“Creche estelar”: NASA levanta o véu sobre a Nebulosa de Órion

NASA. ESA, Hubble, HLA / Jesús M.Vargas & Maritxu Poyal

Uma nova investigação, levada a cabo por cientistas da Universidade de Leiden, na Holanda, permitiu levantar o véu sobre a Nebulosa de Órion, que abriga numerosas estrelas jovens, massivas e luminosas.

De acordo com o recente artigo, publicado no início do mês de janeiro na revista especializada Nature, a equipa descobriu que o vento estelar proveniente de um estrela recém-nascida na Nebulosa de Órion – a “creche estelar” mais próxima da Terra – impede a formação de outras estrelas nas proximidades.

​”Creche estelar — aqui se formam as estrelas. As supernovas são em muito responsáveis pelo nascimento de estrelas, mas os nossos investigadores do telescópio SOFIA descobriram que as estrelas recém-nascidas podem soprar o material que poderia formar os seus irmãos e irmãs”, escreveu a agência espacial norte-americana no Twitter.

https://twitter.com/NASA/status/1090089176924635138?ref_src=twsrc%5Etfw%7Ctwcamp%5Etweetembed%7Ctwterm%5E1090089176924635138&ref_url=https%3A%2F%2Fbr.sputniknews.com%2Fciencia_tecnologia%2F2019013013215079-nasa-nebulosa-orion-nascimento-estrelas-video%2F

Segundo os astrónomos, o “coração” da nebulosa – um dos objetos melhor observados e fotografados no céu noturno – é a casa de um pequeno grupo de estrelas jovens, massivas e luminosas. No entanto, esta é a primeira vez que as observações revelam que o forte vento estelar gerado pela estrela mais brilhante destes corpos celestes recém-nascidos (a chamada Theta1 Orionis C) varreu a maior parte da camada de material de nuvem onde se formou.

“O vento é responsável por fazer explodir uma enorme bolha em torno das estrelas centrais. O vento rompe a nuvem natal e impede o nascimento de novas estrelas”, explicou a autora princiapl do estudo, Cornelia Pabst, citada pela NASA em comunicado.

Assim, a estrela recém-nascida não permite o nascimento de outras estrelas na sua vizinhança, mas, em simultâneo, empurra o gás molecular para as extremidades da bolha, criando novas regiões de material denso onde as futuras estrelas se poderão formar.

Estes efeitos do processo conhecido como “retroalimentação”, destaca o especialista, regulam as condições físicas da nebulosa, influenciam a atividade de formação estelar e impulsionam ainda a evolução do meio interestelar – o espaço cheio de gás e poeiras que está entre as estrelas.

PARTILHAR

RESPONDER

Coreia do Sul lança com êxito o seu primeiro foguetão espacial

A Coreia do Sul lançou hoje o seu primeiro foguetão de fabrico próprio, segundo as imagens transmitidas pela televisão, tornando-se o décimo país do mundo com capacidade para desenvolver e lançar veículos espaciais. O veículo coreano …

"A melhor coisa que pode acontecer a Portugal era o Governo ser derrubado e desaparecer"

O presidente do Governo Regional da Madeira, Miguel Albuquerque, defendeu hoje que “a melhor coisa que podia acontecer a Portugal”, neste momento, era o executivo liderado por António Costa “ser derrubado e desaparecer”. Miguel Albuquerque afirmou …

Mulher de João Rendeiro tem mais três dias para entregar as obras em falta

O prazo para a entrega das obras acabou esta quarta-feira, mas a juíza do processo em que João Rendeiro foi condenado a dez anos de prisão efetiva deu mais três dias à mulher do ex-banqueiro. Depois …

Uma estrada com alguns automóveis

Sete cidades do Norte podem ir a jogo pela neutralidade carbónica

Gaia, Porto, Matosinhos, Famalicão, Guimarães, Braga e Viana do Castelo poderão ir a jogo na Missão Climate Neutral & Smart Cities, que quer apoiar a redução de emissões em 100 cidades. Uma coligação de sete cidades …

Teste à covid-19

Subvariante da Delta identificada em Israel. Em Portugal há nove casos

Em Portugal, já foram detetados nove casos da variante AY4.2, subvariante da Delta, de acordo com o mais recente relatório do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge sobre diversidade genética do novo coronavírus SARS-CoV-2. O …

FCSH diz que "não existe matéria que comprometa a integridade" do CV de Raquel Varela

O Conselho Científico da FCSH da Universidade Nova de Lisboa diz que não há "matéria que comprometa a integridade" do CV da investigadora Raquel Varela. A investigadora Raquel Varela viu-se envolvida numa polémica depois de ter …

Mexidas no PSD já se fazem sentir no pagamento de quotas dos militantes

Para além de no Conselho Nacional se ter superiorizado a Rio com os conselheiros a chumbarem o adiamento das eleições internas, Rangel conseguiu outra vitória que passou despercebida a alguns: o prolongar de prazos das …

No Reino Unido, o aumento de infeções está a causar preocupação. O que explica este cenário?

No Reino Unido, os casos e internamentos estão a subir, sendo que alguns especialistas já apelam a um regresso de algumas restrições antes do inverno. Mas o que pode estar a causar este aumento dos …

Flamengo acelera compra do Tondela e planeia chegar à Champions em sete anos

O Flamengo quer concluir a compra do Tondela até ao final do ano e planeia levar o clube à Liga Europa dentro de quatro anos e à Champions dentro de sete a oito anos. Num modelo …

Há hospitais em "estado de calamidade" por todo o país

Os presidentes das secções regionais da Ordem dos Médicos consideram que a situação que o SNS ultrapassa atualmente não é nova e que é culpa da "ausência de liderança por parte da tutela". A situação de …