Crianças com cancro no São João passam esta sexta-feira para o edifício principal

José Coelho / Lusa

As crianças com doença oncológica em tratamento no hospital de São João, no Porto, vão passar na sexta-feira para o edifício principal da unidade, deixando de estar em contentores.

O anúncio foi feito esta quinta-feira pela ministra da Saúde, Marta Temido, durante um debate no Parlamento, depois de questionada pelo PSD e pelo CDS sobre a situação da ala pediátrica do hospital de São João.

“Amanhã [sexta-feira], segundo o presidente do conselho de administração, os meninos que recebem tratamentos na oncologia pediátrica passarão para o edifício principal do hospital”, afirmou Marta Temido, salientando que cumpriu “tudo aquilo” que anunciou.

A ministra tinha assumido já no Parlamento que até junho as crianças com doenças oncológicas da ala pediátrica do São João deixariam as instalações em contentores onde se encontram. Em março, o conselho de administração interino do Hospital de São João, no Porto, avançou ainda que as obras da nova ala pediátrica deverão estar concluídas em 2021.

Foi deslocada uma verba para a conta do hospital de 19,8 milhões de euros e há também um valor de três milhões de euros que engrossou o capital social e que a administração pediu que fosse adjudicado à ala pediátrica.

“Tem sido nossa preocupação, e da tutela, em progressivamente retirarmos as crianças dos contentores”, afirmou à data na Comissão Parlamentar de Saúde José Artur Paiva, que está a presidir interinamente desde Fevereiro o Centro Hospitalar Universitário de São João (CHUSJ).

O ex-diretor clínico do hospital adiantou que estão a ser feitas obras no piso oito do hospital, o que vai permitir “a deslocalização de um serviço que também está em contentores, que é a neurocirurgia, para esse piso” e com isso agrupar toda a hemato-oncologia no mesmo local.

“Nós poderemos, e é este o plano, colocar toda a área cirúrgica da pediatria em áreas em que há deslocalização destes serviços, nomeadamente no piso quatro que poderá vir a conter no final de maio toda a área cirúrgica da pediatria”, adiantou, em março, José Artur Paiva na comissão, onde foi ouvido a pedido do CDS-PP a propósito da renuncia do antigo presidente do conselho de administração em continuar no cargo após o fim do mandato.

O Parlamento aprovou em novembro, por unanimidade, a proposta de alteração do PS ao Orçamento do Estado para 2019, de forma a prever o ajuste direto para a construção da ala pediátrica. Medida que o presidente do conselho de administra considera que vai permitir agilizar todo o processo e cumprir os prazos previstos para o início da construção.

O Ministério Público chegou a abrir um inquérito, em março, aos contractos de aluguer dos contentores onde estão instalados os serviços de pediatria e neurocirurgia do Hospital de São João, no Porto, depois de no ano passado a bastonária dos enfermeiros ter denunciado o negócio. Numa resposta enviada à agência Lusa, a Procuradoria-Geral da República (PGR) indicou que “os elementos recolhidos deram origem a um inquérito, que se encontra em investigação”.

Já o Hospital de São João, no Porto, revelou, na altura, que avançou com um inquérito aos contractos de aluguer dos contentores, mas dado não existirem “indícios de irregularidades” decidiu não promover diligências adicionais.

Contudo, a unidade de saúde adiantou que, “a bem da transparência”, decidiu igualmente enviar o relatório final do processo de inquérito, acompanhado do parecer da assessoria jurídica, à procuradora-geral da República para conhecimento e realização das diligências entendidas como adequadas.

Este mês, também a Entidade Reguladora da Saúde (ERS) revelou à Lusa que tem em curso “um processo de inquérito” aos contentores de internamento pediátrico do Hospital de São João (HSJ), no Porto. A polémica sobre os contentores instalados no Hospital São João surgiu após denúncias de falta de condições de atendimento e tratameto de crianças com doenças oncológicas.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Voos entre Portugal e Reino Unido suspensos a partir de sábado

O primeiro-ministro, António Costa, anunciou esta quinta-feira, depois do Conselho Europeu, que as ligações aéreas de e para o Reino Unido ficarão suspensas a partir das zero horas deste sábado, visando diminuir o risco de …

PSD pede ao Governo que organize o ato eleitoral com segurança (e apela ao voto em Marcelo)

O presidente do PSD apelou ao Governo que organize o ato eleitoral de domingo de forma a que as pessoas “sintam segurança” e pediu aos portugueses que vão votar, recordando, contudo, que defendeu o adiamento …

"Reaparecimento" de Jack Ma faz disparar o valor da Alibaba

Jack Ma, fundador da Alibaba, participou numa conferência online nesta quarta-feira, depois de mais de dois meses sem aparecer em público, fazendo disparar o valor de mercado da sua empresa, avança a Bloomberg. De acordo …

15 testes de covid-19 por mês: Rui Costa antevê a nova época

Ciclista português quer terminar o ano no topo da tabela UCI. Os Jogos Olímpicos estão na lista de prioridades mas a Volta a França também pode aparecer no calendário. Rui Costa entra na nova temporada com …

A segurança da Casa Branca pode estar em perigo (e a culpa é da bicicleta estática de Biden)

Na quarta-feira, Joe Biden assumiu a presidência dos Estados Unidos, o que significa que, a partir de agora, viverá na Casa Branca. Porém, os hábitos do novo Presidente podem ameaçar a segurança das informações de …

Rio acusa Costa de desgoverno: Só fechou as escolas por "pressão da opinião pública"

O presidente do PSD considerou que o Governo não fechou as escolas mais cedo porque não estava preparado para o fazer, acusando o primeiro-ministro de “desgoverno” e de só ter decidido perante “pressão da opinião …

Lei da eutanásia aprovada na especialidade. PS, BE e PAN votaram a favor

A lei da morte medicamente assistida foi esta quinta-feira aprovada, na especialidade, na comissão de Assuntos Constitucionais, com os votos favoráveis do PS, BE e PAN, o voto contra do CDS-PP e PCP e abstenção …

MP abre inquérito à morte de idoso que esperou três horas em ambulância em Portalegre

O Ministério Público (MP) abriu um inquérito sobre a morte de um idoso, de 87 anos, na passada segunda-feira, no hospital de Portalegre, depois de estar quase três horas numa ambulância. Questionada pela agência Lusa através …

AHRESP pede revogação da proibição de venda de bebidas em take away

A Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) defendeu, na quarta-feira, a revogação da proibição da venda, no 'take away' de qualquer tipo de bebidas, alertando que o que se pretende impedir é …

Governo garante que Portugal terá todas as vacinas para cumprir plano de vacinação

O Ministério da Saúde garantiu que Portugal terá todas as vacinas necessárias para cumprir o plano de vacinação estabelecido, tendo já assegurado mais de 31 milhões de doses, suficientes para vacinar mais de 18 milhões …