Dirigente do partido anti-Islão na Alemanha converte-se ao Islamismo

O polémico Arthur Wagner, um dos líderes da AfD, partido de extrema-direita alemã que se opõe à islamização da Alemanha, demitiu-se depois de se converter ao Islamismo.

Arthur Wagner, um dos líderes do partido Alternativa para a Alemanha (AfD) no estado federal de Brandemburgo, demitiu-se do comité executivo do partido por “razões pessoais”.

De acordo com o Observador, Wagner converteu-se aos Islão nas últimas semanas e, embora garanta que continua no partido, deixou os órgãos diretivos. Ao The Local.de, o responsável não deu, contudo, explicações sobre a razão pela qual se converteu ao Islão, por considerar que se trata de uma “questão pessoal”.

Wagner foi um dos defensores da ideia de que Angela Merkel tinha cometido um “erro enorme” ao permitir a entrada de refugiados islâmicos na Alemanha, com a sua política de “fronteiras abertas”. Na altura, em declarações citadas pelo Tagesspiegel, Wargner afirmou que “a Alemanha está a transformar-se num país diferente”.

Mas, apesar de o seu partido defender que o Islamismo “não tem lugar na Alemanha” e de considerar a ideologia do multiculturalismo como “uma ameaça à paz social e à unidade cultural”, Arthur Wagner envolvia-se em iniciativas de acolhimento a refugiados frequentemente.

Daniel Friese, porta-voz do partido AfD, disse, porém, a vários jornais que o partido não tem qualquer problema com esta decisão do líder. “A religião é uma questão do foro privado. Acreditamos na liberdade religiosa, nos termos em que é definida na Constituição”, referiu segundo o Observador.

ZAP //

PARTILHAR

14 COMENTÁRIOS

    • Ok, de fôro pessoal: conhecendo as alemãs e afins, achou que era a única forma que encontrou para controlar a mulher dele… se calhar agora vira moda.

  1. Adoro a civilização europeia e o facto de a religião ser do foro privado. O Brasil com o poder evangélico está quase a tornar-se uma Teocracia.

  2. Falou bem MF. O pluralismo ideológico, cultural e delicioso têm sido e devem continuar a ser pilares da mentalidade Europeia. Assim o tem sido desde o fim da Segunda Guerra Mundial e temos de lutar contra algumas tendências contrárias que se movem no sub-solo e que afloram sob a forma de infames nacionalismos e xenofobias.

    Situações surpreendentes como a da conversão de Wagner ao Islamismo são a prova de que o pluralismo Europeu ainda se encontra forte. Acho contudo que a integração deve prevalecer sobre o multiculturalismo. Nada impede que existam mesquitas ou templos Budistas, mas a identidade Europeia deve ser mantida, ainda que sem fechar as portas às outras culturas. Deve aceitar-se que outras culturas tenham as suas representaçoes mas a cultura europeia deve permanecer a principal e oficial.

    • O seu comentário está todo muito bem até à última frase. Não deve haver qualquer cultura ou religião principal e, muito menos, oficial. As pessoas devem ser livres de exercer qualquer manifestação cultural que entendam e adotar qualquer religião que entendam. E nunca o Estado deve definir uma determinada religião como a oficial. Total separação entre Estado e Religião, é o que está em causa.

      Dito de outra forma. Se por absurdo a maioria da população de um país Europeu se decidisse converter a outra religião, absolutamente ninguém deveria poder impedir isso. Caso contrário isso significa que existiria interferência da Religião no Estado.

      • Stephen Hawking diz que a religião em relação à ciência vai perder. De facto o homem não precisa da religião e se continua nesta fase de idólatra, cristo, maomé, buda, mitologia indu, africana, americana, etc, só prova que nada evoluiu e vê-se pelos conflitos em nome das religiões. Um país sem um Estado governo é um caos! Um Estado com liberdade religiosa, caos será! Não se esqueçam que o sonho de qualquer árabe é vingar-se da cultura europeia implantando o islão, criando assim a Eurábia. Isso não é uma utopia! Está em andamento e não falta muito se não for imposto um corte à dita liberdade.

