Descoberto maior dinossauro com quatro asas do mundo

Stephanie Abramowicz / Dinosaur Institute, NHM

O Changyuraptor yangi, dinossauro com quatro asas e uma longa cauda de penas

O Changyuraptor yangi, dinossauro com quatro asas e uma longa cauda de penas

Um novo dinossauro com penas extraordinariamente longas na cauda e quatro asas, incluindo “asas traseiras”, foi descoberto na China.

Changyuraptor yangi era um predador voador do período Cretáceo e vivia no que hoje é a região da Liaoning e é o maior já descoberto, com mais de 1,3 metros.

Um dos seus traços mais marcantes são as penas da cauda que chegavam a 30 centímetros e ajudavam a criatura a diminuir a velocidade durante o voo e pousar com segurança, de acordo com o artigo publicado na revista especializada Nature Communications.

C. yangi é uma nova espécie de dinossauro microraptor, um grupo relacionado com os primeiros dinossauros aviários.

Estas criaturas antigas oferecem aos cientistas pistas sobre as origens da capacidade de voar e sobre a transição dos dinossauros com penas para aves.

Paleontólogos já chegaram a pensar que estes dinossauros de quatro asas eram um ponto de partida da evolução para as criaturas voadoras com apenas duas asas, mas as últimas descobertas de fósseis sugerem que estes dinossauros de quatro asas faziam parte de um outro a espécie.

A capacidade de voo provavelmente evoluiu em espécies diferentes que tinham penas, e não apenas na linhagem que acabou por resultar nas aves modernas.

Maior

O esqueleto do C. yangi foi descoberto por uma equipa formada por cientistas da Universidade Bohai, na China, e do Museu de História Natural de Los Angeles, nos Estados Unidos.

A criatura media 132 centímetros da ponta do focinho até a ponta das penas da cauda e foi considerada o maior dinossauro de quatro asas descoberto até hoje, maior até do que uma águia ou albatroz moderno.

As penas nos membros posteriores eram muito proeminentes, o que sugeria que elas tinham um papel importante durante o voo, segundo os investigadores.

Ao calcular a sustentação e o arrasto gerado pelas penas, os cientistas concluíram que o C. yangi usava a longa cauda para compensar seu tamanho, que era grande, e manter o controlo enquanto voava.

No artigo publicado na Nature Communications, os investigadores afirmam que a cauda “do novo fóssil funcionava como uma estrutura de controlo reduzindo a velocidade da descida, o que poderia ser crucial para um pouso seguro ou um ataque preciso contra uma presa”.

“Esta estabilização pode ser particularmente importante para microraptores maiores (já que eles tendem a voar e/ou a descer mais rapidamente do que indivíduos menores) e este efeito explica a razão de a cauda em forma de leque ser tão longa”, escreveram os cientistas.

ZAP / BBC

PARTILHAR

RESPONDER

Medicamentos para a tensão arterial diminuem mortalidade em doentes com covid-19

Um estudo de meta-análise concluiu que medicamentos para a tensão arterial, ao contrário do que se pensava, reduzem a mortalidade em pacientes com covid-19. No início da pandemia, havia a preocupação de que certos medicamentos para …

A ilha mais povoada do Hawai pode perder 40% das suas praias até 2050

A subida do nível das águas do mar pode fazer com que a ilha mais povoada do Havai perca 40% das suas praias, alerta uma nova investigação. Em causa está a ilha de Oahu, a …

Pela primeira vez em 10 anos, a Wikipédia vai mudar de aparência

A icónica Wikipédia vai, pela primeira vez em 10 anos, ser modificada para tornar o site mais acessível - e menos "assustador" - para novos utilizadores. A Wikipédia tem sido parte integrante da cultura da web …

Encontrados medicamentos ilegais em suplementos para o cérebro

Cientistas encontraram medicamentos ilegais, não aprovados nos Estados Unidos, em suplementos que alegadamente melhoram o desempenho cognitivo. Clareza mental, criatividade aprimorada e uma memória extremamente nítida são algumas das promessas feitas a quem compra suplementos de …

Voluntários oferecem-se para cumprir pena de jovem acusado de blasfémia

Num ato de solidariedade, 120 voluntários pediram para cumprir a pena de um jovem nigeriano condenado a 12 anos de prisão por blasfémia. Entre os voluntários está o diretor do Memorial de Auschwitz. Ao todo, 120 …

ADN ajuda a identificar assassino em série num dos mais infames casos da Austrália

Uma amostra de ADN ajudou a justiça australiana a considerar um homem como culpado pelo assassinato de duas mulheres na década de 1990, encerrando um caso que permaneceu sem solução durante quase 25 anos. Durante quase …

Mais 665 casos e nove mortes por covid-19 em Portugal

Portugal regista, este domingo, mais 665 novos casos positivos e nove mortes por covid-19, segundo boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Assim, desde o início da pandemia, Portugal conta com 73.604 infetados e 1.953 …

De guerreiros a anciões. Grupo étnico no Quénia faz cerimónia única de "transformação"

Milhares de homens Maasai vestidos com xales vermelhos e roxos e com as suas cabeças revestidas de ocre vermelho reuniram-se esta semana para uma cerimónia que os transforma de Moran (guerreiros) em Mzee (anciãos). De acordo …

Há 60 anos, Richard Nixon tricou uma sanduíche (e este homem guardou-a desde então)

Há 60 anos, o então vice-Presidente dos Estados Unidos, Richard Nixon, trincou uma sanduíche - e Steve Jenne, um homem que vive em Illinois, guardou-a os restos desde então. De acordo com o The New York …

Coreia do Norte adverte Sul para não procurar nas suas águas oficial assassinado

A Coreia do Norte pediu hoje à Marinha sul-coreana que deixe de entrar nas suas águas territoriais, numa altura em que Seul procura recuperar o corpo de um oficial sul-coreano morto a tiro no mar …