Decifrada inscrição em pedra com 3200 anos (que se calhar nunca existiu)

troiaresort.pt

Ruínas romanas de Tróia

Dois especialistas em arqueologia conseguiram decifrar misteriosa inscrição, registada numa língua antiga numa pedra com 3.200 anos. A mensagem relata episódios da vida de um Príncipe de Tróia e descreve o que podem ser os misteriosos Povos do Mar.

A inscrição foi analisada a partir de cópias de uma impressão original em papel, uma vez que a pedra, com 3.200 anos e 29 metros de comprimento, não existe – e há até quem suspeite de que nunca existiu.

Certo é que o geo-arqueólogo Eberhard Zangger e o académico Fred Woudhuizen estudaram a inscrição, escrita numa língua antiga, chamada Luvita ou Lúvio, que muito poucos especialistas linguísticos conseguem entender.

Após a sua análise, cujos resultados só vão ser publicados em Dezembro, mas que são antecipados pelo Live Science, os investigadores concluíram que a inscrição revela que um reino chamado Mira controlou Tróia, há 3.200 anos, e que o Príncipe troiano Muksus liderou o seu exército numa série de campanhas militares.

A confirmar-se a veracidade da inscrição, a revelação do seu conteúdo pode ajudar a perceber como é que os povos daquele período, muitas vezes denominados Povos do Mar, destruíram cidades e civilizações por todo o Médio Oriente. O Reino de Mira, situado na região onde actualmente se encontra a Turquia, terá acolhido alguns destes Povos do Mar.

Luwian Studies

Inscrição na Língua antiga Luvita sobre Troia e os Povos do Mar.

Dúvidas quanto à autenticidade da inscrição

Eberhard Zangger e Fred Woudhuizen analisaram a inscrição a partir de cópias feitas de um documento encontrado entre o património do famoso arqueólogo James Mellaart, que morreu em 2012.

As notas de Mellaart, que acompanhavam o registo da inscrição em papel, revelam que esta tinha sido copiada, em primeira mão, em 1878, pelo arqueólogo Georges Perrot, perto da localidade de Beyköy, na Turquia, e que, depois disso, a pedra foi usada para construir uma mesquita.

O académico Bahadır Alkım, falecido em 1981, terá copiado a cópia de Perrot, e Mellaart, por seu turno, copiou a cópia de Alkım. E foi este terceiro registo da inscrição que foi analisado pelos investigadores.

Este novelo intrincado de cópias leva alguns estudiosos a levantar a possibilidade de se tratar de uma falsificação moderna, até porque Mellaart era conhecido por, em algumas circunstâncias, “imaginar provas” para confirmar as suas descobertas arqueológicas.

Mas Zangger e Woudhuizen acreditam que não seria possível criar uma falsificação deste tipo, até porque nem Perrot nem Mellaart conseguiam ler nem escrever em Luvita.

Ascensão do Reino de Mira e dos Povos do Mar

Segundo a leitura que os dois investigadores fizeram da inscrição, esta descreve a ascensão de um poderoso reino chamado Mira que lançou campanhas militares, lideradas pelo Príncipe de Tróia Muksus, por vários locais do Médio Oriente, destruindo vários reinos, incluindo o Império Hitita.

A mensagem menciona em particular uma expedição naval que conseguiu conquistar Ashkelon, localizada onde hoje se situa Israel, e onde Muksus ordenou a construção de uma fortaleza.

A inscrição fala também da forma como o Rei Kupantakuruntas, que terá governado Mira, chegou ao trono após a morte do seu pai, o Rei Mashuittas. Este terá tomado o controlo de Tróia depois de derrotar o Rei troiano Walmus. Mashuittas terá, então, permitido a Walmus manter o trono em troca da lealdade para com Mira.

Quando Kupantakuruntas chegou ao trono, tomou o controle de Tróia e, diz a inscrição, passou a apresentar-se como o “guardião de Tróia”.

SV, ZAP // Live Science

PARTILHAR

RESPONDER

Ilhas Faroé fecham para "manutenção". Turistas só podem entrar se "vierem ajudar"

As Ilhas Faroé, território autónomo sob a coroa dinamarquesa, isolado no Atlântico Norte entre a Islândia e a Noruega, vão estar fechadas para "manutenção" 26 e 27 de abril. Na ilha vivem 50 mil habitantes e …

Documentário "low cost" afirma que Jesus era, afinal, um filósofo grego

O documentário Bible Conspiracies (Conspirações Bíblicas, em tradução livre), disponível na Amazon Prime desde novembro de 2017, tem dado que falar. Durante o filme, realizado em 2016, são proferidas várias afirmações que contrariam o que …

Choupette já é a gata mais rica do mundo e pode herdar fortuna de Karl Lagerfeld

A gata do estilista Karl Lagerfeld, Choupette, pode ser uma das beneficiárias da sua fortuna de mais de 170 milhões de euros. Não é que o felino precisasse, já que tem, só por si, um …

Gravuras rupestres descobertas na Serra da Gardunha

Um conjunto de rochas com gravuras rupestres foi descoberto na Serra da Gardunha, Fundão, e a primeira análise indica que serão do período entre o Calcolítico e a Idade do Bronze, disse o arqueólogo Martinho …

Cinco telemóveis são apreendidos por dia nas prisões portuguesas

O número de apreensões de telemóveis, drogas e armas brancas nas prisões portuguesas caiu em 2018. Ainda assim, foram confiscados 1934 aparelhos, o que dá uma média superior a cinco por dia. Para os guardas prisionais, …

Estado vai dar incentivo de 250 euros para compra de bicicletas elétricas

Visando impulsionar o uso de veículos mais verdes, o Governo vai conceder um incentivo de 250 euros para a compra de uma bicicleta elétrica. Os detalhes das novas regras deverão ser anunciadas já nos próximos …

Lisboa em primeiro lugar no ranking das cidades mais atrativas para investir

A capital portuguesa subiu do 10.º para o 1.º lugar no ranking das cidades mais atrativas para investir, da PricewaterhouseCoopers, avança a Visão. Lisboa foi alvo de uma ascensão sem precedentes, subindo do 10.º para o …

O Sol vai brilhar e os termómetros vão chegar aos 26 graus este fim de semana

As temperaturas máximas vão subir e o fim de semana promete ser solarengo, com os termómetros a chegarem aos 26 graus Celsius. A temperatura máxima vai subir nos próximos dias em Portugal continental, com a máxima …

Lidl deixa de vender sacos de plástico em Portugal

O Lidl Portugal vai deixar de vender sacos de plástico em todas as suas lojas no mercado português até ao final do ano, medida que será faseada e arranca em maio na região Norte, anunciou …

As mulheres ganham menos 2464 euros do que os homens por ano

Em média, as mulheres em Portugal ganham menos 176 euros por mês do que os homens. Anualmente, cria-se um fosso de 2464 euros, segundo dados de 2017 acedidos pelo Diário de Notícias. O diário avança estes …