        • A Stephen Hawking tem muita inteligência, muito conhecimento… Mas muito pouco bom senso. Como se diria em Inglês, tem “intelligence” e “knowledge”, mas não tem “wisdom”. É um bocado parvo, nas coisas que diz.

          Existe uma diferença qualitativa entre a espiritualidade e o conhecimento racional, ou ciência. A ciência procura criar modelos explicativos da realidade. A religião, não. O Homem não é só razão. Nós não somos computadores bilógicos. Existem outras componentes da dimensão humana além da racional, como a espiritual.

          A estupidez da Religião por vezes querer competir com a ciência a providenciar modelos explicativos da realidade, é tão grande como a da ciência quando quer dar explicações sobre a espiritualidade e se põe a dizer que a dopamina dá uma trancada na seratonina e temos o amôr explicado por exemplo. Isso é tão tosco e estúpido como a religião dizer que o mundo começou literalmente com Adão e Eva. A ciência e a Religão não tratam do mesmo tipo de assuntos nem servem para a mesma coisa. Jamais se substituirão. Pode uma pessoa ser livre de não ser religiosa, como pode ser livre de não se interessar por questões científicas. No primeiro caso não cultiva a espiritualidade, no segundo não cultiva a razão.

          Stephen Hawking é daquelas pessoas que acha que a ciência deve substituir a religião. Mas a razão pela qual pessoas como Hawking gostam dessa ideia, é porque para ele a ciência é a nova religião… Um sistema de crenças em que os sacerdotes são os cientistas e ditam aquilo em que devemos acreditar sem questionar. Se a ciência diz… É dogma! Ora isto é uma estupidez porque a ciência funciona por aproximação. Os modelos científicos não são a realidade, são apenas modelos que vão sendo substituidos por outros modelos melhores, à medida que vamos sabendo mais. Mas nunca saberemos tudo porque a realidade é de complexidade infinita e para além do nosso intelecto. O que o nosso intelecto faz, é criar modelos explicativos aproximados, que a nossa razão consiga abarcar. Mas um modelo da realidade NÃO é A realidade. Não são a mesma coisa como um mapa não é o território… Apenas uma representação dele que serve para determinado fim.

          A ciência não é a realidade nem nos diz tudo sobre ela, porque não sabe tudo sobre ela. E não se debruça sobre questões subjectivas como as da espiritualidade. Por exemplo, a ciência pode dizer que determinado comprimento de onda, nos dá a visão de uma côr amarela… Mas nunca poderá dizer se dá um “amarelo bonito” ou um “amarelo feio”. O significado subjectivo de bonito ou feio não é do foro da ciência. Para mim o castanho pode ser bonito e para outro pode ser feio. É escusado tentar dar explicações de que os impulsos eléctricos das sinapses jogam à bola com a dopamina e que por isso eu gosto de castanho, que isso é de uma burrice atroz!.. Não há como fazer a ligação entre uma coisa e outra.

          Experimentem lá atirar com a seratonina pra dentro das veias de alguém ou mandar umas descargas elétricas nos cornos de alguém a ver se conseguem prever do que é que ele vai gostar na novela logo à noite. Quando a ciência tenta explicar coisas assim, está a fazer o mesmo tipo de figura de um astrólogo que diga que eu no fim de semana vou ter diarreia porque Marte está em Alfa-Centauro com ascendente em cagalhão.

      • O que você diz, não deixa de fazer sentido, “mais ou menos”. Mas não me refiro tanto a uma imposição estatal mas sim a uma maioria da população ser de uma determinada religião e essa religião estar na base da herança histórico-cultural de um país. Ninguém hesita por exemplo em dizer que a Grécia e a Rússia são Ortodoxas, em termos de religião. Isto não se deve a nenhuma imposição do Estado mas sim a uma herança histórico-cultural que se reflecte na religião professada pela maioria da população.

