Detido homem de 55 anos suspeito de atear fogo em Castelo Branco

Ricardo Graça / Lusa

Um homem de 55 anos foi detido pela PJ, em colaboração com a GNR, por suspeitas de incêndio florestal, ateado este sábado na zona de Castelo Branco.

A Polícia Judiciária, em colaboração com a GNR, deteve um homem suspeito de atear um incêndio em Castelo Branco, o distrito que está a ser mais afetado por incêndios este fim-de-semana. Num comunicado enviado às redações, a PJ revela que o homem de 55 anos foi detido pela presumível prática de um crime de incêndio florestal na madrugada deste sábado.

“Por volta da 1h00 hora da madrugada, o suspeito, usando chama direta, colocou um foco de incêndio em zona florestal povoada com pinheiros e mato, dentro de uma vasta mancha florestal, que teria proporções mais gravosas caso não tivesse havido uma rápida intervenção dos bombeiros de Castelo Branco”, avança a PJ em comunicado.

De acordo com as autoridades, o suspeito “colocou em perigo a integridade física e a vida de pessoas, bem como habitações e a grande mancha florestal”.  O detido vai ser presente a primeiro interrogatório judicial, para aplicação das medidas de coação tidas por adequadas.

Fonte da GNR de Castelo Branco disse, contudo, ao Observador que a detenção nada tem a ver com os incêndios do concelho de Sertã, mas sim com um que deflagrou na manhã de sábado perto da cidade de Castelo Branco.

Os dois incêndios que atingiram o concelho da Sertã este sábado já foram dominados, segundo disse à Lusa a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC). O fogo em Mosteiro de São Tiago, Várzea dos Cavaleiros, foi dado como dominado às 4h25 e o da Rolã 20 minutos depois. Ainda assim, esta manhã, em Mosteiro de São Tiago permaneciam 125 operacionais e 30 meios terrestres. Já em Rolã continuam no terreno 270 operacionais e 81 meios.

Já o incêndio em Vila de Rei, ainda no distrito de Castelo Branco, que durante a noite acabou por chegar ao concelho de Mação, no distrito de Santarém, é aquele que envolve mais elementos na luta às chamas, 789, apoiados no terreno por 237 meios. No total, mais de mil bombeiros combatem os incêndios de Vila de Rei, Sertã e Mação.

Os incêndios de Vila de Rei, Mação e Sertã fizeram já 20 feridos (oito bombeiros e 12 civis), segundo o balanço atualizado apresentado pelo governante na sede da Autoridade Nacional de Protecção Civil, em Carnaxide.

Destes 20 feridos, apenas um se encontra em estado grave. Trata-se de um civil vítima de queimaduras que está internado no Hospital de São José, em Lisboa, sob prognóstico reservado, referiu Eduardo Cabrita.

Os comentários acerca de eventuais causas criminosas dos incêndios eram uma constante entre os moradores. O facto de terem surgido vários incêndios quase em simultâneo e a poucos quilómetros uns dos outros cria ainda mais desconfianças.

O Ministro falou em direto este domingo a sede ANEPC, em Carnaxide, onde fez um ponto de situação dos incêndios. O governante destacou a “estranheza” detetada por “autarcas e comandantes no local” sobre terem começado, “entre as 14h30 e 15h30, cinco incêndios numa zona muito próxima”.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Acusem estas pessoas de terrorismo! E, se causarem mortes, homicídio. Vão ver que diminui o número de incêndios! Mesmo que não morra ninguém, destroem propriedade e a natureza (árvores, animais, ninhos, tocas). É aproveitar o facto de o governo ter declarado o estado de emergência climática!

    • Isso não vai mudar nada!!
      A maioria dos incendiários tem problemas psicológicos e não é por se chamar terrorismo ou outro nome qualquer que vai alterar o que vai naquelas cabeças – mas claro que tem que ser punidos e bem punidos (o nome do crime pouco ou nada importa)!

Responder a Eu! Cancelar resposta

Coutinho quer voltar à Premier League (e já há cinco clubes na corrida)

Philippe Coutinho está interessado em regressar à Premier League, havendo já cinco clube ingleses na corrida pelo internacional brasileiro. Manchester United, Arsenal, Chelsea, Tottenham e Leicester são os clubes interessados em levar Coutinho de volta …

China criou um sistema para rastrear doenças infecciosas. Falhou (e já se sabe porquê)

Em 2002, o vírus SARS saiu da província chinesa de Cantão e propagou-se por 37 países, provocando 774 mortos e mais de oito mil infetados. Para que não voltasse a acontecer, o país criou um …

Ministro holandês faz mea culpa. "Não fomos suficientemente empáticos" com o sul da Europa

O ministro das Finanças holandês reconheceu que foi infeliz nas posições que assumiu sobre a resposta económica à pandemia de covid-19, assumindo que mostrou pouca “empatia” com os países do sul da Europa. Em declarações à …

Estados Unidos admitem possibilidade de novo surto no outono

O diretor do Instituto Nacional de Alergias e Doenças Infecciosas dos Estados Unidos disse haver a possibilidade de o país enfrentar um novo surto depois do verão, mas lembrou que nessa altura "várias coisas vão …

Mortes em Portugal estão a aumentar desde o início do mês (sem contar com a Covid-19)

Já morreram mais pessoas em Portugal, neste ano, do que em igual período do ano passado, com especial destaque para o  mês de Março, onde a taxa de mortalidade aumentou, mesmo sem contar com as vítimas de …

PCP quer reabrir camas e decretar preços máximos nos combustíveis para enfrentar pandemia

O PCP apresentou um pacote extenso de propostas para fazer face aos impactos do surto de covid-19. Entre elas está a reabertura do Hospital Militar. O PCP apresentou um conjunto de medidas para fazer face ao …

Houseparty nega pirataria e oferece recompensa milionária a quem provar "campanha difamatória"

A aplicação favorita de quem está em quarentena está sob acusação de piratear contas de outras apps. A Houseparty nega e oferece uma recompensa de 1 milhão de dólares a quem provar a "campanha de …

"Agricultura não pára". Há trabalho no campo para os trabalhadores em lay-off

Com a época das colheitas à porta e a falta de braços no campo, a Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP) vai propor ao Governo a criação de plataformas de emprego temporário para permitir aos …

Covid-19. Cerimónias fúnebres proibidas em Espanha

As cerimónias fúnebres foram hoje proibidas em Espanha, o segundo país mais afetado pela covid-19 no mundo, e os funerais não podem ter mais do que três pessoas presentes, para impedir a propagação da pandemia …

Falta de meios dificulta marcação de testes à Covid-19

Os utentes do Norte referenciados pelas autoridades de saúde para fazerem o teste à Covid-19 estão a ter grandes dificuldades na marcação nos laboratórios recomendados, devido ao disparo na procura e ao facto de a …