/

Dinossauro que viveu há 200 milhões de anos crescia como uma árvore

(dr) Dorling Kindersley

Reconstrução do Massospondylus carinatus

Um novo estudo mostra que um dinossauro, que viveu há 200 milhões de anos, no sul do continente africano, crescia como uma árvore, ou seja, o seu crescimento variava de estação para estação.

Qualquer pessoa com filhos sabe quão rápido eles crescem. E, no caso dos dinossauros, será que também era assim? Segundo um novo estudo, a resposta a esta pergunta é não, pelo menos quando falamos de uma espécie icónica que vagueou pelo sul de África: Massospondylus carinatus.

Ao examinar os ossos da coxa com um microscópio, os investigadores podem contar as linhas de crescimento de um animal, tal como acontece com as árvores, o que permite perceber quanto cresceu a cada ano.

Segundo o site EurekAlert!, foi isso mesmo que esta equipa de cientistas fez, tendo analisado os anéis de crescimento nos ossos de um M. carinatus, dinossauro herbívoro e quadrúpede que viveu no início do Jurássico.

Os investigadores concluíram que o crescimento deste dinossauro variava de estação para estação, sendo mais parecido com o crescimento de uma árvore do que com o de uma criança.

“Num ano podiam ganhar cem quilos e no ano seguinte ganhar apenas dez”, explicou Kimberley Chapelle, do Museu Americano de História Natural e autora principal do estudo publicado, a 12 de maio, na revista científica Biology Letters.

Segundo o mesmo site, o estudo sugere que o crescimento do M. carinatus respondia diretamente às condições ambientais. Num ano bom, com muita chuva e comida, a espécie podia crescer muito, quase duplicando de tamanho. Num ano mau, em que os nutrientes eram escassos, quase nem se notava o seu crescimento.

Chapelle e o resto da equipa sugerem que esta estratégia de crescimento pode ter ajudado este dinossauro a lidar com as duras condições ambientais que se seguiram à Extinção do Triássico-Jurássico, quando mais de 50% das espécies desapareceram.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE