Descoberto pássaro praticamente intacto com 100 milhões de anos

Uma equipa de cientistas descobriu um pássaro praticamente intacto, com 100 milhões de anos, que pertencia ao grupo de pássaros conhecidos por “pássaros opostos”.

Os insetos não são as únicas espécies que ficaram presos (e bem preservados) em âmbar no tempo dos dinossauros. Também já foram encontrados pedaços de aves e até mesmo dinossauros. Agora, os cientistas descobriram um pássaro praticamente intacto, que se estima ter 100 milhões de anos.

O pedaço de âmbar foi descoberto em Myanmar e contém a cabeça, pescoço, asa, cauda e patas de uma cria, que teria apenas alguns dias de idade, quando caiu na seiva que escorreu de uma conífera (um tipo de árvore), acabando por ficar presa.

“É a visão mais completa e detalhada que já tivemos”, afirmou Ryan McKellar, do Royal Saskatchewan Museum, no Canadá. “Ver algo assim é incrível. É simplesmente deslumbrante”, acrescentou.

A espécie

Enquanto parece que a pele e a carne do pássaro estão preservadas no âmbar, o que se vê é basicamente uma impressão muito detalhada do animal, e não os seus atributos reais.

Estudos semelhantes mostraram que a carne do animal acaba por se desintegrar em carbono e, por isso, não há ADN disponível nestes pedaços de âmbar. No entanto, ficam preservadas as cores reais das penas destes animais. Neste caso, a ave era parda.

Esta pequena ave pertencia a um grupo de pássaros conhecidos por “pássaros opostos”, animais que viviam ao lado dos antepassados dos pássaros modernos e parecem ter sido mais diversificadas e bem-sucedidas, até serem extintas juntamente com os dinossauros há 66 milhões de anos.

(dr) Cheung Chung Tat

Reconstrução do pássaro com 100 milhões de anos

Reconstrução do pássaro com 100 milhões de anos

Prontos para voar

Fósseis anteriores e algumas asas preservadas em âmbar sugerem que estes “pássaros opostos” nasciam com penas prontas para voar. Esta descoberta dá mais peso a essa teoria, já que esta cria tinha um conjunto completo de penas de voo e porque lhe estavam a crescer penas na cauda.

Provavelmente, diz McKellar, este tipo de pássaro nascia no chão e  só depois subia às árvores, tornando-os particularmente propensos a ficar presos em seiva.

O âmbar onde estava o pássaro foi recolhido por um museu na China há vários anos atrás. O exemplar foi mais tarde examinado por Lida Xing, da Universidade das Geociências da China, que liderou a equipa que descreveu este achado.

PARTILHAR

RESPONDER

Empresa quer vender dispositivos que extraiem água potável do ar

A empresa israelita Watergen está a planear começar a vender uma versão para o consumidor do seu aparelho que extrai água potável do ar ainda este ano. A tecnologia do gerador atmosférico da empresa está em …

"Sem padrinhos, nem donos". Líder da JP levanta congresso centrista

O candidato à liderança do CDS Francisco Rodrigues dos Santos arrancou este sábado no congresso centrista, que está a decorrer em Aveiro, a maior ovação dos delegados, com um discurso inflamado, em defesa de um …

Quando chegaram à Europa pela primeira vez, as batatas eram "hereges"

Os espanhóis foram os primeiros europeus a encontrar batatas na América do Sul nos anos 1530. Porém, quando foram trazidas para o Velho Continente, não foram bem recebidas por todos. Depois de terem sido encontradas pelos …

Ano vai ser "inevitavelmente" de contestação social, avisa CGTP

O secretário-geral da CGTP, Arménio Carlos, disse esta sexta-feira que este ano vai ser “inevitavelmente” de contestação social se o Governo e as empresas continuarem a insistir num modelo de baixos salários. O líder da intersindical …

Maior ameaça ao crescimento português vem de Espanha

Diz o ditado popular que de Espanha nem bom vento, nem bom casamento. Mas, na verdade, o crescimento económico do país vizinho tem contribuído para puxar pela economia portuguesa. Agora, quando se prevê um abrandamento …

Cabo Verde esteve sem Internet durante 24 horas

O arquipélago de Cabo Verde voltou a ter acesso à Internet na tarde desta sexta-feira, cerca de 24 horas depois de uma instabilidade provocada por falhas no fornecedor internacional do serviço. O país tinha ficado sem …

Ventura em operação de charme no Porto depois de um atraso muito criticado no Parlamento

O deputado André Ventura, eleito pelo Chega, tem agendada para este sábado uma verdadeira operação de charme no Porto, com encontros com o presidente da Associação Comercial do Porto e com apoiantes do partido. Iniciativas …

Assistente social acusada de maltratar 14 crianças em centro de acolhimento

O Ministério Público (MP) acusa uma mulher de 46 anos, que era assistente social e diretora técnica de um centro de acolhimento na Maia, no distrito do Porto, de maltratar 14 crianças nesta instituição. De …

Marcelo não vê razão de preocupação com empresas portuguesas de Isabel dos Santos

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse esta sexta-feira ter sinais de que não há razão para preocupação nos setores económicos e empresas portuguesas nas quais a Isabel dos Santos está a vender …

Mina de lítio em Montalegre. "Impactes negativos minimizáveis” e 370 empregos

O Estudo de Impacte Ambiental (EIA) da concessão de exploração de lítio, em Montalegre, conclui que o projeto possui “impactes negativos” que, no entanto, “não são significativos”, “são minimizáveis” e de “abrangência local”. O EIA do …