Maxilar de um dos primeiros humanos a sair de África reescreve a história da humanidade

O maxilar, encontrado numa gruta em Israel, em 2002, indica que o Homo sapiens terá saído de África cerca de 50 mil anos mais cedo do que se pensava.

Foi descoberto um maxilar no Monte Carmelo, em Israel, que é o fóssil mais antigo de um Homo sapiens fora de África, anunciaram os cientistas da Universidade de Tel Aviv, num estudo publicado esta quinta-feira, na Science.

O fóssil tem entre 177 mil e 194 mil anos e foi encontrado na gruta Misliya, numa encosta do Monte Carmelo, por um caloiro de um grupo de arqueologia, em 2002. A gruta deu o nome ao fóssil: Misliya-1, que tem então entre 177 mil e 194 mil anos, segundo três métodos de datação utilizados pelos cientistas.

A descoberta deste maxilar vem reescrever a história da nossa espécie, já que, até agora, pensava-se que os fósseis mais antigos de um homem moderno fora de África tivessem entre 90 mil e 120 mil anos. A mais recente descoberta indica que saímos do continente africano pela primeira vez 40 mil a 50 mil anos mais cedo do que se pensava.

Israel Hershkovitz, principal autor do estudo, conta ao Público que “a história da nossa espécie é mais longa e, provavelmente, mais complicada do que os cientistas antes acreditavam”.

O maxilar inclui sete dentes intactos e um dente incisivo partido. No entanto, apesar de ser muito diferente daquele que o Homem atual te, é mais parecido connosco do que com um Neandertal. Ainda assim, vão ser necessários muitos testes para descobrir a que população de Homo sapiens pertencia este maxilar.

Os cientistas desconfiam que a população em causa terá deixado o continente africano, mas desaparecido pouco tempo depois. Segundo o Observador, este facto torna pouco provável que a pessoa a quem pertencia este fóssil tenha informação genética que tenha contribuído para o ADN humano atual.

Foram também encontradas ferramentas construídas através da tecnologia de Levallois, uma técnica associada a fósseis dos humanos modernos, que terá vindo substituir os bifaces há cerca de 300 mil anos. Os cientistas sugerem assim que o aparecimento desta tecnologia está ligado à chegada do Homo sapiens ao Médio Oriente.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Há uns tempos atrás, a própria ZAP noticiou que os humanos se devem ter desenvolvido na Europa ao invés de África e que em vários sítios paralelamente e não apensas num (se bem me recordo)… por isso que há de estranho nesta datação ser anterior… porque é que não consideram a hipótese de que terão ido para áfrica em vez de virem de lá?

RESPONDER

Descoberta nova espécie de tubarão pré-histórico que podia chegar aos sete metros

Uma nova espécie de tubarão pré-histórico foi descoberta no Kansas, nos Estados Unidos. Este predador podia crescer até quase sete metros de comprimento. De acordo com a revista Newsweek, Kenshu Shimada, da Universidade DePaul, e Michael …

Conhecido medicamento para diabetes pode conter um carcinógeno

A Food and Drug Administration, agência federal e reguladora do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos, está a testar amostras de metformina, um medicamento para diabetes que pode conter o carcinógeno N-Nitrosodimetilamina …

Nobel da Física diz que o ser humano não está concebido para viver fora da Terra

Didier Queloz disse, este sábado, estar convencido de que o ser humano não está concebido para viver fora da Terra, razão pela qual está "zangado" com alguns argumentos do cofundador da Tesla, Elon Musk. Os suíços …

Ford está a reciclar palha de café do McDonald's. Quer transformá-la em peças de carro

https://vimeo.com/377768195 A Ford está a fabricar peças de carro através de palha de café reciclada do McDonald's. A iniciativa contribui para a redução da pegada ecológica e do desperdício alimentar. O combate às alterações climáticas cabe um …

Comité da ONU preocupado com condições das prisões em Portugal

As condições de detenção, a sobrelotação das prisões, o alegado uso da força e outros abusos contra pessoas pertencentes a grupos raciais e étnicos são as principais preocupações do Comité da ONU contra a Tortura …

Cientistas identificaram organismo que prospera ao comer meteoritos

O micróbio Metallosphaera sedula tem uma propensão para comer minerais. E não estamos a falar de granito ou giz, mas de rochas muito mais especiais como meteoritos. Segundo o Science Alert, uma equipa internacional de cientistas …

Médicos estrangeiros em Portugal atingem o valor mais alto da última década

O número de médicos estrangeiros registados em Portugal atingiu, em 2019, o valor mais elevado da última década, situando-se em 4192, mais 9,1% face a 2009, revelam dados da Ordem dos Médicos (OM). A maioria dos …

O único carro-avião do mundo vai ser vendido em leilão

O Taylor Aerocar, aquele que é o único carro-avião legalizado em todo o mundo, vai a leilão no início do próximo ano. Este modelo da marca data do ano de 1954. Se é um apaixonado por …

Marcha pelo Clima. Polícia espanhola deteve duas pessoas com facas e martelos

A Polícia Nacional de Espanha deteve, na sexta-feira, duas pessoas que pretendiam perturbar a manifestação pelo clima em Madrid, tendo apreendido vários materiais, como facas e martelos. Um homem e uma mulher foram detidos e enviados …

Reflexão, ritual ou mundo idealizado. Um Natal sem filmes, não é Natal

Se é daquelas pessoas que passa a noite da Natal com uma chávena na mão, meias nos pés e um filme na televisão, saiba que não está sozinho. Nesta altura do ano, os filmes tornam-se …