Todos os europeus são descendentes de uma mesma pessoa (e é da realeza)

(dr)

Todos temos um pai e uma mãe biológicos que, por sua vez, tiveram os seus pais biológicos, por isso todos temos dois avôs e duas avós.

Se seguirmos a sequência – oito bisavós, dezasseis trisavós, etc – e se cada geração for separada da geração anterior em 30 anos, poderíamos ter alcançado cerca de 16 mil ascendentes no início do século XVII, cerca de 16 milhões no início do XIV e cerca de 16 mil milhões no início do XI, há cerca de mil anos.

Porém, isso é simplesmente impossível. De facto, o número real dos nossos ascendentes é muito menor do que o calculado ao realizar essas operações. A razão é clara: muitos dos nossos antepassados são de várias linhas genealógicas.

No início do século XIV, havia cerca de 450 milhões de pessoas no mundo, por isso podia haver cerca de 16 milhões de ancestrais de cada um de nós na época. Mas, há mil anos, havia apenas 400 milhões (cerca de 50 milhões na Europa). Portanto, é matematicamente impossível haver 16 mil milhões de ancestrais a viver naquela época.

Como gerações não tão distantes, alguns dos galhos da árvore genealógica convergem e, se voltarmos aos tempos antigos, não podemos sequer falar sobre galhos. As linhas genealógicas configuram um emaranhado ou até várias cruzes.

Por outro lado, muitas linhas não deixam filhos em cada geração. À medida que voltamos no tempo, a rede torna-se cada vez mais estreita. Estima-se que, no início do Neolítico, há cerca de 12 mil anos, menos de quatro milhões de pessoas viviam no mundo, cerca de 60 milhões na era homérica e mil milhões no início do século XIX.

Adam Rutherford conta, na sua “Breve história de todos os que viveram”, que todos as pessoas com ascendência europeia vêm de Carlos Magno. Todos pertencemos, portanto, a uma linhagem real. Aqueles que têm um ancestral europeu, não apenas descendem de Carlos Magno, mas também de todos os europeus do seu tempo – por volta do ano 800 – que deixaram descendência e chegaram ao século XXI. Estima-se que 20% não chegaram.

Não é necessário voltar tão longe no tempo para localizar o momento em que as nossas linhas genealógicas convergem. Todos os europeus partilham um ancestral comum que viveu há aproximadamente 600 anos.

Se os mesmos cálculos que nos permitiram obter esse número são feitos para toda a humanidade, estima-se que todos os seres humanos partilhem um ancestral comum que viveu há cerca de 3.400 anos. Não se sabe de nenhuma população que tenha permanecido completamente isolada nos últimos séculos.

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

    • Pois talvez deva começar pela casa de venerque em França por um indivíduo que se chamava raymond de Falgar e este criou outras casas como a de Polastron de onde veio a família Renier

      Agora fica a pergunta este Falgar será que teve matrimónio a Sousa ou a casa Sousa veio deste Falgar?

      Não creio, a origem dos Sousa vem de Espanha, mas pode reservar o quiser no Mónaco e boa sorte

      Cumprimentos

RESPONDER

Cientistas captam imagens extremamente raras de um peixe a devorar um tubarão inteiro

https://vimeo.com/374136378 Os tubarões são dos animais mais temidos nos oceanos, mas naquela que é uma verdadeira troca de papéis, um tubarão foi devorado por completo por um peixe das profundezas do mar. Um vídeo publicado pela US …

Há uma nova maneira de medir a gravidade da Terra

Uma equipa de cientistas descobriu uma nova forma única de medir a gravidade da Terra. O método anterior envolvia medir a influência da gravidade nos átomos, rastreando a rapidez com que os átomos caíam. O problema …

Detetado pela primeira vez vapor de água na Europa, a lua de Júpiter

Uma equipa internacional de cientistas confirmou a presença de vapor de água na superfície de Europa, um dos quatro satélites naturais de Júpiter, revelou a agência espacial norte-americana (NASA). "Os elementos químicos essenciais (carbono, hidrogénio, …

Pela primeira vez, uma astronauta corrige página da Wikipédia a partir do Espaço

Pela primeira vez na história da Humanidade, a astronauta norte-americana Christina H. Koch fez a edição de uma página da Wikipedia na Internet a partir da Estação Espacial Internacional (EEI), enquanto orbitava o planeta Terra. A …

Rover Mars 2020 vai procurar fósseis microscópicos

Cientistas do rover Mars 2020 da NASA descobriram o que poderá ser um dos melhores locais para procurar sinais de vida antiga na Cratera Jezero, onde o veículo vai pousar no dia 18 de fevereiro …

MP quer passar a ouvir todas as crianças expostas a violência doméstica

A procuradora-geral da República quer que os magistrados do Ministério Público peçam sempre ao juiz de instrução criminal que as crianças expostas a violência doméstica sejam ouvidas em tribunal para memória futura. A procuradora-geral da República, …

Greta Thunberg no Parlamento entre final do mês e início de dezembro

A ativista sueca aceitou participar numa sessão na Assembleia da República, em Lisboa, promovida pela comissão parlamentar de Ambiente, Energia e Ordenamento do Território, que se realizará entre o final deste mês e início de …

Phineas Fisher. O "hacker fantoche" que está a pagar para piratearem bancos e petrolíferas

Phineas Fisher é um hackers mais infames do mundo e procura agora renovar esse estatuto ao oferecer 100 mil dólares a quem piratear instituições capitalistas, como bancos e empresas petrolíferas. O hacker ficou conhecido após ter …

Conselho Superior da Magistratura arquiva processo disciplinar a Carlos Alexandre

O Conselho Superior da Magistratura decidiu arquivar o processo disciplinar relativo ao juiz do Tribunal de Instrução Criminal por declarações sobre o sorteio da fase de instrução do processo Operação Marquês. "O plenário de hoje do …

Jardins e complexo de estufas descobertos num dos bunker de Hitler

Um grupo de especialistas descobriu jardins e um complexo de estufas, que serviu para cultivar legumes e frutas, num dos maiores quartéis generais de Adolf Hitler durante a II Guerra Mundial, o bunker conhecido como …