso na passada segunda-feira, dia 16, após usar uma "scooter marítima" subaquática para tentar fugir do FBI. Quem assistiu ao …

Após quase terem sido extintas, baleias azuis estão a voltar à Geórgia do Sul

A baleia azul regressou às águas em torno da ilha Geórgia do Sul, quase um século depois de este animal ter sido quase extinto pela caça industrial. A remota ilha Geórgia do Sul, perto da Antártida, era …

Manuscritos de "A Origem das Espécies" divulgados online pela primeira vez

Duas páginas originais do rascunho manuscrito de "A Origem das Espécies", de Charles Darwin, foram divulgadas online pela primeira vez. Além disso, foram ainda publicadas cartas e notas de leitura nunca antes vistas. Os documentos foram …

Os videojogos podem ser bons para o bem-estar pessoal, sugere estudo

De acordo com um novo estudo que analisou o comportamento de jogadores e dados fornecidos por empresas de videojogos, o tempo gasto a jogar pode ser bom para o bem-estar pessoal. A Electronic Arts e a …

A MINI criou uma van perfeita que foi pensada para relaxar, usufruir e conviver

A marca de automóveis MINI apresentou o projeto do Vision Urbanaut. Este veículo é uma van completamente moderna e sustentável, pois oferece mais espaço interior e versatilidade, e ainda deixa uma pegada ecológica mínima. Esta van …

Covid-19. Angela Merkel alerta sobre plano de vacinação para países mais pobres

A chanceler alemã, Angela Merkel, alertou os líderes dos países mais desenvolvidos que o progresso no desenvolvimento de um sistema de distribuição de vacinas para nações mais necessitadas tem sido lento e que essa questão …

Explosão em Beirute. Danos segurados rondam mil milhões

As vítimas da explosão que destruiu o porto de Beirute e área circundante, em agosto, apresentaram um total de 14.921 reclamações de seguro, totalizando danos segurados estimados em perto de 1,62 biliões de libras libanesas …

Centenas de pessoas que morreram de covid-19 em Nova Iorque continuam em camiões frigoríficos

Muitos destes cadáveres, que continuam em camiões frigoríficos, são de pessoas cujas famílias não puderam ser localizadas ou que não podem cobrir os custos do enterro. De acordo com o The Wall Street Journal, cerca de …

Bolsonaro responsabiliza estados e municípios por não usarem testes

Mais de 6,8 milhões de testes RT-PCR, adquiridos pelo Ministério da Saúde brasileiro, perderão a validade entre dezembro deste ano e janeiro de 2021. O Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, direcionou para estados e municípios a responsabilidade …

Médico presente na sala de emergência revela detalhes da morte de John F. Kennedy

Um médico que estava presente na emergência do Parkland Memorial Hospital, para onde John F. Kennedy (1917-1963) foi transferido depois de ser baleado numa visita política ao estado do Texas, revelou novos detalhes sobre a …