CP recebeu injeções de 1800 milhões de euros do Estado nos últimos três anos

Nos últimos três anos, o Estado fez 17 operações de reforço de capital na CP, na ordem dos 1,8 mil milhões de euros. Estes serviram principalmente para pagar dívidas da empresa a privados e ao Estado.

Apesar dos 1800 milhões injetados pelo Estado na CP desde 2016, a operadora ferroviária continua em falência técnica, com capitais negativos de mais de dois mil milhões de euros. Além disso, a empresa não tem capacidade de gerar lucros suficientes para saciar a totalidade dos seus custos.

No entanto, nos últimos quatros anos, a dívida remunerada da CP caiu 40%, nomeadamente a privados. A notícia avançada pelo Observador esta quarta-feira surge após o anúncio de mais de um reforço de 518 milhões de euros à CP, para a “cobertura de resultados transitados negativos”.

Assim, esta última injeção de capital será destinada a reembolsar um empréstimo obrigacionista que vence neste mês de outubro.

Em outubro de 2009, o Governo autorizou a CP a emitir um empréstimo obrigacionista de 500 milhões de euros, destinado a financiar o passivo de curto prazo da empresa, segundo um despacho publicado em Diário da República. A operação, com um prazo de 10 anos, contava com a “garantia pessoal do Estado”.

Dos 1800 milhões de euros injetado na CP, apenas metade deste valor correspondeu a entrada de dinheiro por parte do acionista. O restante dinheiro deriva da conversão de créditos em capital social. Ainda assim, grande parte do dinheiro que entra na CP, não tarda a sair.

Em declarações ao Observador, a CP explicou que se destinam maioritariamente “a dotar a empresa dos meios necessários para garantir o pagamento das amortizações de empréstimos e respetivos juros com vencimento no período“.

Mas de onde vem esta dívida histórica da operadora ferroviária? A CP garante que, fundamentalmente, se destina ao investimento feito pela empresa nos últimos anos. No entanto, consultando os relatórios e contas da empresa, é possível notar que o investimento da empresa se manteve relativamente baixo: em três anos, foram investidos 44 milhões de euros.

Este semestre, o Estado anunciou um reforço de 45 milhões para a contratação de profissionais e para reabilitar a frota velha.

A CP continua a não ter um contrato com o Estado que remunere de forma adequada as operações que se enquadram no serviço público. Desta forma, a operadora continua a ter sucessivos défices operacionais e prejuízos, que obrigam a constantes injeções de capital por parte do Estado.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Nicolas Bourbaki foi o maior matemático de sempre (mas nunca existiu)

Considerado como um dos maiores matemáticos de sempre, Nicolas Bourbaki não passava de um pseudónimo adotado por um grupo de grandes matemáticos, que revolucionou a matemática como a conhecemos. Nicolas Bourbaki está entre os maiores matemáticos …

No aquário do Tennessee, é uma enguia que acende as luzes da árvore de Natal

A enguia Miguel Wattson é a responsável pelo espírito natalício que se vive no Aquário do Tennessee, nos Estados Unidos. O Aquário do Tennessee, nos Estados Unidos, encontrou uma forma inusitada de celebrar esta época festiva: …

Há 34 anos, Diana dançou com Travolta. Agora, o seu vestido foi vendido por 261 mil euros

O vestido que a Princesa Diana usou para jantar na Casa Branca, em 1985, foi vendido por mais de 261 mil euros. O vestido azul que a Princesa Diana usou num jantar na Casa Branca, em …

Doentes crónicos com baixo nível de literacia em saúde recorrem mais às urgências

Os doentes crónicos e com um nível de literacia em saúde mais baixo utilizam mais vezes os serviços de urgência hospitalares e dos centros de saúde, bem como as consultas de medicina geral e familiar, …

Ártico viveu em 2019 o segundo ano mais quente em 119 anos

O Ártico viveu em 2019 o seu segundo ano mais quente desde 1900, de acordo com um relatório publicado na terça-feira, aumentando receios de degelo e aumento do nível da água. O Polo Norte está a …

Jardineiro encontra por acaso a obra mais procurada de Gustav Klimt. Estava no galeria onde foi roubada

Um funcionário da galeria de arte Ricci Oddi, na cidade italiana de Piacenza, encontrou por acaso a obra mais procurado do pintor austríaco Gustav Klimt. Estava na própria galeria, onde a obra terá sido roubada …

YouTube reforça políticas contra assédio online

O YouTube anunciou, esta quarta-feira, um conjunto de alterações às políticas que visam combater o assédio que existe na plataforma. O YouTube anunciou esta quarta-feira o reforço das suas políticas contra o assédio online, que preveem …

Deus bebé indiano vence caso em tribunal e reinvindica território sagrado

O Supremo Tribunal Indiano declarou Ram Lalla Virajman, um deus bebé, como o legítimo proprietário de Ayodhya, uma terra no norte da Índia considerada sagrada por muçulmanos e hindus. O tribunal decidiu que o Governo …

China usa comités partidários para manipular empresas estrangeiras

Em outubro, quando a Liga Norte-Americana de Basquetebol (NBA) tentou voltar atrás no apoio aos protestos em Hong Kong, foi criticada por se submeter ao regime autoritário da China. Mas são cada vez mais as …

Ângelo Rodrigues, Flamengo e Tinder. Os temas mais procurados pelos portugueses no Google

Ângelo Rodrigues, Flamengo, como saber onde votar, como funciona o Tinder e "Game of Thrones" estão entre os tópicos que os utilizadores portugueses do Google mais pesquisaram ao longo de 2019. Os dados são divulgados …