Deputado que iniciou destituição de Dilma perde o mandato

Antônio Cruz / Agência Brasil

Eduardo Cunha, ex-presidente da Câmara dos Deputados brasileira

Eduardo Cunha, ex-presidente da Câmara dos Deputados brasileira

O deputado brasileiro Eduardo Cunha, que aceitou a denúncia que deu início ao processo de destituição da ex-Presidente Dilma Rousseff, perdeu o mandato na Câmara dos Deputados (câmara baixa) do Brasil esta segunda-feira à noite.

A sessão terminou com 450 manifestações a favor da cassação (perda de mandato), 10 votos contra e nove abstenções. A Câmara dos Deputados brasileira é formada por 513 deputados.

Antes de o seu afastamento ser decidido, Eduardo Cunha afirmou no plenário que o processo contra si faz parte de um julgamento político porque aceitou a denúncia contra Dilma Rousseff – de quem foi um dos maiores inimigos políticos -, levando à mudança de Governo no Brasil.

“Quando presidi à Câmara, 53 pedidos de impeachment entraram nesta casa. Eu recusei 40, aceitei um e 12 não deliberei. Estou pagando com meu mandato o preço do processo do impeachment. Estou sendo cobrado por ter conduzido um processo que outro não teria condição de fazer naquele momento. Este é o preço que estou pagando para o Brasil ficar livre do Partido dos Trabalhadores (PT)”, declarou.

Eduardo Cunha foi condenado pelos outros deputados por ter quebrado o decoro parlamentar ao mentir num depoimento perante uma comissão da Câmara dos Deputados que investigava crimes na empresa estatal Petrobras.

Neste depoimento, em março de 2015, Eduardo Cunha afirmou que não possuía contas no estrangeiro. Pouco depois, porém, o Ministério Público Federal do Brasil divulgou documentos enviados pelo Ministério Público da Suíça que indicavam que possuía contas secretas no país.

O processo de cassação do político brasileiro durou mais de 11 meses, sendo o mais longo a tramitar na câmara baixa do Congresso brasileiro. Além de perder o cargo, Eduardo Cunha ficará inelegível até 2026.

Sem mandato parlamentar, Eduardo Cunha também deixa de ter “foro privilegiado”, um direito previsto na Constituição do Brasil que determina que pessoas com esta prerrogativa só podem ser julgadas pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

O ex-deputado já é réu em dois processos da Operação Lava Jato, relacionada com esquemas de corrupção, e agora poderá ser julgado pelo juiz Sérgio Moro, magistrado responsável, na primeira instância, pelos processos ligados aos crimes cometidos na Petrobras.

Após o final da sessão, Eduardo Cunha voltou a afirmar aos jornalistas que foi vítima de uma vingança política perpetrada no meio de um processo eleitoral, já que em outubro todos os municípios do país realizam eleições e os seus aliados não o apoiariam com medo da rejeição popular.

Também acusou o Governo atual, do Presidente Michel Temer, o PT e a Rede Globo, a maior empresa de comunicação social do Brasil, de realizarem uma campanha conjunta para fazer com que perdesse o mandato- um argumento que é ironicamente semelhante ao usado por Dilma Rousseff, de quem foi um dos maiores inimigos políticos.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

"A Favorita" arrebata prémios do cinema europeu

O filme "A Favorita", do realizador grego Yorgos Lanthimos, arrecadou oito prémios da Academia de Cinema Europeu, numa cerimónia realizada em Berlim. "A Favorita" conquistou, entre outros, os prémios de Melhor Filme Europeu, Melhor Comédia, Realização …

Belenenses 1-1 Porto | "Dragão" escorrega e deixa fugir líder

O FC Porto não foi além de um empate na visita ao Jamor, ante o Belenenses. André Santos abriu as “hostilidades” e Alex Telles, na marcação de uma grande penalidade, fixou o resultado final. Com esta …

Caligrafia desleixada de Isabel I denuncia-a como a tradutora anónima de um livro romano

A rainha Isabel I de Inglaterra foi identificada como a tradutora anónima do livro "Anais" de Tácito. As idiossincrasias da sua caligrafia acabaram por ser fundamentais para a descoberta. Na análise a uma tradução de século …

Hashtags políticas como #MeToo tornam as pessoas menos propensas a acreditar em notícias

Tendem a passarem despercebidas, mas as hashtags são mais importantes do que julgamos. A questão que se impõe é: serão benéficas para a saúde democrática da Internet? Uma hashtag (#) é uma marca funcional, amplamente usada …

Sporting 1-0 Moreirense | "Leão" resolve à cabeçada

O Sporting regressou às vitórias na Liga NOS, embora não sem sentir algumas dificuldades, em especial no ataque. Os "leões" bateram o Moreirense por 1-0, numa partida em que remataram muito (28, máximo na Liga até …

Orçamento do Estado. "Sentido de voto do BE está completamente em aberto"

A coordenadora do BE afirmou, este domingo, que o sentido de voto do partido sobre o Orçamento do Estado para 2020 está "completamente em aberto", desejando que o Governo socialista atenda às reivindicações bloquistas. "Fizemos uma …

João Cotrim Figueiredo eleito presidente da Iniciativa Liberal com 96% dos votos

João Cotrim Figueiredo foi eleito, este domingo, presidente da Comissão Executiva da Iniciativa Liberal, uma candidatura única que recolheu 96% dos votos na III Convenção Nacional do partido. A III Convenção Nacional do partido decorre hoje …

Inteligência artificial decifra manuscrito que pode mudar história da Austrália

A Terra Australis Incognita, hoje conhecida como Austrália, foi descrita por um jesuíta espanhol quase cem anos antes da descoberta em 1770 pelo marinheiro britânico James Cook, segundo um manuscrito decifrado através de inteligência artificial. A …

Novo relatório aponta possível causa para número anormal de doenças causadas pelo vaping

Um novo relatório vem confirmar que o acetato de vitamina E encontrado em muitos produtos utilizados pelos vapers pode ser o responsável pelos problemas de saúde. O ano de 2019 ficou marcado por várias doenças e …

Morreu Rogério "Pipi", histórico jogador do Benfica

O ex-futebolista internacional português, que se evidenciou ao serviço do Benfica nas décadas de 40 e 50 do século passado, morreu este domingo, um dia depois de completar 97 anos. "Foi com profunda tristeza e pesar …