    • Arre… que o homem é mesmo arrogante e fascista.

      e depois diz : “A Stephen Hawking tem muita inteligência, muito conhecimento… Mas muito pouco bom senso.” Mas você sabe quem é “a” Stephen Hawking? Você é deste planeta? E ainda diz que o homem tem pouco bom senso.

      Como dizem os outros: vá-se catar

  3. Deve ter fumado daquilo que faz rir e no entretanto lavaram-lhe o cérebro sem dar conta. Ridículo. Da maneira que o Mundo está doido, não tarda temos o Jerónimo de Sousa a filiar-se no CDS, ou a Goucha preso por violação de uma loira de 18 anos.

Eis o que o mundo pode aprender com o confinamento da China

O confinamento na China tem apresentado resultados excecionais no controlo da pandemia, à custa da perda de liberdade das pessoas. Ainda assim, há muito que se pode aprender com o exemplo chinês. Colocar o autoritarismo contra …

Descoberto fármaco "100 vezes mais potente" contra a covid-19 (e "nasceu" das seringas-do-mar)

Uma equipa internacional de investigadores descobriu um medicamento antiviral que é "100 vezes mais potente" do que o remdesivir no tratamento da covid-19. Trata-se de um fármaco usado para tratar um cancro sanguíneo, que só foi …

Covid-19. Fortuna das dez pessoas mais ricas pagaria vacina para toda a população mundial

A riqueza combinada dos dez homens mais ricos do mundo subiu em cerca de 540 mil milhões de dólares (445 mil milhões de euros) durante a pandemia, de acordo com um relatório da organização internacional …

Farmacêuticas pouco preparadas para próxima pandemia, alerta relatório

As maiores empresas farmacêuticas do mundo estão pouco preparadas para a próxima pandemia, apesar da crescente resposta à covid-19, alertou um relatório da Access to Medicine Foundation, divulgado esta terça-feira. Neste relatório, Jayasree K Iyer, diretora executiva …

Um em cada três infetados com covid-19 é assintomático

Investigadores sugerem, com base numa revisão de 61 estudos, que uma em cada três pessoas infetadas com o novo coronavírus é assintomática. Uma em cada três pessoas infetadas com covid-19 não sabe que tem o novo …

"Vizinho Amigo tem muitos voluntários, fiquem em casa e peçam ajuda"

Martim Ferreira conta como surgiu, como está e como acha que estará o Vizinho Amigo - um projeto que reúne milhares de voluntários em Portugal, que ajudam pessoas de grupos de risco desde que o …

El Dorado português está para durar. Nem pandemia, nem taxa de 10% afastam reformados estrangeiros

Apesar da pandemia e de uma nova taxa fiscal de 10%, Portugal continua a ser um destino desejado por reformados estrangeiros, nomeadamente pelos franceses que estão de olho na descida nos preços das casas e …

A Terra perdeu 28 triliões de toneladas de gelo nas últimas décadas. Cumprem-se assim os "piores cenários" científicos

A Terra perdeu 28 triliões de toneladas de gelo nas últimas décadas, o que equivale a uma camada de 100 metros de espessura a cobrir o Reino Unido. Esta descoberta cumpre os "piores cenários" científicos, …

A queda da "princesa de África". Isabel dos Santos já não é multimilionária

A "princesa de África" está mais pobre, mas ainda assim não atravessa propriamente dificuldades. A conclusão é da revista Forbes que retirou o nome de Isabel dos Santos da lista dos multimilionários mundiais. Há cerca de …

Reino Unido ultrapassa 100 mil mortes

O Reino Unido ultrapassou as 100 mil mortes desde o início da pandemia covid-19 ao registar mais 1.631 mortes nas últimas 24 horas, de acordo com dados publicados esta terça-feira pelo governo britânico.  No total, o …