/

Descoberta antiga “Nova Iorque” de Israel. Tem 5.000 anos

Uma equipa de arqueólogos israelitas anunciou este domingo ter descoberto uma grande cidade antiga com 5.000 anos no norte de Israel.

De acordo com a Autoridade de Antiguidades de Israel, a cidade antiga, batizada de Ein Asur foi descoberta durante os preparativos para a construção de uma cidade perto de Harish, 50 quilómetros a norte de Telavive.

O local encontrado pode “mudar para sempre o que sabemos sobre o aparecimento da urbanização em toda a área”, afirmou o co-diretor da expedição Yitzhak Paz, citado pelo jornal Times of Israel. “Esta é a Nova Iorque da nossa região na Idade do Bronze, uma cidade cosmopolita e planeada”.

A cidade ocupava 65 hectares, onde vivam cerca de 6.000 pessoas. “É muito maior do que qualquer local conhecido dentro e fora do território de Israel, bem como na região da Jordânia, Líbano ou sul da Síria”, disse Yitzhak Paz, dando conta que os habitantes estavam envolvidos na agricultura e no comércio em diferentes regiões, inclusive com outras culturas e reinos.

Os investigadores dizem ter descoberto um templo ritual incomum, com ossos de animais queimados – prova de ofertas sacrificiais – e uma estatueta de uma cabeça humana, assim como fragmentos de cerâmica, ferramentas de pedra e vasos.

Segundo os investigadores, as descobertas dão uma nova visão sobre o período em que populações rurais começaram a reunir-se em ambientes urbanos.

  ZAP // Lusa

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE