Descoberta a primeira lua fora do Sistema Solar (e é do tamanho de um planeta)

Dan Durda

Conceito artístico do planeta Kepler-1625b com a sua enorme exolua

Do tamanho de Neptuno e a orbitar um planeta semelhante a Júpiter, os telescópios da NASA, Kepler e Hubble, encontraram evidências do primeiro satélite natural fora do Sistema Solar – a primeira exolua.

Tentamos o nosso melhor para descartar outras possibilidades, como anomalias de naves espaciais, outros planetas no sistema ou atividade estelar, mas não conseguimos encontrar nenhuma outra hipótese”, afirmou David Kipping, astrónomo da Universidade de Columbia e um dos autores da investigação.

Apesar de os dados recolhidos não serem definitivos, os investigadores esperam voltar a observar o corpo para verificar ou rejeitar a hipótese da existência da primeira exolua.

O candidato a exolua foi nomeado Kepler-1625b-i e orbita um exoplaneta chamado Kepler-1625b, que por sua vez orbita uma estrela amarela semelhante ao Sol chamada Kepler-1625. Todo o sistema está localizado a cerca de 8 mil anos-luz de distância.

A descoberta foi feita através dos telescópios Hubble e Kepler e poderá revelar um novo sistema com propriedades específicas e com implicações para astronomia.

Publicado a 3 de outubro na revista Science Advances, a investigação conta que durante uma pesquisa a 300 exoplanetas, surgiu um gigante gasoso – Kepler-1625d – que mostrou características peculiares que apontaram para a presença de um objeto orbitando-o.

Para perceber melhor o que encontraram, os investigadores utilizaram o Hubble para realizar observações de acompanhamento.

“Este seria o primeiro caso de deteção de uma lua fora do nosso Sistema Solar“, contou Kipping.

Na investigação, as equipas dos astrónomos Alex Teachey e David Kipping, procuraram por mudanças no brilho do planeta. O registo de alterações em intervalos regulares, significaria que algo estaria a orbitar o exoplaneta.

“Durante o ano passado, numa grande pesquisa com quase 300 exoplanetas de Kepler, notamos que o gigante de gás Kepler-1625b exibia algumas peculiaridades nos dados do Kepler, o que nos levou a supor a presença de uma exolua do tamanho de Neptuno“, explicou Kipping.

Com os dados recolhidos de ambos os telescópios, os investigadores reuniram evidências para formularem a hipótese da existência de uma exolua.

Contudo, o astrónomo também alertou para o facto de as provas reunidas não serem “por si só, uma prova da existência de uma exolua”.

“Estamos a pedir cautela. A primeira exolua é obviamente uma reivindicação extraordinária e requer evidências extraordinárias“, afirmou Teachey.

Caso se confirme as observações, a descoberta pode fornecer importantes pistas sobre o desenvolvimento de sistemas planetários e pode fazer com que os especialistas revejam as teorias de formação de luas em torno de planetas.

Para verificar a hipótese formulada, a equipa pretende voltar a utilizar o telescópio Hubble em maio do próximo ano, altura da passagem da exolua.

PARTILHAR

RESPONDER

Benfica 3-0 Standard Liège | “Águia” voa de forma imperial

A noite foi de festa no Estádio da Luz para os cerca de 4875 espectadores – 7,5% por cento da lotação – que se deslocaram ao reduto dos “encarnados” esta quinta-feira. O Benfica venceu por 3-0 …

Urnas abertas no Minecraft. Servem para ensinar os jovens a votar nas eleições

A organização não partidária e sem fins lucrativos Rock the Vote e a empresa criativa Sid Lee uniram-se para criar um servidor de "casa de votação" no popular jogo Minecraft antes das eleições presidenciais de …

Zorya Luhansk 0-2 Braga | “Nota artística” em triunfo minhoto

Dois jogos, duas vitórias para o Sporting de Braga no Grupo G da Liga Europa. Uma entrada de rompante em jogo, com dois golos espectaculares nos primeiros 11 minutos, permitiram aos “arsenalistas” controlar e lidar …

Amostra de ADN desvenda homicídio cometido há quatro décadas

Uma amostra de ADN, colhida de um norte-americano da Carolina do Sul após este ser detido por apontar uma arma, permitiu às autoridades desvendar um caso antigo, identificando-o como principal suspeito do homicídio de uma …

Investigadores portugueses criam simuladores para treinar médicos à distância

Investigadores da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP) desenvolveram, durante o confinamento, um método para os estudantes treinarem para cenários de emergência sem saírem de casa. Em declarações à Lusa, Carla Sá Couto, do …

Restam apenas dois rinocerontes brancos do norte (mas há uma esperança para salvar a espécie)

Com a morte do último macho em 2018, o rinoceronte branco do norte chegou ao ponto em que não pode ser salvo naturalmente. Com apenas duas fêmeas restantes, a subespécie é agora tida como oficialmente …

Há uma região na América do Norte sem qualquer caso de covid-19. Tem a dimensão do México

Nunavut, uma região localizada no norte do Canadá, continua sem registar nenhum caso de covid-19. A receita para o sucesso tem vários ingredientes, mas as caraterísticas especiais da região e as medidas rígidas tomadas logo …

Site da campanha de Trump foi alvo de ataque. Hackers "fartaram-se das fake news"

O website oficial da campanha presidencial de Donald Trump foi alvo de um ataque informático que o deixou temporariamente desfigurado na noite desta quarta-feira. Os hackers responsáveis substituíram o habitual conteúdo por uma mensagem normalmente utilizada …

CV30. O poderoso anticorpo descoberto por cientistas que dá luta ao novo coronavírus

Investigadores do Fred Hutchinson Cancer Research Center, nos Estados Unidos, descobriram um potente anticorpo, encontrado no sangue de um recuperado de covid-19, que interfere com a superfície espinhosa do novo coronavírus, fazendo com que partes …

Igreja flutuante "nasceu" num canal de Londres

A Denizen Works recentemente concluiu uma igreja flutuante pouco ortodoxa em Londres, no Reino Unido. O projeto tem um novo teto que pode ser baixado ou levantado conforme as necessidades. Batizado de Génesis em homenagem ao …