Diretor da Interpol desaparecido está detido na China

Web Summit / Flickr

O presidente da Interpol, Hongwei Meng, na Web Summit 2017, em Lisboa

Segundo anunciado pelas autoridades chineses Meng Hongwei, líder da Interpol, foi detido e está a ser investigado por suspeitas de subornos.

Dado como desaparecido desde setembro, Meng Hongwei, diretor da Interpol está detido na China e a ser investigado, segundo anunciou o órgão anticorrupção da China, este domingo.

Meng Hongwei, também vice-ministro da segurança pública da China, foi dado como desaparecido depois de uma viagem entre Lyon, França, e a China. A mulher de Meng Hongwei, revelou este domingo ter recebido duas mensagens do seu marido a 25 de setembro, não tendo recebido mais noticias suas desde então.

Segundo a BBC, a Comissão Nacional de Supervisão chinesa – órgão responsável por casos de corrupção que envolvem funcionários públicos – adiantou que o diretor da Interpol está a ser investigado por “suspeitas de violar a lei”, não especificando mais detalhes sobre o caso.

Entretando, a Interpol anunciou através do Twitter que Hongwei demitiu-se do seu cargo de diretor da Interpol.

Na nota da Interpol é também adiantado que, até à nomeação de um novo líder a 18 de novembro, no Dubai, Kim Jong Yang, da Coreia do Sul, será o presidente interino.

De acordo com o South China Morning Post, Hongwei terá sido levado para interrogatório quando aterrou na China.

Segundo a mesma fonte, a 30 de setembro, decorreu uma reunião de altos dirigentes do Partido Comunista chinês na qual o ministro da Segurança Pública, Zhao Kezhi, terá revelado detalhes de uma conversa com Ding Xuexiang, chefe de gabinete do Presidente chinês Xi Jinping.

Na reunião, Xi Jinping, terá sido alertado para a necessidade urgente de reforçar a vigilância contra a corrupção.

Na passada sexta-feira, a procuradoria de Lyon, local onde Hongwei foi visto pela última vez, abriu uma investigação ao desaparecimento do líder da Interpol.

Apesar de ser um cargo honorífico, a designação de Hongwei para líder da Interpol foi muito criticada por organizações de defesa dos direitos humanos que expressaram preocupações com a hipótese de a China passar a ter ajuda na perseguição de dissidentes políticos que fugiram do país.

Meng Hongwei, de 64 anos, eleito em novembro de 2016, foi o primeiro chinês a ocupar o cargo, e estaria no comando da organização até 2020.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Novo relatório aponta possível causa para número anormal de doenças causadas pelo vaping

Um novo relatório vem confirmar que o acetato de vitamina E encontrado em muitos produtos utilizados pelos vapers pode ser o responsável pelos problemas de saúde. O ano de 2019 ficou marcado por várias doenças e …

Morreu Rogério "Pipi", histórico jogador do Benfica

O ex-futebolista internacional português, que se evidenciou ao serviço do Benfica nas décadas de 40 e 50 do século passado, morreu este domingo, um dia depois de completar 97 anos. "Foi com profunda tristeza e pesar …

Milhares de manifestantes voltam às ruas de Hong Kong

A polícia de Hong Kong deteve, este domingo, onze pessoas e apreendeu várias armas, incluindo uma pistola, pouco antes do início de uma manifestação convocada para a cidade, para a qual se espera uma forte …

Irão e Estados Unidos trocam prisioneiros

Irão e Estados Unidos realizaram, este sábado, uma troca de prisioneiros que envolveu a troca de um investigador sino-americano por um cientista iraniano detido pelos EUA, num avanço diplomático que surge após meses de tensão …

Coreia do Norte anuncia "teste muito importante" em local de lançamento de mísseis

A Coreia do Norte anunciou ter realizado um "teste muito importante" no local de lançamento de mísseis de longo alcance, defendendo que terá um efeito fundamental na futura posição estratégica do país. A Agência Central de …

Balas que assassinaram John F. Kennedy preservadas em modelo 3D

A partir do próximo ano, os Arquivos Nacionais dos Estados Unidos vão disponibilizar, no seu catálogo online, imagens 3D das balas que assassinaram o antigo presidente norte-americano John F. Kennedy. Para criar os modelos das …

Pela primeira vez, neurónios artificiais foram criados para curar doenças crónicas

Uma equipa de investigadores conseguiu recriar as propriedades biológicas dos neurónios em chips, que podem ser úteis ajudar na cura de doenças neurológicas crónicas. Naquele considerado um feito única na ciência, investigadores da Universidade de Bath …

Cientistas encontram uma relação negativa "muito forte" entre inteligência e religiosidade

Uma equipa de investigadores sugere que pessoas religiosas tendem a ser menos inteligentes do que pessoas sem crenças religiosas. O estudo tem gerado uma grande controvérsia. A religião é um tema forte, capaz de juntar ou …

Descoberta nova espécie de tubarão pré-histórico que podia chegar aos sete metros

Uma nova espécie de tubarão pré-histórico foi descoberta no Kansas, nos Estados Unidos. Este predador podia crescer até quase sete metros de comprimento. De acordo com a revista Newsweek, Kenshu Shimada, da Universidade DePaul, e Michael …

Conhecido medicamento para diabetes pode conter um carcinógeno

A Food and Drug Administration, agência federal e reguladora do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos, está a testar amostras de metformina, um medicamento para diabetes que pode conter o carcinógeno N-Nitrosodimetilamina …