Cruz de prata anglo-saxónica com mil anos terá pertencido a uma “família aristocrática”

Uma cruz de prata anglo-saxónica com mil anos, parte da Galloway Hoard, foi descoberta na Escócia e, tendo em conta a sua qualidade, pode ter pertencido a um clérigo de alto nível ou até mesmo a um rei.

Era um objeto de aparência lamentável quando foi descoberto, em 2014, num campo arado no oeste da Escócia, como parte da Galloway Hoard – a coleção mais valiosa de objetos raros e únicos da era Viking encontrados na Grã-Bretanha e Irlanda e adquirida pelos Museus Nacionais da Escócia em 2017.

No entanto, a sua decoração folheada a ouro era visível através do exterior sujo, relata o jornal britânico The Guardian.

Stewart Attwood / National Museums Scotland

Cruz anglo-saxónica, parte do Galloway Hoard

A cruz de braços iguais, criada em metal anglo-saxão por um ourives de notável habilidade e talento artístico, foi agora revelada e os seus quatro braços mostram os símbolos dos quatro evangelistas a quem a tradição atribui os evangelhos do Novo Testamento: São Mateus (homem), Marcos (leão), Lucas (vaca) e João (águia).

Martin Goldberg, curador principal das coleções medievais e Viking dos museus nacionais escoceses, disse ao Observer: “É simplesmente espetacular. Na verdade, não existe nada parecido. O que se deve, em parte, ao período ontem tem origem.”

“É uma sobrevivência única da metalurgia eclesiástica anglo-saxónica de um período em que – em parte, graças aos ataques vikings – tanto foi perdido“, disse Leslie Webster, do British Museum.

“Imaginamos que muitos tesouros eclesiásticos foram roubados de mosteiros – é isso que o registo histórico da era Viking nos descreve. E este é um dos sobreviventes. A qualidade do acabamento é simplesmente incrível. É um verdadeiro privilégio ver isto mil anos depois”, acrescentou Goldberg.

O Galloway Hoard foi enterrado no final do século IX em Dumfries e Galloway, na Escócia, onde foi descoberto com um detetor de metais, em 2014.

A cruz estava entre mais de cem peças, incluindo um alfinete de ouro em forma de pássaro e um vaso de prata dourada, embrulhadas num tecido.

“O material diverso do Galloway Hoard exemplifica um ambiente político e cultural dinâmico”, disse Goldberg.

“A limpeza revelou que a cruz, feita no século IX, tem um estilo de decoração anglo-saxão tardio. Parece o tipo de coisa que seria encomendada aos níveis mais altos da sociedade. Os primeiros filhos geralmente eram reis e senhores, os segundos filhos tornavam-se clérigos de alto escalão. É provável que venha de uma dessas famílias aristocráticas”, explicou o curador.

O pendente sobreviveu ao tempo ainda com a sua corrente em espiral, a qual mostra que a cruz foi usada pendurada no pescoço. “É quase possível imaginar alguém a tirá-la do pescoço e a enrolá-la com a corrente para a enterrar no chão. Tem esse tipo de toque pessoal”, disse Goldberg.

Os investigadores continuam, no entanto, sem perceber porque é que o tesouro terá sido enterrado e Goldberg disse que a investigação irá continuar.

Sofia Teixeira Santos Sofia Teixeira Santos, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Navalny. Ministros europeus analisam situação de opositor russo

Os ministros dos Negócios Estrangeiros europeus vão analisar a situação de Alexei Navalny, opositor à Presidência russa cujo estado de saúde se agravou devido à greve de fome que iniciou na prisão, anunciou este domingo …

Espanha aprova lei para proteger as crianças contra a violência. Decisão é pioneira a nível mundial

Espanha está a pouco mais de um mês de dar um passo importante em prol da defesa dos direitos sociais dos cidadãos. O Congresso dos Deputados aprovou na passada quinta-feira o projeto de lei de …

Linhas do tempo da monarquia. Pela primeira vez, Portugal vai ter um Plano Ferroviário

Pela primeira vez, Portugal vai ter um Plano Ferroviário Nacional (PFN). Esta segunda-feira, é dado o pontapé de saída para o debate nacional sobre a ferrovia. Em declarações à TSF, o ministro das Infraestruturas, Pedro Nuno …

Sporting volta à carga por Yaremchuk, mas tem concorrência de Paulo Fonseca

Roman Yaremchuk volta a entrar na equação do Sporting. O avançado ucraniano leva 20 golos esta temporada e pode ser reforço para a próxima temporada. O Sporting CP não desiste de procurar opções para o ataque, …

Atraso de três meses do Governo terá facilitado venda de barragens da EDP

O Ministério do Ambiente demorou quase três meses a pedir uma avaliação do negócio das seis barragens da EDP à Engie, o que terá facilitado o processo de venda. Em 30 de julho de 2020, a …

Marques Mendes acredita que Sócrates tem ajudado a extrema-direita a crescer

Segundo Luís Marques Mendes, José Sócrates "tem dado um contributo enorme, enorme, enorme para o crescimento da extrema-direita em Portugal". No seu habitual espaço de comentário no Jornal da Noite da SIC, Luís Marques Mendes defendeu …

Rio impôs candidatos a Leiria e Castelo Branco (e causou desconforto no PSD)

Em Leiria e Castelo Branco as estruturas locais do PSD mostraram-se descontentes com as escolhas de Rui Rio para a corrida às autárquicas e imputam os resultados de outubro à direção nacional do partido. Ainda no …

José Mourinho despedido do Tottenham

José Mourinho foi despedido do comando técnico do Tottenham. Os maus resultados da equipa ditaram a saída do treinador. A notícia é avançada esta segunda-feira pelo portal britânico The Athletic. O lugar do português já há …

Começou a "fotografia perfeita da população". Já pode responder aos Censos pela Internet

Os Censos 2021, a maior operação estatística nacional, já arrancou. Com as cartas com os códigos que os recenseadores distribuíram pelas casas dos portugueses, já é possível responder ao inquérito pela Internet. Os Censos são o …

Foi descoberta a evidência mais antiga de um cão domesticado na Arábia

Os ossos de um cão, descobertos em 2018 na Arábia Saudita, podem representar o exemplo mais antigo da domesticação deste animal naquela região. De acordo com o site Live Science, os ossos do cão, com seis …