Cristiano Ronaldo está a ser investigado em Itália por causa da covid-19

O ministro do Desporto de Itália, Vincenzo Spadafora, anunciou que está em curso uma investigação para “provar” que Cristiano Ronaldo quebrou o protocolo sanitário no âmbito da pandemia de covid-19. Em causa está o facto de ter viajado para Portugal, para representar a Selecção Portuguesa, quando devia estar em isolamento profiláctico.

Depois de ter lançado duras críticas a Cristiano Ronaldo, no seguimento do teste positivo à covid-19, após a viagem para integrar os trabalhos da Selecção Portuguesa quando estava em isolamento profiláctico em Itália, Spadafora anuncia que está em curso “uma investigação” para “provar” que o jogador da Juventus violou o protocolo no que se refere às medidas anti-covid-19.

Uma revelação feita pelo ministro em entrevista à televisão italiana RAI, onde também criticou o que definiu como “métodos questionáveis” da Série A para a contenção da pandemia.

Spadafora frisou, contudo, que não está em cima da mesa uma eventual suspensão do campeonato de futebol italiano, vincando que há “um protocolo que permite que se mantenha a época” a decorrer.

“As muitas infecções encontradas entre jogadores são devidas ao facto de que este protocolo, por vezes, não funcionou, mas apenas porque não foi adequadamente respeitado com métodos decididamente questionáveis”, destacou Spadafora.

“Noutras Ligas e noutros desportos, isto não aconteceu”, disse ainda, referindo-se ao caso de Ronaldo e apontando que é um dos que “não respeitou o protocolo”. “Há uma investigação da Procuradoria Federal para o provar“, revelou depois.

“Raiva e desespero” após novas restrições

As palavras de Spadafora surgem numa altura em que entraram em vigor novas restrições impostas pelo Governo italiano, face ao aumento do número de casos.

Entre essas medidas estão o encerramento forçado de cinemas, teatros, ginásios e piscinas, bem como o encerramento dos restaurantes e bares até às 18 horas.

Milhares de pessoas protestaram nas ruas, nesta segunda-feira, contra as restrições, entre os quais alguns comerciantes e empresários que receiam perder o ganha-pão.

Spadafora assumiu que há “raiva e desespero”, mas sustentou que o Governo vai anunciar um novo “apoio económico, por um pequeno período de tempo, para trabalhadores desportivos e contribuições” a fundo perdido para as empresas.

O ministro reconheceu ainda que “muitos não têm dinheiro sequer para pagar rendas e se o dinheiro não chegar, daqui a dois meses, muito desse mundo vai desaparecer“.

“Espero que os poucos sectores que continuaram abertos, possam ainda continuar abertos, mas infelizmente, isso ainda vai depender dos dados que teremos nos próximos dias”, sustentou ainda, avisando que este vai ser um mês de “enormes sacrifícios”.

Itália registou, nesta segunda-feira, 17.012 novos casos de covid-19, um número inferior aos mais de 21 mil casos de domingo. O número de mortes em 24 horas foi de 141 pessoas.

Até segunda-feira, tinham morrido em Itália 37.479 pessoas com covid-19. O número total de infectados do país era de 542.789.

SV, ZAP //

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. Talvez uma oportunidade para o senhor ministro disfarçar os milhares de casos diários que tem no seu país, entreter o povo com bola e casos de nomes sonantes.

RESPONDER

Da "política do filho único" a incentivos à natalidade: como a China tem mudado a sua estratégia populacional

A China está a planear incluir novas medidas para estimular a taxa de natalidade do país e lidar com o rápido envelhecimento da população. A estratégia passa pelo “plano de cinco anos” que deverá estar …

Vacinação será “grande prioridade” de presidência portuguesa da UE

O primeiro-ministro português, António Costa, referiu hoje que a vacinação contra a covid-19 deverá ser uma das “grandes prioridades” da presidência portuguesa do Conselho da União Europeia (UE), após um encontro com o presidente do …

No Cambodja, os aldeões usam "espantalhos mágicos" para afastar a covid-19

Os aldeões do Cambodja têm evitado a pandemia de covid-19 sem máscaras nem distanciamento social, mas sim com "espantalhos mágicos" que espantam o vírus mortal. Os dois espantalhos de Ek Chan, um aldeão de 64 anos, …

O Arecibo desabou. É o fim de uma era à procura de vida extraterrestre

O Observatório de Arecibo, em Porto Rico, morreu. Três semanas depois de um dos principais cabos de sustentação da sua cúpula ter desabado, danificado irremediavelmente o radiotelescópio, o icónico caçador de vida extraterrestre antecipou-se à …

O maior elevador panorâmico do mundo tem vista para os cenários de Avatar

Com o recente lançamento de fotografias subaquáticas dos bastidores do Avatar 2 e a notícia de que Avatar 3 está quase a terminar as filmagens, não há melhor momento para revisitar o parque nacional que …

Pandemia tirou comida da mesa, mas deu asas a startup que transforma plástico do mar em máscaras

A startup portuguesa Skizo transformou a pandemia numa oportunidade de crescimento. Quando faltava comida nalgumas mesas, a empresa de produção de sapatilhas e bolsas passou a fazer máscaras a partir de plástico retirado dos oceanos …

Na Irlanda, o Pai Natal é considerado um "trabalhador essencial"

A Irlanda fez esta semana um anúncio especialmente dedicado às crianças, afirmando que o Pai Natal é considerado um trabalhador essencial no país e, por isso, não terá as suas deslocações restringidas no período natalício. …

Mais 2400 novos casos. Portugal ultrapassa os 300 mil desde o início da pandemia

Portugal ultrapassou hoje a barreira dos 300 mil casos de covid-19 desde o início da pandemia no país, em março, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS). Portugal registou mais 2.401 novos casos, tendo passado a contabilizar …

Medidas para o Natal conhecidas no sábado. Passagem de ano com todas as restrições

O primeiro-ministro, António Costa, adiantou hoje que no sábado anunciará as medidas para o Natal “com as melhores condições possíveis”, mas avisou desde já que “a passagem do ano vai ter todas as restrições”. “O Governo …

Os assentos do meio da Delta Air Lines vão continuar vazios

A companhia norte-americana Delta Air Lines anunciou esta semana que continuará a manter os assentos do meio vazios, mantendo a política de distanciamento social decretada por causa da pandemia de covid-19. A bloqueio destes lugares intermediários …