Descoberto um enorme objecto escuro no limite do sistema solar

Alexandra Angelich / NRAO/AUI/NSF

Os astrónomos não conseguiam dizer se DeeDee era pequeno, mas altamente reflexivo, ou grande, mas extremamente escuro.

Os astrónomos não conseguiam dizer se DeeDee era pequeno, mas altamente reflexivo, ou grande, mas extremamente escuro.

Não, não é a Estrela da Morte. Astrónomos da Universidade de Michigan, nos Estados Unidos, encontraram um corpo planetário nos limites do nosso sistema solar, chamado de DeeDee.

Deedee, abreviatura usada para “Distant Dwarf”, ou “Anão Distante”, foi descoberto pela primeira vez no fim de 2016, mas pouco se sabia sobre a sua estrutura física.

Agora, novos dados recolhidos pelo ALMA, o telescópio Atacama Large Millimeter / submillimeter Array, revelaram detalhes sobre a verdadeira identidade do objeto misterioso: tem cerca de dois terços do tamanho do planeta anão Ceres, o maior membro do nosso cinturão de asteroides, e massa suficiente para ser esférico.

Isto significa que DeeDee cumpre os critérios necessários para ser considerado um planeta anão, embora os investigadores ainda não lhe tenham dado esse rótulo oficial.

A descoberta foi publicada na revista científica Astrophysical Journal Letters.

Desvendando o mistério

DeeDee foi visto pela primeira vez usando o telescópio Blanco no Observatório Interamericano Cerro Tololo, no Chile.

A descoberta fez parte da pesquisa Dark Energy Survey, que produziu cerca de 15.000 imagens e identificou mais de 1.1 mil milhões de objectos, a maioria dos quais estrelas e galáxias distantes. Apenas uma minúscula fracção desses objectos do nosso próprio sistema solar acabou por se revelar interessante.

Sem as observações de acompanhamento do ALMA – um conjunto de antenas de rádio que podem recriar imagens mais claras do espaço distante -, os investigadores não conseguiam perceber se DeeDee era pequeno, mas altamente reflexivo, ou grande, mas extremamente escuro.

Agora, os astrónomos puderam verificar que o objeto é incrivelmente frio, apenas um pouco acima do zero absoluto, e confirmaram que é invulgarmente grande, mas tão escuro que só reflecte cerca de 13% da luz solar que o atinge.

Por outras palavras, DeeDee é tão brilhante como uma vela a meio caminho da lua.

DeeDee fica a aproximadamente 92 unidades astronómicas do sol, cerca de 137 mil milhões de quilómetros. É o segundo mais distante objecto transneptuniano conhecido, com uma órbita apenas mais pequena do que a do planeta anão Eris. De facto, a órbita de DeeDee é tão grande que ele leva 1.100 anos a completar uma volta ao Sol.

Só porque estes objectos se encontram longe, não significa que não sejam importantes. Os objectos como DeeDee são vestígios da criação do nosso sistema planetário.

Os cientistas esperam agora obter mais informações sobre como e quando estes objectos se formaram, para esclarecer também como os planetas do nosso sistema solar, incluindo a Terra, se desenvolveram originalmente.

E talvez as mesmas tecnologias que usamos para estudar Deedee possam ser usadas para encontrar o hipotético Planeta Nove, previsto para orbitar ainda além deste anão.

PARTILHAR

RESPONDER

Células estaminais podem ajudar a proteger os astronautas da radiação espacial

Assim que os astronautas deixam a proteção do campo magnético da Terra, ficam automaticamente expostos a níveis elevados de radiação cósmica. A Agência Espacial Europeia (ESA) está cada vez mais focada em investigações para reduzir …

Pandemia pode trazer nova geração de robôs capazes de realizarem tarefas perigosas

A pandemia de Covid-19 pode trazer uma nova geração de robôs capazes de realizarem tarefas perigosas como limpeza de superfícies infetadas ou vigiar pessoas em quarentena, afirmam esta quarta-feira alguns dos principais investigadores internacionais em …

Multimilionários refugiam-se da Covid-19 a bordo de iates

Vários multimilionários têm procurado refugiar-se da pandemia de Covid-19, que nasceu em dezembro passado na China, em alto mar, a bordo de iates de luxo. Em declarações ao jornal The Telegraph, Jonathan Beckett, executivo da …

Este mamífero consegue sobreviver a quase sete mil metros de altura

Cientistas pensam ter confirmado que um pequeno rato descoberto no vulcão Llullaillaco, nos Andes, é o mamífero que consegue viver à maior altitude já conhecida (6739 metros). Segundo o IFLScience, o Phyllotis xanthopygus rupestris foi descoberto, …

O glaciar Denman recuou quase cinco quilómetros nos últimos 22 anos

O glaciar Denman, na Antártica Oriental, recuou cerca de cinco quilómetros nos últimos 22 anos. Investigadores da Universidade da Califórnia, Irvine e do Laboratório de Propulsão a Jato da NASA estão preocupados coma topografia exclusiva …

Gruta em Setúbal mostra que os Neandertais também eram pescadores

Cientistas encontraram restos de alimentos numa gruta, no distrito de Setúbal, que comprovam que os Neandertais também se alimentavam de espécies marinhas. De acordo com o jornal espanhol ABC, restos encontrados por uma equipa de arqueólogos …

Associação alerta para riscos da mudança da hora em tempos de confinamento

O presidente da Associação Portuguesa de Cronobiologia e Medicina do Sono advertiu hoje que os efeitos potencialmente adversos causados pela mudança da hora podem acentuar-se devido ao confinamento obrigatório das pessoas na sequência da pandemia …

Governo português legaliza estrangeiros ilegais. "A prioridade é a defesa da saúde"

O Governo português decidiu regularizar os estrangeiros com pedidos pendentes no Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, medida em vigor desde a declaração do estado de emergência, no dia 19, e que lhes garante os mesmos …

Cirque du Soleil despediu 95% dos trabalhadores e pode ir à falência (mas vai dando shows online)

O Cirque du Soleil pode ser mais uma vítima do coronavírus. A empresa que gere o circo está a analisar a possibilidade de declarar a falência devido a dívidas avultadas e depois de ter despedido …

Ordem dos Médicos está a avaliar uso de medicamento não testado para travar Covid-19

Portugal pode tornar-se no segundo país do mundo a usar hidroxicloroquina como forma de prevenção de Covid-19. A Ordem dos Médicos (OM) estará a estudar essa possibilidade, de acordo com o Expresso. O semanário refere que …