Descoberta jóia misteriosa que pode reescrever a história da civilização Maia

Erik Jepsen/UC San Diego Publications

Arqueólogo Geoffrey Braswell com uma réplica do pendente de jade Maia.

Arqueólogo Geoffrey Braswell com uma réplica do pendente de jade Maia.

Uma equipa de arqueólogos norte-americanos descobriu um pendente de jade, que foi usado por um antigo Rei Maia, e que parece contar a história do início do fim desta civilização.

Encontrado em escavações em Nim Li Punit, no Belize, por uma equipa de arqueólogos liderada por Geoffrey Braswell, professor de antropologia da Universidade da Califórnia em São Diego, nos Estados Unidos, este grande pendente de jade talhado estava dentro de um túmulo, no interior de um palácio construído por volta do ano 400 D.C..

Descoberto entre vestígios de vasos cerâmicos e de um grande copo de pedra em forma de uma divindade, o pendente com 18,8 centímetros de largura e 10,4 de altura é “a segunda maior peça de jade Maia que já foi encontrada”, conforme explica a Universidade de San Diego (UCSD) num comunicado.

O túmulo onde estava enterrado data de 800 D.C., segundo os arqueólogos, ou seja, próximo do fim da civilização Maia em locais como o Belize e a Guatemala.

O pendente tem inscritos 30 hieróglifos que detalham todos os antepassados de quem possuiu a jóia e revela, nomeadamente, que terá sido usado pela primeira vez em 672 D.C., quando a região terá vivido uma mudança climática com uma grande seca.

Os arqueólogos acreditam, deste modo, que a jóia pode documentar o início do fim dos Maias e ajudar a “reescrever” a história desta civilização desaparecida, conforme notam no artigo científico publicado no jornal Ancient Mesoamerica da Universidade de Cambridge.

Geoffrey Braswell / UC San Diego Publications

Pendente de jade que pertenceu a Rei Maia tem 30 hieróglifos para desvendar.

Pendente de jade que pertenceu a Rei Maia tem 30 hieróglifos para desvendar.

Tributo ao deus do vento para mudar o clima

Os arqueólogos alegam que os Reis Maias usavam este tipo de pendentes durante cerimónias religiosas importantes para atrair as chuvas.

Este pendente de dimensão generosa tem a forma de T que “corresponde ao glifo Maia “ik“, que significa “vento e respiração” e indica que foi usado durante rituais para o deus mais importante, Huracán, o deus do vento“, explica a UCSD.

Jóias como esta eram habitualmente enterradas com o rei que as usou, mas os arqueólogos não encontraram vestígios humanos ao seu lado, o que indicia que pode ter sido enterrado com um fim determinado, designadamente como tributo especial ao deus do vento na expectativa de alterar o clima desfavorável.

“Uma teoria recente é de que as alterações climáticas causaram secas que levaram à falha generalizada da agricultura e ao colapso da civilização Maia”, nota Geoffrey Braswell, citado pela UCSD.

“A dedicatória deste túmulo, nesse tempo de crise, ao deus do vento, que traz as chuvas anuais, dá suporte a esta teoria e deve lembrar-nos a todos do perigo das alterações climáticas”, acrescenta o arqueólogo.

A tradução dos hieróglifos do pendente ainda não terminou e há muitas expectativas de que venham a ser descobertos novos dados surpreendentes sobre os Maias.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Na Etiópia, os apagões da Internet afetam a vida de milhares de pessoas

A Internet desempenha um papel decisivo na transformação da vida de milhares de etíopes e é por isso que as paralisações têm um enorme impacto económico.  Entre janeiro e o final de março, os habitantes da …

É urgente moldar as áreas urbanas de África para suportar futuras pandemias

Quando o tema é a Covid-19, o poder das cidades provém do número de interações entre pessoas, empresas e mercados que estes centros populacionais permitem. Apesar de todas as suas virtudes, a verdade é que …

Incêndio em Chernobyl pode ter provocado valores de radiação acima do normal

Um fogo florestal atingiu este domingo a zona interditada da central nuclear de Chernobyl, mas as informações sobre o aumento dos níveis de radiação são contraditórias. O fogo já consumiu 100 hectares de floresta, disse Yehor …

Em pânico, os norte-americanos estão a comprar pintainhos para lidar com a pandemia

Todo o mundo está a ser afetado pela pandemia de covid-19, tendo os norte-americanos, inicialmente, corrido aos supermercados para comprar o máximo de papel higiénico possível. Porém, agora, o produto é outro. De acordo com o …

20 anos depois, aldeias no Peru ainda sofrem com derrame de mercúrio

Em junho de 2000, um camião derramou mercúrio, da mina de ouro Yanacocha, a maior da América Latina, em três aldeias do Peru. 20 anos depois, os moradores ainda sofrem as consequências deste acidente. Quando Francisca …

Caso BPP. Ex-banqueiro João Rendeiro acusado de nova burla

O Ministério Público (MP) acusou o ex-presidente e fundador do BPP, João Rendeiro, de mais um crime de burla qualificada no caso BPP, segundo avança o Correio da Manhã. A acusação relaciona-se, de acordo com o …

EUA "confiscam" na Tailândia 200 mil máscaras que iam para a Alemanha

A polícia de Berlim, na Alemanha, encomendou 200 mil máscaras cirúrgicas a uma empresa americana. Porém, foram "confiscadas" em Banguecoque, na Tailândia, e desviadas para os Estados Unidos. O ministro do Interior de Berlim considerou o …

Valência chega a acordo com Diogo Leite. Saída do FC Porto estará quase consumada

O Valência tem 20 milhões de euros para oferecer ao FC Porto em troca do defesa-central Diogo Leite, com quem já terá chegado a acordo. De acordo com o jornal desportivo A Bola, Diogo Leite já …

Jornais espanhóis fazem boicote às "conferências-farsas" do Governo

Os jornais espanhóis, como o Libertad Digital, o El Mundo, o ABC e o Vozpópuli, estão a boicotar as conferências de imprensa do governo de Espanha, acusando-o de filtrar as perguntas dos meios de comunicação. Tudo começou …

Número diário de óbitos desce em Espanha. Mais um campo de refugiados grego em quarentena

Em Espanha, o número diário de óbitos por infeção de covid-19 tem mantido uma tendência de subida. Já na Alemanha, há menos casos, mas mais mortes. Espanha continua a manter a tendência de descida do número …