“Mundo perdido” com vulcões subaquáticos descoberto na Tasmânia

Um navio de exploração científica australiano descobriu nas profundezas do Mar da Tasmânia um espaço nunca antes explorado – um incrível “mundo perdido” com vulcões subaquáticos.

De acordo com os cientistas, a embarcação identificou planaltos até 3 mil metros acima da planície abissal do fundo do mar da Tasmânia, cujas cordilheiras e picos vulcânicos estão relacionados com a rutura dos continentes da Austrália e da Antártida.

Tal como conta o Science Alert, o navio levava a cabo uma investigação que visava analisar o comportamento do fitoplâncton na corrente oceânica do leste da Austrália, quando descobriu este mundo perdido com vulcões subaquáticos.

Com a missão exploratória definida, o barco da Organização de Estudo Científicos e Industriais da Commonwealth, partiu do porto de Hobart, na ilha australiana da Tasmânia, no passado dia 11 de setembro.

Os cientistas estavam a analisar as profundezas oceânicas, quando as suas ferramentas de mapeamento detetaram “incríveis contornos inexplorados” no fundo do mar. Neste terreno vulcânico, que varia em tamanho e forma e não parecer ser uma área de fontes hidrotermais, os largos planaltos surgem juntamente com colinas cónicas menores.

Os especialistas que participaram na expedição pela costa da Tasmânia estão “bastante convictos” de que esta paisagem subaquática está relacionada com a separação dos continentes, que ocorreu há cerca de 30 milhões de anos.

“Quando a Austrália, a Antártida e a Tasmânia se separaram, um grande ponto quente surgiu debaixo da crosta terrestre, formando estes vulcões e, logo depois, ajudou a que a crosta terrestre se rompesse, de forma a que todas estas áreas se pudessem começar a separar”, explicou a geógrafa Tara Martin em declarações à ABC News.

Ponto de referência para as baleias

De acordo com os investigadores, uma área tão inexplorada como esta, com os picos dos planaltos a cerca de 2 mil metros abaixo do nível do mar, deve também alojar uma “deslumbrante variedade de vida marinha“. Os especialistas assumiram ainda que esta zona recém-descoberta pode servir como ponto de navegação e/ou referência para grandes animais marinhos, como as baleias.

Durante a expedição, os cientistas avistaram várias baleias-jubarte, baleias-piloto e algumas espécies de aves marinhas, que os levaram a consolidar esta ideia. A equipa descreveu ainda um notável avistamento com cerca de 60 a 80 baleias piloto.

Mas as investigações não ficam por aqui. Está já a ser planeada uma expedição adicional que visa continuar a explorar o relevo submarino, avaliando ainda como este influencia a biodiversidade oceânica da região adjacente.

ZAP // RT

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

Responder a Maria Cancelar resposta

PS aproxima-se do PCP, muda de ideias e propõe pagamento de 100% do salário em todos os regimes de lay-off

O PS alterou, esta segunda-feira, uma das suas propostas para o Orçamento do Estado para 2021, numa aproximação ao PCP e às centrais sindicais. Os socialistas querem que no próximo ano sejam garantidos os salários a …

Parlamento Europeu aprova 37,5 milhões para Portugal enfrentar pandemia

O Parlamento Europeu (PE) aprovou esta terça-feira, em sessão plenária, um pacote de 37,5 milhões de euros, mobilizados através do Fundo de Solidariedade Europeu (FSUE), para Portugal “fazer face à emergência sanitária de covid-19”. Os fundos …

Prémio para profissionais do SNS exclui quem está agora na covid-19

O prémio para profissionais do SNS exclui quem está agora na covid-19, visando apenas aqueles que exerceram atos diretamente relacionados com a doença no primeiro estado de emergência. A atribuição de prémios de desempenho aos profissionais …

Eleições presidenciais vão ser a 24 de janeiro

Marcelo Rebelo de Sousa marcou esta terça-feira as eleições presidenciais para 24 de janeiro de 2021. O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, marcou a data das eleições presidenciais: vão realizar-se no dia 24 de …

Tubarão pré-histórico escondia os maiores dentes já alguma vez encontrados na espécie

Os primeiros tubarões viveram há cerca de 400 milhões de anos, mas tinham uma caraterística muito especial: é que eles não baixavam apenas as suas mandíbulas, mas também as giravam para fora ao abrirem a …

Governo vai contratar 2.100 profissionais de saúde por semestre

O Governo está obrigado a contratar 2.100 profissionais de saúde para o Serviço Nacional de Saúde por semestre em 2021 para chegar a 4.200 no final do ano. A calendarização para o Governo proceder à contratação …

Biden escolhe primeira mulher para Secretária do Tesouro. Casa Branca quer iniciar transição de poder

A antiga dirigente da Reserva Federal (Fed) Janet Yellen foi a escolhida pelo Presidente eleito dos Estados Unidos, o democrata Joe Biden, para Secretária do Tesouro, e vai ser a primeira mulher a desempenhar este …

Recolher obrigatório, proibição de circular e uso de máscara. O que muda a partir de hoje

Portugal entrou às 0h desta terça-feira num novo estado de emergência devido à pandemia de covid-19, passando os 278 municípios do continente a estar divididos em quatro grupos, consoante os níveis de risco de transmissão. O …

Eczema, obesidade ou hiperatividade. Crianças que tomam antibióticos muito cedo têm um maior risco de desenvolver doenças crónicas

Crianças com menos de dois anos que tomam antibióticos enfrentam um maior risco de desenvolver doenças crónicas, como é o caso da obesidade, eczema, ou hiperatividade, concluiu um novo estudo levado a cabo nos Estados …

Descoberta "galáxia fóssil" que estava enterrada nas profundezas da Via Láctea

Um grupo de astrónomos, que trabalha com dados de evolução galáctica do Observatório Apache Point do Sloan Digital Sky Surveys (APOGEE), descobriu uma "galáxia fóssil" escondida nas profundezas da Via Láctea. Esta descoberta, que foi publicada …