Descoberta finalmente a natureza da “doença jihadista” que afecta Síria e Iraque

Uma estirpe de Leishmaniose, que alguns chamam de “doença jihadista”, começou repentinamente a afligir os territórios capturados pelo Daesh, causando decomposição e apodrecimento da pele das suas vítimas, começando pelo rosto.

A “doença jihadista”, que transforma os afectados em “zombies” e que nunca tinha sido detectada na Síria e no Iraque, chegou a estes países ao mesmo tempo que o Daesh. A temível enfermidade alastra-se habitualmente através de moscas que não são endémicas desta região.

Agora que a maior parte dos territórios ocupados pelos terroristas foi libertada, os cientistas tiveram finalmente oportunidade de estudar os infectados e descobrir a estirpe específica do patogeno, informação indispensável para criar a vacina: Leishmania major.

As moscas que transportam esta estirpe particular do vírus terão vindo do Irão, país hostil aos militantes do Daesh, segundo concluiu a pesquisa publicada a semana passada na revista Neglected Tropical Diseases da PLOS.

Os cientistas sugerem que originalmente estas moscas foram trazidas por hamsters iranianos para os novos territórios. Após chegarem à sua nova localização, as moscas prosperaram nos numerosos cadáveres dos oponentes aos terroristas, que eram frequentemente deixados a apodrecer nas ruas das cidades iraquianas e sírias.

Segundo os cientistas, foram estas condições que permitiram a propagação desta estirpe, que alastrou de uma região em que era endémica para uma região não endémica, provocando uma crise de saúde pública.

Úlcera cutânea causada pela Leishmaniose num adulto da América Central

A leishmaniose, doença causada por protozoários parasitas do género Leishmania e disseminada pela picada de certos tipos de moscas, causa uma necrose que se alastra por todo o corpo, às vezes iniciando-se por dentro, que faz com que o corpo do doente apodreça e se desfaça. A forma interna da doença pode matar a vítima em 20-30 dias.

As infecções em seres humanos são causadas por mais de 20 espécies de Leishmania. Entre os factores de risco estão a pobreza, desnutrição, e densidade populacional humana e canina nas regiões urbanas. Actualmente há cerca de 12 milhões de pessoas estão infectadas em 98 países.

Os protótipos da primeira vacina apareceram em fevereiro de 2017, mas os cientistas têm agora uma oportunidade de os aperfeiçoar, para combater com maior precisão a estirpe que, literalmente, devora a Síria e o Iraque.

PARTILHAR

RESPONDER

No dia anterior à derrocada houve explosões na pedreira de Borba

Um dos sobreviventes da derrocada, que em novembro do ano passado matou cinco pessoas em Borba, garante que na véspera da tragédia "houve explosões e fogo" no fundo da pedreira. Um dos sobreviventes da derrocada de …

As vaquitas estão extinguir-se à nossa frente. Já só há 10 em todo o mundo

A vaquita marinha, o cetáceo mais pequeno do mundo, está à beira da extinção, havendo apenas cerca de dez criaturas vivas, segundo cientistas. O ser humano é o principal responsável pelo seu contínuo desaparecimento. As vaquitas …

A Ciência descobriu quando nasceu Deus

A ideia de um deus todo-poderoso que vigia os humanos a partir do Céu e pune os que se desviam da norma surgiu depois que estes trocaram a tribo pela sociedade. Essa é a principal conclusão …

Famílias numerosas queixam-se de disparidades no preço da água consumida

A Associação Portuguesa das Famílias Numerosas queixou-se da diferença no preço da água consumida consoante o município onde se vive e o número de pessoas do agregado familiar. Na quarta edição do estudo sobre a água …

Costa condiciona extensão do Brexit para além de 23 de maio à aprovação do acordo

O primeiro-ministro, António Costa, defendeu esta quinta-feira que uma extensão do Brexit para além de 23 de maio implica a ratificação do Acordo de Saída pelo Parlamento britânico ou a realização de eleições europeias no …

Ter avós, tios ou primos com Alzheimer influencia risco de desenvolver a doença

Ter avós, tios ou primos com Alzheimer aumenta a probabilidade de desenvolver a doença, concluiu um estudo recente que avaliou a história familiar de mais de 280 mil pessoas. Na última década, vários estudos indicaram a …

Marcelo Rebelo de Sousa promulgou a nova lei da paridade (mas com alguns parêntesis)

O Presidente da República promulgou a nova Lei da Paridade. A lei estabelece que as listas para a Assembleia da República, para o Parlamento Europeu e para as autarquias locais têm de assegurar a representação …

Cientistas descobrem o que provocou três eras glaciais na Terra

Cientistas estadunidenses calcularam que um evento geológico repetido deu origem às três últimas eras glaciais no nosso planeta, a última das quais ainda mantém o seu gelo nas regiões polares. Segundo a revista Science, a responsável …

A Terra pode guardar um Oumuamua no seu interior

Uma parte da terra que pisamos poderia vir, literalmente, de outras regiões da galáxia - áreas muito distantes do local onde o planeta está localizado e que para chegar até aqui teriam que viajar anos-luz …

Há um planeta mais próximo da Terra do que Vénus

A partir do Sol, a ordem dos primeiros planetas começa com Mercúrio, depois Vénus e depois a Terra. Então, Vénus é o planeta mais próximo do nosso? A resposta é: depende. Uma equipa de cientistas acaba …