Descoberta nova espécie de réptil que viveu há 11 milhões de anos

Darren Naish / scienceblogs.com

-

Investigadores do Instituto Catalão de Paleontologia Miquel Crusafont (ICP) descobriram uma nova espécie de réptil que viveu há 11,6 milhões de anos, a partir da descoberta do primeiro crânio europeu de um réptil anfisbenídeo.

Os paleontólogos batizaram a nova espécie com o nome “Blanus Mendezi“, em honra ao técnico do ICP Manel Méndez, que descobriu o crânio muito bem conservado durante a lavagem de sedimentos escavados em 2011 num aterro rico em fósseis de Els Hostalets de Pierola, na província de Barcelona.

Num artigo publicado esta quinta-feira na revista científica Plos One, os investigadores coordenados por Arnau Bolet documentam a descoberta, que lança novos dados sobre a evolução deste grupo de répteis.

Os anfisbenídeos, cujo único representante atual deste grupo na Europa é a cobra-cega ou cobra-de-duas-cabeças (por ter uma cauda arredondada idêntica à cabeça), que apesar do seu nome e da ausência de patas não é uma serpente, são um grupo de répteis escamosos adaptados a viver debaixo da terra, e são semelhantes a minhocas da família dos lumbricídeos, comuns em Portugal e em todo o hemisfério norte.

A nível evolutivo, é um grupo pouco conhecido que, graças ao registo fóssil e aos dados moleculares, se sabe que emparelhou com os lacertídeos, (família a que pertencem os lagartos verdes e as lagartixas), dos quais se tinha separado durante o Cretáceo Superior, há entre 100 e 65 milhões de anos.

ucl.ac.uk

O paleontologista Arnau Bolet, da ICP

O paleontologista Arnau Bolet, da ICP

Ainda que restos de anfisbenídeos sejam habituais no registo fóssil da Europa, até à descoberta deste crânio apenas se tinha acesso a ossos isolados e muitas vezes fragmentados que dificultavam a sua classificação e taxinomia.

Neste trabalho, os investigadores integraram dados paleontológicos, moleculares e biogeográficos para atribuir a nova descoberta ao género “blanus”, que compreende quase todas as espécies de anfisbenídeos que se encontram no continente europeu.

Um “Blanus mendezi” com uma antiguidade aproximada de 11,6 milhões de anos representa o registo mais antigo de “blani” do Mediterrâneo ocidental e os cientistas sugerem que apareceu pouco depois da separação que se observa atualmente entre espécies de “blani” do mediterrâneo ocidental e oriental.

O estudo deste crânio, que inclui a mandíbula direita, foi levado a cabo a partir de imagens obtidas com uma equipa de tomografia computorizada, que permitiu gerar um modelo de três dimensões da peça, eliminando virtualmente toda a matriz rochosa que rodeia o fóssil.

Estas técnicas permitem obter imagens de alta resolução do interior e exterior de um fóssil sem lhe causar dano.

“O uso destas técnicas sobre um espécime extremamente bem conservado como o que encontrámos foi o que nos permitiu fazer uma descrição tão detalhada deste antigo membro da família dos ‘blani'”, explicou Arnau Bolet.

 

/Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Mais uma vez temos aqui um artigo confuso, mal escrito, sem grande interesse. Que eu saiba o nome vulgar não é “cobra-cega”, mas licranço… e é inofensivo.

RESPONDER

É agora possível os robôs mexerem-se sozinhos, graças a novos polímeros de alta energia

Através do uso de novos polímeros que armazenam mais energia e são depois aquecidos, investigadores da Universidade de Stanford conseguiram colocar manequins a mexer os braços sozinhos. Era ver robots a mexer os braços sozinhos, pelo …

"Poço do Inferno". Espeleólogos encontram serpentes, mas não demónios

No deserto da província de Al-Mahra, no leste do país, um buraco redondo e escuro de 30 metros de largura serve de entrada para uma caverna de cerca de 112 metros. Uma maravilha natural que …

Vitória SC 1-3 Benfica | “Águia” passa tranquila em Guimarães e continua a voar no topo

Naquele que era apontado como o mais duro teste à sua liderança até ao momento, o Benfica passou com relativa tranquilidade em Guimarães. Frente a um Vitória que tentou discutir o jogo de igual para igual …

Fazer umas calças de ganga exige 10 mil litros de água. Dez marcas estão a criar jeans sustentáveis

As calças de ganga são das peças de vestuário com piores impactos para o ambiente, mas há marcas que estão a apostar na sustentabilidade como um factor atractivo para os consumidores. Estão sempre na moda e …

"Guerra das matrículas" faz escalar tensão entre Sérvia e Kosovo

Esta semana, a fronteira entre o norte do Kosovo e a Sérvia esteve bloqueada por protestos de elementos da etnia sérvia, que não aceitam a decisão do governo kosovar, de etnia albanesa, de proibir a …

Num golpe de "fake it until you make it", Hong Kong vai a eleições a saber o vencedor

Hong Kong prepara-se para as primeiras eleições legislativas após as mudanças no sistema eleitoral implementadas pela China para garantir a vitória dos seus aliados. Aos olhares mais desatentos, as eleições em Hong Kong são mais um …

Stefano Pioli propõe regra de basquetebol que contribui para um "futebol de ataque"

O treinador do Milan, Stefano Pioli, propõe uma alteração nas regras do futebol que promete revolucionar o desporto rei. De forma semelhante ao basquetebol, uma vez dentro do meio campo adversário, as equipas não poderiam voltar …

Um dos maiores sites de dados sobre a covid-19 na Austrália é, afinal, gerido por adolescentes

Aproveitando o momento em que passaram a integrar as estatísticas que os próprios fazem chegar diariamente à população australiana, o grupo de três jovens revelou a sua identidade para surpresa de muitos dos seus seguidores. …

Mais cinco mortes e 713 casos confirmados em Portugal

Portugal registou, este sábado, mais cinco mortes e 713 casos confirmados de covid-19, de acordo com o mais recente boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Este sábado registaram-se mais cinco mortes e 713 novos casos …

Dirigente da Huawei detida no Canadá pode voltar à China após acordo com EUA

A justiça dos EUA aceitou hoje o acordo entre o Departamento da Justiça e a Huawei, que vai permitir à filha do fundador e diretora financeira do conglomerado chinês de telecomunicações regressar à China. Uma juíza …