Dinossauros com penas eram muito mais fofinhos do que pensávamos

Dragos Andrei / wikimedia

Ilustração de um Velociraptor Mongoliensis.

Um novo estudo feito em torno das penas dos dinossauros chegou a conclusões surpreendentes que podem mudar a forma como olhamos para estes grandes animais extintos. Para já, é certo que alguns deles eram mas fofinhos do que pensávamos.

Investigadores da Universidade de Bristol, no Reino Unido, dedicaram-se ao estudo das penas de um grupo de dinossauros carnívoros, conhecidos como paraviantes, de que é exemplo mais famoso o Velociraptor e de quem os actuais pássaros são descendentes.

Conseguiram, assim, a que pode ser “potencialmente, a descrição mais precisa até à data de qualquer espécie de dinossauro”, conforme salienta a Universidade de Bristol (UB) num comunicado sobre a investigação.

Estes cientistas analisaram um fóssil de um destes paraviantes, o Anchiornis, um dinossauro com 160 milhões de anos do tamanho de um corvo, comparando as suas penas com as de outros dinossauros e pássaros extintos. Para o efeito, tiraram partido das suas excelentes condições de preservação e de técnicas de alta resolução de imagem, como explicam no artigo científico publicado no jornal Paleontology.

Assim, detectaram nas penas em torno do corpo do Anchiornis, as chamadas penas de contorno, uma nova forma de pena primitiva e extinta. Trata-se de “uma pena curta com farpas longas, independentes e flexíveis, irrompendo da pluma, em ângulos baixos, para formar duas palhetas e uma forma de pena bifurcada”, aponta a UB.

University of Bristol

Comparação das penas de fóssil de Anchiornis com as de pássaros modernos.

Estas penas agora descobertas davam ao Anchiornis uma “aparência fofa, em comparação com os corpos aerodinâmicos dos pássaros modernos, cujas penas possuem palhetas bem fechadas, formando superfícies contínuas”, acrescenta a UB.

Por outro lado, as penas destes dinossauros seriam menos aerodinâmicas, e logo menos eficientes para o voo, em comparação com as dos pássaros actuais, pecando também no controle da temperatura e na capacidade de repelir a água.

Mas para compensar estas circunstâncias, os Anchiornis tinham quatro asas, penas longas nas pernas e também uma franja de penas em torno da cauda. Tinham, ainda, “várias fileiras de penas longas na asa, ao contrário das aves modernas, onde a maior parte da superfície da asa é formada por apenas uma fila de penas”, refere a UB.

Rebecca Gelernter

Novo “visual” do dinossauro Anchiornis, com as penas de contorno primitivas agora descobertas e quatro asas.

Foi com base nestas conclusões, e considerando também outros estudos científicos, nomeadamente quanto aos padrões de cor, que a ilustradora científica Rebecca Gelernter deu uma nova forma a estes dinossauros.

Trata-se de uma imagem completamente nova que “representa uma mudança radical” nas ilustrações que tínhamos, até agora, dos dinossauros com penas, conforme assume a UB.

E não é à toa que, em jeito “provocativo”, “o Anchiornis é apresentado, neste trabalho artístico, a escalar à maneira dos passarinhos hoatzin, o único pássaro vivo cujos juvenis mantêm uma relíquia do seu passado dinossauro, uma garra funcional”, explica o investigador Evan Saitta, um dos autores do estudo.

O cientista repara que se trata de um grande “contraste” com outras ilustrações que colocam “os paraviantes empoleirados em cima de ramos, como os pássaros modernos”. Ora, esse cenário seria “improvável dada a falta de um dedo do pé invertido, como nas aves de pouso modernas”, esclarece Saitta, concluindo que “a escalada é consistente com os braços e as garras bem desenvolvidas nos paraviantes”.

Os investigadores detectaram características semelhantes ao Anchiornis em, pelo menos, outro dinossauro com penas, o que faz admitir que mais animais destes tivessem uma plumagem similar.

Estas conclusões levam-nos a deitar um olhar completamente novo sobre os dinossauros com penas e podem ter “implicações alargadas quanto à forma como representamos uma grande variedade de dinossauros” e também como vemos a própria “função e evolução das penas“, concluem os investigadores no artigo científico.

SV, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Tarantino diz que "Bruce Lee era um tipo arrogante". Filha do ator acha que cineasta deve pedir desculpar

A filha de Bruce Lee, Shannon Lee, disse à revista Variety que Quentin Tarantino "podia pedir desculpa ou dizer 'Eu realmente não sei como o Bruce Lee era. Apenas escrevi para o meu filme. Mas …

Fotógrafo entrou na morgue, tirou fotografias ao corpo de Marilyn Monroe e escondeu-as num cofre

Um famoso fotógrafo tirou fotografias do cadáver nu de Marilyn Monroe e escondeu-as, sem nunca revelá-las ao público. A informação é avançada pelo filho do fotógrafo Leigh Wiener, Devik Wiener, que afirma que o seu pai …

Receber o coração de um porco para transplante pode estar prestes a ser possível

Num futuro muito próximo, os seres humanos poderão receber transplantes de coração de porcos, considera o cirurgião britânico Terence English, de 87 anos, que em 1979 realizou o primeiro transplante cardíaco bem sucedido do Reino …

Elon Musk quer largar bombas nucleares em Marte

https://vimeo.com/354701570 Elon Musk quer bombardear o "planeta vermelho" para torná-lo habitável para a raça humana. Pode parecer contraditório, mas a ideia do fundador da Tesla e da SpaceX até poderia resultar. Bombardear Marte para tornar o planeta …

Mosca negra. A praga que alastra pelo Rio Tejo

Há uma praga a multiplicar-se pelos rios espanhóis, incluindo o Tejo, que está a levar milhares de pessoas às urgências dos hospitais e a afectar os produtores de animais. Trata-se da mosca negra que prolifera …

Descoberta mensagem em garrafa com 50 anos no Alaska. Autor foi descoberto na Rússia

Tyler Ivanoff estava à procura de lenha na costa do Alaska quando encontrou algo muito “maior”: uma garrafa com uma história: tinha 50 anos e uma mensagem no interior. "Estava à procura de lenha. Deparei-me por …

Portugal usa 4 vezes mais luz por candeeiro do que a Alemanha. É o país europeu com mais poluição luminosa

Portugal é o pior país da Europa em poluição luminosa, no que respeita ao fluxo luminoso per capita e fluxo luminoso por produto interno bruto (PIB). Esta é uma das conclusões de um artigo publicado na …

Colunista britânico agredido em Londres. Atacantes seriam ativistas de extrema-direita

O colunista britânico Owen Jones, considerado um dos mais influentes comentadores de esquerda no Reino Unido, foi agredido este sábado num bar em Londres, onde se encontrava a celebrar o seu aniversário. De acordo com o …

Cabras sapadoras que ajudam no combate aos incêndios em Portugal chegam ao “New York Times”

O jornal norte-americano The New York Times visitou a aldeia de Vermelhos, no interior do Algarve, para mostrar como as cabras foram promovidas a um “bombeiro low-cost” "Portugal tem tido dificuldades em encontrar soluções para …

Estado recebeu 28 milhões de euros de jogos de casino. Movimentados mais de 4 milhões por dia em 2018

Em 2018, entraram nos cofres públicos 28 milhões de euros provenientes dos casinos e bingos portugueses, num ano em que o volume do jogo ultrapassou os 1.6 mil milhões de euros. Contas feitas, os apostadores movimentaram …