Foi desvendado o mistério da origem do ouro

Uma equipa internacional de cientistas acredita que desvendou o enigma da origem do ouro, um dos grandes mistérios da Humanidade. Esta nova investigação concluiu que o metal precioso provém do manto profundo da Terra.

Não há nenhum explicação científica consensual sobre a origem do ouro, mas uma equipa de investigadores internacionais de Universidades de Chile, Argentina, Austrália, França e Espanha acredita ter desfeito o mistério.

A teoria destes cientistas é de que “o ouro viajou até à superfície da Terra procedendo das partes mais profundas do planeta”, conforme salienta a Universidade de Granada, uma das implicadas na pesquisa, num comunicado sobre o estudo.

De acordo com esta ideia, terá sido “o jogo de movimentos internos da Terra o que favoreceu a subida e a concentração do precioso metal” até à crosta terrestre, explicam os cientistas no artigo científico publicado na revista Nature Communications.

O investigador José María González Jiménez, elemento do departamento de Mineralogia e Petrologia da Universidade de Granada que participou na pesquisa, explica o processo, reportando-se às camadas que formam o interior da Terra – crosta, manto e núcleo.

“Na crosta, encontram-se os minerais que extraímos e que sustentam a nossa economia. E se somos especialistas a explorá-los, ainda sabemos pouco sobre a sua verdadeira origem”, refere, citado pela universidade, sublinhando que é o que sucede com o ouro, cuja busca já motivou “migrações, expedições e até guerras”.

O manto, que separa o núcleo da crosta onde vivemos e que fica a uma profundidade que vai dos 17 quilómetros sob os oceanos até aos 70 quilómetros sob os continentes, está “a uma distância inacessível” para o homem, realça o investigador.

“Não temos capacidade de chegar de forma directa ao manto para o conhecer melhor”, acrescenta González Jiménez. Contudo, chega até nós “graças a erupções vulcânicas que arrastam pequenos fragmentos ou “xenolitos” do manto, sob os continentes, para a superfície”, aponta o investigador.

Os cientistas detectaram provas deste processo na Patagónia argentina e analisaram amostras destes “xenolitos” em laboratório, encontrando “pequenas partículas de ouro nativo, da grossura de um cabelo, cuja origem é o manto profundo”, destaca a Universidade de Granada.

Universidade de Granada

Fragmento do manto profundo (cor verde) na lava de um vulcão da Patagónia argentina (cor preta).

A zona da Patagónia argentina onde esses fragmentos foram encontrados, no chamado Maciço do Desejado, é conhecida pelas suas produtivas minas de ouro. Os investigadores avançam, agora, que a concentração do mineral precioso na zona pode estar relacionada com o facto de o manto por debaixo dela apresentar “uma predisposição para gerar depósitos de ouro na superfície”.

González Jiménez lembra que, “há aproximadamente 200 milhões de anos”, a América do Sul e África formavam um único continente. Para a separação dos dois continentes contribuiu a “subida do manto profundo ou da “pluma do manto”, a qual rompeu a crosta muito mais frágil e fina”, conta o investigador.

“A subida desta “pluma do manto” profunda gerou uma verdadeira fábrica química que enriqueceu de metais o manto”, prossegue o cientista. Mais tarde, o movimento de uma placa tectónica sobre outra levou a que “esta zona enriquecida seja uma fábrica geradora de depósitos de ouro, graças à circulação de fluidos ricos em metais, através de fracturas, que precipitam e concentram os metais perto da superfície terrestre”, explica ainda.

Todavia, esta “nova prova científica” sobre a origem do ouro não resolve o puzzle por completo. É um bom princípio para proceder a “uma exploração mais sofisticada” dos depósitos minerais, nomeadamente recorrendo a tecnologias que sondem o manto profundo e não apenas a camada mais superficial, conforme nota a Universidade de Granada, para detalhar o percurso que leva ao “nascer” do metal precioso.

SV, ZAP //

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Se esta teoria fosse correcta, também deveria existir “concentração do mineral precioso” na zona ocidental da África que já esteve encostada à América do Sul há 200 milhões de anos. Será que existe?

