Descoberta de 66 locais do exército romano revela detalhes da conquista da Península Ibérica

A descoberta de 66 novos locais ocupados pelo exército romano revela detalhes sobre um dos seus conflitos mais infames: a conquista da Península Ibérica.

Uma equipa de investigadores espanhóis, da qual faz parte o português João Fonte, descobriu que o exército romano teve uma presença maior na região do que se pensava durante a batalha de 200 anos para conquistar a Península Ibérica.

Os arqueólogos descobriram vários campos usados para treino e abrigo, que permitiram perceber como é que os soldados do exército romano atacaram grupos indígenas e aprender mais sobre a sua presença na orla norte da bacia do rio Douro.

A presença temporária do exército romano deixou sempre vestígios subtis na superfície. O trabalho dos investigadores, que recorreram a uma tecnologia de deteção remota, mostra a forma do perímetro dos acampamentos militares romanos, geralmente retangulares.

Estas dezenas de novos locais ocupados pelas forças militares do Império Romano estão localizadas no sopé da Cordilheira Cantábrica, no norte de Espanha.

romanarmy.eu

Encontrados 66 acampamentos do exército romano.

Isto sugere, de acordo com os autores do estudo, que os soldados andavam entre terras baixas e altas, usando os cumes das montanhas para ficarem escondidos e, assim, ficarem mais seguros. Além disso, de acordo com o Phys, o facto de haver tantos acampamentos na região mostra o imenso apoio logístico que permitiu ao Império Romano conquistar a Península Ibérica.

O estudo contou com a colaboração de João Fonte, investigador português no Departamento de Arqueologia da Universidade de Exeter, no Reino Unido. Os resultados foram publicados, em dezembro, na revista científica Geosciences.

“Os restos são dos acampamentos temporários que o exército romano montou ao deslocar-se em território hostil ou ao realizar manobras em torno das suas bases permanentes. Eles revelam a intensa atividade romana na entrada da Cordilheira Cantábrica durante a última fase da conquista romana da Hispânia”, explicou João Fonte.

A equipa de investigadores está atualmente a desenvolver um projeto para catalogar e documentar todos os acampamentos romanos na província de Leão através de drones, a fim de obter um melhor entendimento das suas estruturas ou da evolução do seu estado de conservação.

Daniel Costa, ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Quando se faz divulgação científica não se deve introduzir adjetivação apelando a reações afetivas: Porquê e para quê dizer que a conquista da península ibérica foi um dos conflitos mais infames do exército romano? Os métodos utilizados foram idênticos aos usados noutros conflitos e na época não eram considerados infames, mas normais em conflitos.

    • Certíssimo!

      Também não foi uma batalha de 200 anos. Foi, isso sim, uma guerra de 200 anos. Uma batalha é um conflito pontual e tem um desfecho imediato. Um conjunto de batalhas prefaz uma guerra.

  2. O impacto da romanização da peninsula foi tão profundo que ainda hoje, após mais de 1000 anos se faz sentir. Avaliar os efeitos do direito romano, da pedofilia e corrupção, da proliferação de sociedades de caracter mafioso, constitui campos abertos à investigação e a numerosas teses de doutoramento!

RESPONDER

StayAway Covid só enviou 2.708 alertas de contágio. 60% já desinstalaram a app

Apenas 39% das quase três milhões de pessoas que instalaram a StayAway Covid é que a continuam a usar. A app só enviou 2.708 alertas de contágio. A StayAway Covid, a aplicação móvel criada para rastrear …

DGS define quais os cancros que não podem ficar por operar. Hospital de campanha fechado por falta de profissionais

Até ao final do mês os hospitais vão ter como foco a prestação de cuidados intensivos, podendo deixar de assegurar a atividade programada. A oncologia é uma área vital e os polos do Instituto Português …

"Vão fechar o Tozé". Mayan corta o cabelo (e alerta para dificuldades dos pequenos empresários)

O candidato presidencial Tiago Mayan Gonçalves foi esta quinta-feira cortar o cabelo a um barbeiro, no Porto, para alertar para as dificuldades decorrentes do encerramento desta atividade a partir de sexta-feira no âmbito do …

ERC cancela debates de Vitorino Silva com todos os candidatos no Porto Canal

A Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) cancelou os debates de Vitorino Silva com todos os candidatos presidenciais no Porto Canal, na sequência da queixa apresentada pelo PCP à Comissão Nacional de Eleições (CNE). Esta …

Bancos contestam lei da banca (mas Deco aplaude). Centeno admite ajustar medidas

O Banco de Portugal (BdP) quer alterar o Código da Atividade Bancária (CAB). Se por um lado, os bancos contestam algumas das normas, por outro, outras entidades, como a Deco, aplaudem as medidas. A consulta pública …

Mulher com covid-19 em coma e ventilada conseguiu o "milagre" de dar à luz

Em outubro de 2020, Elisângela Neves, de 31 anos, foi infetada com covid-19 quase morreu. A mulher estava grávida de 27 semanas, mas precisou de ser ventilada e ligada a uma máquina que respirou por …

Mais de 95% dos vacinados do São João apresentaram anticorpos em 15 dias

Entre 95 a 97% dos profissionais de saúde vacinados contra a covid-19 no Hospital de São João, no Porto, apresentaram, 15 dias após a primeira toma, anticorpos que conduzem à imunidade, revelou esta quinta-feira o …

É mais "um conjunto de meias medidas". Governo criticado por manter escolas e universidades abertas

As novas medidas tomadas pelo Conselho de Ministros para controlar a pandemia de covid-19 entraram esta sexta-feira em vigor. No entanto, as exceções decididas pelo Governo relativamente ao novo confinamento têm sido alvo de duras …

Berlusconi hospitalizado no Mónaco com problemas cardíacos

Silvio Berlusconi, antigo primeiro ministro italiano, está hospitalizado no Mónaco, depois de ter sofrido uma arritmia cardíaca. O ex-primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, está hospitalizado desde segunda-feira no Mónaco, após sofrer um problema cardíaco, explicou esta quinta-feira …

Depois do Reino Unido, Angola suspende voos para Portugal. Santos Silva quer saber o motivo

O Reino Unido decidiu, esta quinta-feira, suspender as ligações aéreas de Portugal para Inglaterra para tentar impedir a entrada da estirpe brasileira do SARS-CoV-2. Angola tomou a mesma decisão e o Ministério dos Negócios Estrangeiros …