Criança quis mudar lei que proibia lutas de bolas de neve (e conseguiu)

Um menino de nove anos convenceu os responsáveis políticos de uma pequena cidade do Colorado a revogarem a proibição de lutas com bolas de neve.

Severance, que tem uma população de 3 mil habitantes e fica a norte de Denver, mantinha nos seus livros uma lei que incluía as bolas de neve na categoria dos mísseis, portanto das armas proibidas.

Don McLeod, responsável da cidade, disse à CNN que a lei era parte de uma lei mais elaborada que dizia: “É ilegal qualquer pessoa atirar qualquer pedra ou qualquer outro míssil a pessoa, animal, construção, árvore ou outra propriedade pública ou privada, ou em ou contra qualquer de veículo ou equipamento para o transporte de pessoas ou propriedades”.

Dane Best descobriu a insólita proibição quando um dia visitou a Câmara Municipal, acompanhado pela mãe. Na realidade, a Câmara não impedia as crianças de atirarem bolas de neve, sendo que algumas usavam mesmo isso para provocar os polícias.

“As crianças ficaram intrigadas quando perceberam que tinham estado a quebrar a lei durante tanto tempo”, disse McLeod.

Dane, com o apoio da família e de outras pessoas, achou que era tempo de mudar a situação. Com esse objetivo, lançou uma campanha.

O clímax ocorreu agora, numa sessão pública com governantes e residentes na câmara, onde Dane, com apenas nove anos, explicou: “As crianças de Severance querem a oportunidade de ter uma luta com bolas de neve como o resto do mundo. A lei foi criada há muitos anos. Hoje as crianças precisam de uma razão para brincar fora de casa“.

A votação unânime a favor da proposta mostrou quão persuasivo foi Dane. A sua vitória encorajou-o e, em breve, serão feitas tentativas para mudar outros regulamentos considerados igualmente absurdos em vigor na cidade.

A próxima lei é a que proíbe mais de três animais de estimação numa casa – e só inclui cães e gatos. Dane está a planear lançar uma campanha em honra do seu porquinho da índia (ilegal).

Para já, Dane sabe quem vai ser o primeiro alvo de uma bola de neve atirada por ele: o seu irmão de quatro anos. Para marcar a ocasião e ativar plenamente o novo regime legal, ambos receberam bolas de neve das mãos do presidente da câmara.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

"Não se esqueçam de agradecer a PSD, PS e CDS-PP" pelo corte de sustentabilidade na pensão

A coordenadora do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, acusou este domingo o PS, PSD e CDS-PP de utilizarem a União Europeia (UE) “como desculpa sempre que querem travar” conquistas laborais para todos os que vivem …

Museu de Nova Iorque devolve ao Egito "caixão dourado" roubado em 2011

O Museu Metropolitan (MET) de Nova Iorque vai devolver ao Egito um sarcófago roubado em 2011, durante as manifestações da chamada "Primavera Árabe", anunciou este domingo a instituição nova-iorquina. Construído em ouro para o sacerdote Nedjemankh, …

Quase um terço da população chinesa terá mais de 65 anos em 2050

Trinta por cento da população chinesa terá mais de 65 anos, dentro de três décadas, informou hoje um jornal chinês, ilustrando o rápido envelhecimento do país, apesar de ter abolido a política de filho único. “O …

Trump pede à Europa que julgue os seus "jihadistas" (ou os EUA terão de os libertar)

O presidente dos Estados Unidos apelou aos países europeus, nomeadamente o Reino Unido, a França e a Alemanha, para repatriarem e julgarem os seus combatentes do Estado Islâmico feitos prisioneiros na Síria. Caso contrário, aponta …

Depois de 11 mortes e 1800 condenações, franceses querem o fim dos Coletes Amarelos

A maioria dos franceses defende que devem parar os protestos nas ruas dos “coletes amarelos”, três meses após o início das primeiras manifestações que fizeram 11 vítimas mortais, noticia esta segunda-feira a agência France Presse. Uma …

Uma tese de doutoramento levou Marcelo à capa do El País

A tese de doutoramento sobre Marcelo Rebelo de Sousa é de autoria de uma professora universitária e jornalista da RTP. O tema já chegou ao jornal espanhol El País. O jornal percorre as provas de popularidade …

Seguros de saúde sobem para 2,6 milhões com crise no SNS

No primeiro semestre de 2018 o número de contratos de seguros de saúde aumentou 3%, em termos homólogos, para 2,6 milhões, escreve esta segunda-feira o Jornal de Notícias na sua edição impressa. Os dados, da Autoridade …

PSP usa critérios étnicos para avaliar risco de bairros problemáticos

Apesar de a recolha de dados étnico-raciais não ser permitida em Portugal, a PSP utiliza ainda critérios étnicos na avaliação do grau de risco de zonas urbanas sensíveis (ZUS), avança o jornal Público esta segunda-feira. Segundo …

Pyongyang fala em “momento decisivo” em vésperas de nova cimeira com Washington

O principal diário norte-coreano, Rodong Sinmun, escreve esta segunda-feira que o país enfrenta "um momento decisivo", em termos de desenvolvimento económico, a pouco mais de uma semana da cimeira entre o líder norte-coreano e dos …

OCDE quer tribunais especiais para julgar a corrupção

Portugal precisa de fortalecer os mecanismos de prevenção da corrupção, defende a OCDE, que sugere a criação de tribunais especializados e a redução das possibilidades de recurso dos arguidos.  O retrato da análise da corrupção …