  2. Não tardará que em breve aqueles mais sequiosos pelo precioso metal se ponham a esgadanhar na terra e além de encontrarem o tão desejado metal ainda vão criar um túnel até chegar aos chinocas do outro lado o qual poderá ser aproveitado para o TGV.

  3. António Gonçalves, não me diga que nunca ouviu falar de Angola, Namibe e África do sul, nem da sua produção de ouro?, Além de toda a costa Africana, desde o Golfo da Guiné até ao sul, que tanto apetite deu aos Portugueses para empreenderem viagens desde o séc. XV.

  4. Agora só falta desvendar o mistério da Suíça, que não tendo qualquer produção de ouro, processa 70% do ouro mundial!!
    Claro que a origem desse ouro é toda legal e transparente… ou não!!

Há escolas fechadas neste início de ano letivo e o problema é o mesmo: falta de funcionários

No arranque do ano letivo, há escolas encerradas no país. O Governo garante que haverá novos funcionários nas escolas ainda durante o mês de setembro.  Segundo avança a Rádio Renascença na manhã desta segunda-feira, há escolas …

Maternidade Alfredo da Costa fechou Urgência este domingo. Faltam anestesistas

No dia em que o Serviço Nacional de Saúde (SNS) faz 40 anos, a emblemática Maternidade Alfredo da Costa (MAC), em Lisboa, ficou com a porta da Urgência fechada durante a madrugada e toda a …

"Jojo Rabbit" vence prémio do público do Festival Internacional de Cinema de Toronto

O filme "Jojo Rabbit" venceu no domingo o prémio do público do Festival Internacional de Cinema de Toronto (TIFF), tornando-se assim um forte candidato a vencedor dos Óscares deste ano. O filme do realizador neozelandês Taika …

Dívida da Assistência na Doença aos Militares ascende a quase 95 milhões de euros

A dívida da Assistência na Doença aos Militares (ADM), gerida pelo Instituto de Ação Social das Forças Armadas (IASFA), ascende a quase 95 milhões de euros, valor que representa um aumento de 5,5% face aos …

Portugal conquista três medalhas na Taça do Mundo de ginástica acrobática

Portugal conquistou no domingo três medalhas, uma de ouro e duas de prata, no último dia da Taça do Mundo de ginástica acrobática. Esta prova antecede o Europeu, que acontecerá entre 30 de Outubro e …

"Nesta legislatura, andámos a recuperar aquilo que tinha sido destruído"

O secretário-geral do PS, António Costa, promete que, na próxima legislatura, o partido vai "fazer o avanço de que o SNS precisa". O secretário-geral do PS, António Costa, defendeu este domingo que quem quer a …

De esquiador a vencedor da Vuelta, Roglic pedalou para entrar na história

O esloveno Primoz Roglic, da Jumbo-Visma, confirmou este domingo a vitória da Volta à Espanha na sua estreia na competição. O pódio ficou completo com Alejandro Valverde e Tadej Pogacar, respetivamente. O holandês Fabio Jakobsen (Deceuninck-Quick …

CDS quer estatuto de benefícios fiscais para o interior

A líder do CDS-PP, Assunção Cristas, disse hoje em Viseu que o interior deve ter um estatuto de benefícios fiscais, com reduções no IRS, no IRC ou nas portagens. "Temos uma proposta muito forte para o …

Jerónimo responde com sorriso à tese do voto útil do Bloco

O Bloco diz que o voto útil é no BE, contra a maioria absoluta. Jerónimo de Sousa, questionado sobre o que pensa da afirmação de Catarina Martins, respondeu: "Não acho nem deixo de achar. O …

No seu primeiro encontro, Boris dirá a Juncker que não vai adiar novamente o Brexit

Naquela que será a primeira vez que Boris Jonhson e Jean-Claude Juncker se encontram, o primeiro-ministro britânico vai defender que o Reino Unido não está preparado para adiar mais uma vez o Brexit. Boris Johnson prepara-se …