O que pode prever a criminalidade e mortalidade atual nos EUA? Postos do correio do século XIX

Muitos fatores podem influenciar a taxa de criminalidade e a saúde de uma município. Alguns, como a exposição ao chumbo e a qualidade dos governantes locais, não são surprendentes. Porém, um novo artigo levanta um fator inesperado: postos do correio do século XIX.

Na época da revolução dos Estados Unidos, havia apenas 75 postos dos correios nas 13 colónias. Em 1792, a nova nação identificou a expansão da rede postal como um fator importante para manter unida uma nação distante.

Jeffrey Jensen e Adam Ramey, da Universidade de Nova Iorque, estavam interessados em ver a forma como estas escolhas moldaram o país em crescimento muito depois de alguns postos terem sido fechados.

Os investigadores testaram correlações entre o número de postos do correio que um município possuía, por morador, em 1890, contra uma ampla gama de medidas modernas.

Além do número da população, Jensen e Ramey tiveram em conta outros fatores do século XIX que podem ter um legado duradouro, como mistura racial, produção industrial, extensão de ferrovias e as eleições presidenciais da época.

Jensen e Ramey garantem que os postos de correios há 130 anos estão fortemente correlacionados com o menor número de crimes, particularmente violações e assassinatos, atualmente per capita.

De acordo com o estudo publicado este mês na revista científica Proceedings of the National Academy of Sciences, as pessoas nas cidades com antigos postos de correio têm menos hipóteses de morrer jovens e mais de ter votado nas eleições presidenciais de 2012.

O vínculo entre estas medidas pode parecer tão obscuro que é fácil descartá-lo. Afinal, a correlação não é igual a causa. No entanto, os autores têm uma explicação de por que a influência dos correios pode ser tão duradoura.

Os jornais tendiam a estar localizados perto dos correios. Quando o correio e telegramas eram recolhidos nos postos, era difícil publicar um jornal sem estar por perto. A presença de jornais limitou a corrupção do governo local e fortaleceu o “capital social”, medido por fatores como o número de organizações cívicas, sociais e sem fins lucrativos numa determinada área.

Há muito tempo que o capital social é usado para explicar por que algumas áreas são mais saudáveis ​​e têm menos crimes do que outras.

Mas como surgiu o capital social? Jensen e Ramey propõem que investimentos governamentais, como correios, fornecem uma parte significativa da resposta.

Com o serviço postal a lutar para competir comercialmente à medida que a tecnologia muda, os Estados Unidos estão a debater se o Governo deve resgatá-lo ou deixá-lo cair.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Cansado de denúncias, Betis pede aos seus sócios: "Portem-se bem"

Clube onde jogam dois portugueses quer que os adeptos tenham um "comportamento adequado" durante os jogos no Benito Villamarín. O Betis de Sevilha jogou seis vezes até agora, nesta época. Quatro desses encontros foram disputados em …

Junta militar de Myanmar está a sequestrar familiares de pessoas que pretende deter, diz especialista da ONU

A junta militar de Myanmar está a sequestrar familiares de pessoas que pretende deter, incluindo crianças com 20 semanas de idade, segundo o relator especial da Organização das Nações Unidas (ONU) destacado para o país, …

Regiões portuguesas entre as que mais colocaram trabalhadores em teletrabalho

  Apesar dos números elevados registados em Portugal, futuro do modelo está ainda em aberto, face à preferência dos patrões em ter os funcionários a trabalhar em ambiente de escritório. De acordo com dados revelados pelo Eurostat, …

Reino Unido em choque. Sabina Nessa pode ter sido assassinada por um estranho ainda em liberdade

Sabina Nessa, de 28 anos, terá sido assassinada enquanto caminhava pelo Cator Park, no sudeste de Londres, na passada sexta-feira. O percurso da sua casa até a um bar ia demorar apenas cinco minutos, mas …

A corrida a secretário-geral da UGT terá dois candidatos

É a primeira vez que a corrida à liderança da UGT conta com dois candidatos: além de José Abraão, atual dirigente da Federação de Sindicatos da Administração Pública (Fesap), Mário Mourão, presidente do Sindicato dos …

Colapso da Evergrande. China pede a governos regionais que se "preparem para a possível tempestade"

As autoridades chinesas estão a pedir aos governos regionais para se prepararem para um possível colapso da Evergrande. O The Wall Street Journal noticia, esta quinta-feira, que as autoridades chinesas estão a pedir aos governos regionais …

Governo vai testar 35 mil funcionários de creches e pré-escolar até 3 de outubro

Os funcionários das creches, do pré-escolar e a rede nacional de amas começaram esta quinta-feira a ser testados à covid-19, numa ação que até 3 de outubro abrangerá 35 mil pessoas em todo o país. O …

Bem-vindo à última fase do desconfinamento: fim do certificado em restaurantes, máscara em transportes e lares

"Estamos em condições para avançar para a terceira fase de desconfinamento." Foi com esta frase que António Costa deu início à conferência de imprensa após o Conselho de Ministros desta quinta-feira. Portugal vai avançar para a …

EUA reabrirá campo de detenção de migrantes perto da prisão de Guantánamo

A administração do Presidente dos Estados Unidos (EUA) Joe Biden se prepara para reabrir um campo de detenção de migrantes na Baía de Guantánamo, após um aumento de migrantes e requerentes de asilo no sul …

Défice desce para 5,3% do PIB no 2.º trimestre do ano

O défice orçamental do primeiro semestre deste ano é de 5,5% do PIB. A meta do ministro das Finanças para o ano de 2021 é de 4,5%.  O défice orçamental fixou-se em 5,3% do PIB no …