Desemprego não estava tão baixo há 6 anos e meio

BiblioArchives / LibraryArchives / Flickr

-

A taxa de desemprego terá ficado inalterada em junho nos 11,2%, depois de a estimativa definitiva da taxa de desemprego para maio ter sido revista em menos 0,4 pontos percentuais face à estimativa provisória.

De acordo com os dados hoje divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), a taxa de desemprego terá assim recuado 0,9 pontos percentuais em junho relativamente ao mesmo mês de 2015.

“A estimativa provisória da população desempregada para junho de 2016 foi de 568,8 mil pessoas, o que representa um decréscimo de 0,7% face ao valor definitivo obtido para maio de 2016 (menos 4,0 mil pessoas)”, refere a nota do INE.

Embora a taxa  de desemprego se mantenha aparentemente inalterada, a situação está melhor do que se pensava há um mês, explica o Jornal de Negócios.

Este é o valor mais baixo em seis anos e meio. Fica abaixo do objectivo do Governo para este ano, colocado em 11,4%, e representa menos 76 mil portugueses registados como desempregados.

De acordo com o INE, em junho, a taxa de desemprego das mulheres foi de 11,5% (11,4% em maio) e a dos homens foi 10,9% (11,1% em maio).

A taxa de desemprego dos jovens situou-se por sua vez nos em 27,2% (uma descida face aos 28,1% do mês anterior) e a dos adultos manteve-se nos 9,9%.

Taxa de emprego sobe também

A estimativa provisória da população empregada, por sua vez, foi de 4.532,3 mil pessoas, reflectindo um aumento de 0,2% em relação ao mês anterior, sinaliza ainda o INE.

Este aumento coloca a taxa de emprego em Portugal nos 58,1%, o significa que em relação a Maio há mais 7,7 mil pessoas com trabalho.

Nestas estimativas foi considerada a população dos 15 aos 74 anos e os valores foram previamente ajustados de sazonalidade.

Espanha no valor mais baixo desde 2010

Também a economia espanhola, indiferente à crise que mantém o país sem governo há 9 meses, continua criar emprego.

Segundo os dados revelados esta quinta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística espanhol, nos últimos 12 meses, 574.300 desempregados voltaram ao mundo laboral.

O jornal Expresso, por seu turno, salienta que Espanha registou um aumento de  271 mil pessoas empregadas no segundo trimestre de 2016, reduzindo a taxa de desemprego para 20% – o nível mais baixo desde o verão de 2010.

Esta é a segunda maior taxa de desemprego da zona Euro, apenas ultrapassada pela da Grécia, com 24% de desempregados.

O número total de desempregados em Espanha é assustador – 4.574.700 pessoas não têm emprego no país vizinho – ainda assim, menos 216 mil do que no trimestre anterior.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Que eu saiba a taxa mantem-se desde o final do ano passado e pelas promessas e condenações dos partidos da atual governação já teria por dever ter descido uma vez que segundo afirmavam este era um dos seus cavalos de batalha, uma vez o verão passado vamos ver se pelo contrário não irá aumentar com o fim de alguns empregos sazonais.

  2. Óh verparacrer. Podiamos extinguir o INE e tu arrotavas as taxas e estatísticas e essas coisas todas que só tu sabes. Poupava-se guito e um transplante de fígado (o teu)

Ministro da Economia admite nacionalizar empresas em caso de necessidade para combater surto

O ministro Adjunto e da Economia, Pedro Siza Vieira, admitiu esta terça-feira a possibilidade do Estado vir a nacionalizar empresas, caso seja necessário para combater as consequências económicas do surto de Covid-19. "O Estado tem ferramentas …

Coutinho quer voltar à Premier League (e já há cinco clubes na corrida)

Philippe Coutinho está interessado em regressar à Premier League, havendo já cinco clube ingleses na corrida pelo internacional brasileiro. Manchester United, Arsenal, Chelsea, Tottenham e Leicester são os clubes interessados em levar Coutinho de volta …

China criou um sistema para rastrear doenças infecciosas. Falhou (e já se sabe porquê)

Em 2002, o vírus SARS saiu da província chinesa de Cantão e propagou-se por 37 países, provocando 774 mortos e mais de oito mil infetados. Para que não voltasse a acontecer, o país criou um …

Ministro holandês faz mea culpa. "Não fomos suficientemente empáticos" com o sul da Europa

O ministro das Finanças holandês reconheceu que foi infeliz nas posições que assumiu sobre a resposta económica à pandemia de covid-19, assumindo que mostrou pouca “empatia” com os países do sul da Europa. Em declarações à …

Estados Unidos admitem possibilidade de novo surto no outono

O diretor do Instituto Nacional de Alergias e Doenças Infecciosas dos Estados Unidos disse haver a possibilidade de o país enfrentar um novo surto depois do verão, mas lembrou que nessa altura "várias coisas vão …

Mortes em Portugal estão a aumentar desde o início do mês (sem contar com a Covid-19)

Já morreram mais pessoas em Portugal, neste ano, do que em igual período do ano passado, com especial destaque para o  mês de Março, onde a taxa de mortalidade aumentou, mesmo sem contar com as vítimas de …

PCP quer reabrir camas e decretar preços máximos nos combustíveis para enfrentar pandemia

O PCP apresentou um pacote extenso de propostas para fazer face aos impactos do surto de covid-19. Entre elas está a reabertura do Hospital Militar. O PCP apresentou um conjunto de medidas para fazer face ao …

Houseparty nega pirataria e oferece recompensa milionária a quem provar "campanha difamatória"

A aplicação favorita de quem está em quarentena está sob acusação de piratear contas de outras apps. A Houseparty nega e oferece uma recompensa de 1 milhão de dólares a quem provar a "campanha de …

"Agricultura não pára". Há trabalho no campo para os trabalhadores em lay-off

Com a época das colheitas à porta e a falta de braços no campo, a Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP) vai propor ao Governo a criação de plataformas de emprego temporário para permitir aos …

Covid-19. Cerimónias fúnebres proibidas em Espanha

As cerimónias fúnebres foram hoje proibidas em Espanha, o segundo país mais afetado pela covid-19 no mundo, e os funerais não podem ter mais do que três pessoas presentes, para impedir a propagação da pandemia …