Deputado crítico da especulação imobiliária acusado de querer despejar inquilinos de edifício histórico

Câmara Municipal de Braga

Sé Catedral de Braga

Os arrendatários do espaço cultural dizem que empresa do deputado socialista quer transformar o edifício histórico de Braga num negócio de alojamento local.

O deputado Hugo Pires será gerente e sócio de uma empresa de investimentos imobiliários que vai despejar os arrendatários de um espaço cultural instalado desde há décadas num edifício histórico do centro de Braga, noticia o Jornal Económico.

O espaço cultural, onde ficava a antiga livraria Mavy, foi arrendado, em 2012, por Ana e Filipe Morgado e cujo contrato de arrendamento é válido até 2034. Porém, em 2015, o edifício foi penhorado e submetido a venda judicial, tendo sido comprado pela empresa do deputado socialista – CRIAT Imobiliária – por cerca de 285 mil euros.

O processo de aquisição ficou concluído em 2017 e desde então que a empresa estará a tentar despejar os arrendatários do espaço cultural. Em declarações ao jornal, os irmãos dizem que a CRIAT pretende abrir um negócio de Alojamento Local no edifício, classificado como imóvel de interesse público e património da cidade de Braga.

O jornal escreve que, além de ser gerente e sócio da empresa, Hugo Pires desempenhou, até 2017, funções de vereador da Câmara Municipal de Braga, responsável pela Divisão de Apoio aos Departamentos Técnicos. Segundo os irmãos, foi o próprio que, em 2013, “emitiu um parecer técnico positivo de alteração de uso comercial do espaço” que viria a adquirir.

Questionado pelo Económico, o deputado do PS, coordenador do Grupo de Trabalho – Habitação, Reabilitação Urbana e Políticas de Cidades, responsável por delinear a nova Lei de Bases da Habitação, negou ser gerente da empresa e diz ser só “sócio minoritário”.

Hugo Pires também nega a existência de uma ação de despejo e afirma que “o que está previsto acontecer é a entrega desse espaço por ordem do tribunal“.

“A empresa adquiriu um imóvel por via judicial, livre de ónus ou encargos. Ou seja, o tribunal vendeu um prédio, onde supostamente não estava ninguém”, declarou ainda o deputado ao Observador, explicando que o espaço cultural “não tem contrato” e “está lá ilegalmente”. O socialista garante ainda que a CRIAT “tentou chegar a um entendimento” com os inquilinos, mas que estes “nunca responderam”.

Sobre a intenção de o edifício vir a ser transformado num Alojamento Local, o deputado também considerou essa informação “incorreta” e diz que o projeto de arquitetura, que já deu entrada na autarquia, “destina-se a habitação permanente e comércio”.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

PAN propôs medidas ambientais que já estão em vigor

No capítulo do programa eleitoral do PAN dedicado ao Ambiente, o partido faz propostas que já estão implementadas, como os sistemas de certificação do pescado e restrição do tráfego aéreo em período noturno. Na área "Crise …

Madeira. Sondagem da RTP indica que PSD perde maioria absoluta

De acordo com uma nova sondagem da Universidade Católica para a RTP, o PSD pode perder a maioria absoluta na Madeira, enquanto que o PS pode aumentar o número de assentos no parlamento regional. Uma nova …

Secretário de Estado da Proteção Civil demite-se

Artur Neves, secretário de Estado da Proteção Civil, apresentou o pedido de demissão ao Ministro de Administração Interna esta quarta-feira. "Na sequência do pedido de exoneração, por motivos pessoais, do Secretário de Estado da Proteção Civil, …

Câmara de Lisboa volta a dar isenção de taxas ao Rock in Rio

A Assembleia Municipal de Lisboa aprovou, esta terça-feira, que a organização do Rock in Rio fica novamente isenta do pagamento de taxas, no valor de três milhões de euros, pela realização das edições de 2020 …

Pelo menos 23 crianças morreram em incêndio em escola na Libéria

Um incêndio deflagrou nesta quarta-feira num colégio interno nos subúrbios da capital da Libéria, Monróvia. Dezenas de crianças morreram - 23 segundo a BBC, 27 de acordo com a Reuters. “As crianças estavam a aprender o …

Diferenças entre Rio e Costa "ficaram muito marcadas" no debate

Apesar de esclarecedor, Rui Rio sublinhou que o debate de segunda-feira "não foi decisivo", frisando que, até 6 de outubro, "ainda há um caminho a percorrer". O líder do PSD, Rui Rio, defende que as …

WhatsApp começa a ganhar relevância nas eleições em Portugal

Uma investigadora do ISCTE atribui muita importância aos grupos que começam agora a surgir no WhatsApp, que "não são uma coisa muito visível", mas "chega às pessoas de uma forma diferente" e "mais personalizada". Ainda …

Avioneta da Força Aérea espanhola cai no Mar Menor. Instrutor de voo e aluna morreram

Um instrutor e uma aluna morreram esta quarta-feira depois de um avioneta da Força Aérea Espanhola ter caído no Mar Menor, perto da localidade de San Javier, na região de Múrcia. As duas vítimas mortais eram …

Rosa Grilo reafirma inocência. Amante nega qualquer envolvimento no crime

A segunda sessão do julgamento foi marcada por contradições da arguida Rosa Grilo, acusada do homicídio do marido, em coautoria com o amante. Segundo a SIC Notícias, nesta segunda sessão do julgamento, no Tribunal de Loures, …

Primeiro debate a seis começou com divergências nas pensões e terminou com carne e peixe

Realizou-se nesta quarta-feira o primeiro debate da campanha eleitoral com todos os líderes dos partidos políticos com assento parlamentar. Transmitido pelas Rádios TSF, Renascença e Antena 1, o debate deixou a nu as divergências ideológicas …