Todos os europeus são descendentes de uma mesma pessoa (e é da realeza)

(dr)

Todos temos um pai e uma mãe biológicos que, por sua vez, tiveram os seus pais biológicos, por isso todos temos dois avôs e duas avós.

Se seguirmos a sequência – oito bisavós, dezasseis trisavós, etc – e se cada geração for separada da geração anterior em 30 anos, poderíamos ter alcançado cerca de 16 mil ascendentes no início do século XVII, cerca de 16 milhões no início do XIV e cerca de 16 mil milhões no início do XI, há cerca de mil anos.

Porém, isso é simplesmente impossível. De facto, o número real dos nossos ascendentes é muito menor do que o calculado ao realizar essas operações. A razão é clara: muitos dos nossos antepassados são de várias linhas genealógicas.

No início do século XIV, havia cerca de 450 milhões de pessoas no mundo, por isso podia haver cerca de 16 milhões de ancestrais de cada um de nós na época. Mas, há mil anos, havia apenas 400 milhões (cerca de 50 milhões na Europa). Portanto, é matematicamente impossível haver 16 mil milhões de ancestrais a viver naquela época.

Como gerações não tão distantes, alguns dos galhos da árvore genealógica convergem e, se voltarmos aos tempos antigos, não podemos sequer falar sobre galhos. As linhas genealógicas configuram um emaranhado ou até várias cruzes.

Por outro lado, muitas linhas não deixam filhos em cada geração. À medida que voltamos no tempo, a rede torna-se cada vez mais estreita. Estima-se que, no início do Neolítico, há cerca de 12 mil anos, menos de quatro milhões de pessoas viviam no mundo, cerca de 60 milhões na era homérica e mil milhões no início do século XIX.

Adam Rutherford conta, na sua “Breve história de todos os que viveram”, que todos as pessoas com ascendência europeia vêm de Carlos Magno. Todos pertencemos, portanto, a uma linhagem real. Aqueles que têm um ancestral europeu, não apenas descendem de Carlos Magno, mas também de todos os europeus do seu tempo – por volta do ano 800 – que deixaram descendência e chegaram ao século XXI. Estima-se que 20% não chegaram.

Não é necessário voltar tão longe no tempo para localizar o momento em que as nossas linhas genealógicas convergem. Todos os europeus partilham um ancestral comum que viveu há aproximadamente 600 anos.

Se os mesmos cálculos que nos permitiram obter esse número são feitos para toda a humanidade, estima-se que todos os seres humanos partilhem um ancestral comum que viveu há cerca de 3.400 anos. Não se sabe de nenhuma população que tenha permanecido completamente isolada nos últimos séculos.

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

    • Pois talvez deva começar pela casa de venerque em França por um indivíduo que se chamava raymond de Falgar e este criou outras casas como a de Polastron de onde veio a família Renier

      Agora fica a pergunta este Falgar será que teve matrimónio a Sousa ou a casa Sousa veio deste Falgar?

      Não creio, a origem dos Sousa vem de Espanha, mas pode reservar o quiser no Mónaco e boa sorte

      Cumprimentos

RESPONDER

Quinto debate dos candidatos democratas marcado por ataques a Trump

O quinto debate entre os candidatos democratas à Casa Branca ficou marcado, esta quarta-feira, pela unânime oposição ao Presidente norte-americano, atualmente alvo de um processo de destituição. "Não podemos ser consumidos por Donald Trump", advertiu o …

Paulo Rangel reeleito vice-presidente do Partido Popular Europeu

O eurodeputado do PSD foi reeleito, esta quinta-feira, vice-presidente do Partido Popular Europeu (PPE) no congresso desta formação política, que decorre desde quarta-feira em Zagreb, na Croácia. De acordo com uma nota à imprensa, Paulo Rangel …

Ex-eletricista de Picasso condenado por ter escondido 271 obras na garagem durante 40 anos

O último eletricista de Pablo Picasso, Pierre Le Guennec, e a sua mulher foram esta terça-feira condenados em última instância a dois anos de prisão, com pena suspensa. Em causa estava, de acordo com a AFP, …

Álvaro Costa apresenta projeto inédito de streaming

  Um canal inédito de streaming totalmente português é uma das ideias que Álvaro Costa pretende ver avançar já no próximo ano. O projeto será apresentado este sábado, às 21h30, no Mar Shopping. Álvaro Costa já chegou …

Um terço das empresas ainda não revelou o seu dono

As cerca de 600 mil empresas e outras entidades sujeitas a registo comercial que operam em Portugal eram obrigadas pelo Instituto dos Registos e do Notariado a fazer o Registo Central do Beneficiário Efectivo (RCBE) …

Benfica e Porto estarão interessados na contratação de Pepê

FC Porto e SL Benfica, juntamente com outros emblemas, estarão interessados na contratação do jovem brasileiro do Grêmio, Pepê. O clube pede entre 15 e 20 milhões de euros. Aos 22 anos de idade, Pepê tem …

Diamante de 183 quilates está à venda em leilão angolano

A Sodiam, empresa pública de comercialização de diamantes angolana, lançou na quarta-feira o segundo leilão para venda de diamantes brutos, que inclui uma pedra de 183 quilates, e no qual estão já registadas mais de …

Bruxelas aprova compra de Seguradoras Unidas e AdvanceCare pela Generali

A Comissão Europeia aprovou, esta quinta-feira, a compra das portuguesas Seguradoras Unidas e AdvanceCare ao grupo norte-americano Apollo pelo grupo italiano Generali, um negócio no valor estimado de 600 milhões de euros. O Executivo comunitário adiantou, …

"Rebeldes" que saíram do Partido Conservador concorrem como independentes ou pela oposição

Vários deputados dissidentes ou expulsos do Partido Conservador estão a candidatar-se como independentes ou por partidos da oposição nas legislativas de 12 de dezembro por se oporem ao Brexit negociado pelo primeiro-ministro. O antigo procurador-geral Dominic …

CGD já está a cobrar comissões nos depósitos de instituições financeiras

A Caixa Geral de Depósitos (CGD) já começou a cobrar comissões nos depósitos das instituições financeiras, de modo a tentar contornar a política monetária do Banco central Europeu. A intenção de cobrar comissões nos depósitos de …