CP recebeu injeções de 1800 milhões de euros do Estado nos últimos três anos

Nos últimos três anos, o Estado fez 17 operações de reforço de capital na CP, na ordem dos 1,8 mil milhões de euros. Estes serviram principalmente para pagar dívidas da empresa a privados e ao Estado.

Apesar dos 1800 milhões injetados pelo Estado na CP desde 2016, a operadora ferroviária continua em falência técnica, com capitais negativos de mais de dois mil milhões de euros. Além disso, a empresa não tem capacidade de gerar lucros suficientes para saciar a totalidade dos seus custos.

No entanto, nos últimos quatros anos, a dívida remunerada da CP caiu 40%, nomeadamente a privados. A notícia avançada pelo Observador esta quarta-feira surge após o anúncio de mais de um reforço de 518 milhões de euros à CP, para a “cobertura de resultados transitados negativos”.

Assim, esta última injeção de capital será destinada a reembolsar um empréstimo obrigacionista que vence neste mês de outubro.

Em outubro de 2009, o Governo autorizou a CP a emitir um empréstimo obrigacionista de 500 milhões de euros, destinado a financiar o passivo de curto prazo da empresa, segundo um despacho publicado em Diário da República. A operação, com um prazo de 10 anos, contava com a “garantia pessoal do Estado”.

Dos 1800 milhões de euros injetado na CP, apenas metade deste valor correspondeu a entrada de dinheiro por parte do acionista. O restante dinheiro deriva da conversão de créditos em capital social. Ainda assim, grande parte do dinheiro que entra na CP, não tarda a sair.

Em declarações ao Observador, a CP explicou que se destinam maioritariamente “a dotar a empresa dos meios necessários para garantir o pagamento das amortizações de empréstimos e respetivos juros com vencimento no período“.

Mas de onde vem esta dívida histórica da operadora ferroviária? A CP garante que, fundamentalmente, se destina ao investimento feito pela empresa nos últimos anos. No entanto, consultando os relatórios e contas da empresa, é possível notar que o investimento da empresa se manteve relativamente baixo: em três anos, foram investidos 44 milhões de euros.

Este semestre, o Estado anunciou um reforço de 45 milhões para a contratação de profissionais e para reabilitar a frota velha.

A CP continua a não ter um contrato com o Estado que remunere de forma adequada as operações que se enquadram no serviço público. Desta forma, a operadora continua a ter sucessivos défices operacionais e prejuízos, que obrigam a constantes injeções de capital por parte do Estado.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

"Indivíduos desconhecidos" terão obrigado Marinha a apagar vídeo do incidente do USS Nimitz com um OVNI

Vários membros da Marinha que testemunharam o famoso Incidente do USS Nimitiz, em 2004, disseram que "indivíduos desconhecidos" apareceram depois do acontecimento e obrigaram-nos a apagar as gravações de vídeo. Em novembro de 2004, um porta-aviões …

Coreia do Norte detonou bomba atómica equivalente a 17 "Hiroshimas"

Dados de um satélite japonês revelam que a explosão de um teste nuclear na Coreia do Norte, em 2017, terá sido 17 vezes mais poderosa do que a bomba de Hiroshima. A Coreia do Norte estimou que …

Invenção financiada por Bill Gates pode invisivelmente resolver a malnutrição

Uma invenção financiada por Bill e Melinda Gates pode ser a solução para resolver o problema da malnutrição a nível mundial. O próximo passo é conseguir o apoio dos Governos locais. A malnutrição é um problema …

Com a ajuda de um radar, cientistas revelaram pegadas de mamutes e humanos pré-históricos

Espalhados pelo Monumento Nacional de White Sands, nos Estados Unidos, encontram-se os "rastos fantasma" de mamutes mortos há milhares de anos. Agora, investigadores conseguiram revelar pegadas de humanos. De acordo com o Science Alert, esta descoberta, …

A desertificação está progredir na Índia. Mas a solução pode estar no conhecimento tradicional

Quase 45% da área de Maharashtra está a transformar-se em deserto, assim como uma grande parte da Índia. De acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU), o ritmo da desertificação no país é agora …

Um dos videojogos mais famosos do mundo é acusado de propaganda anti-Rússia

Call of Duty é uma das franquias de maior sucesso na história dos videojogos, mas atualmente existem pedidos para boicotar o seu último lançamento devido à descrição de conflitos militares do jogo. Call of Duty: Modern …

Nova aplicação rastreia todos os seus passos em troca de descontos

Todas as pessoas gostam de aproveitar descontos, negócios e saldos. A Miles é uma nova aplicação que lhe oferece isso em troca de algo: a sua privacidade. A app rastreia todos os seus movimentos, disponibilizando descontos …

Mulher do amigo de Sócrates suspeita de chantagem e denuncia ex-governante

A mulher de Carlos Santos Silva, o empresário suspeito de ser o principal testa-de-ferro de José Sócrates, terá denunciado detalhes comprometedores sobre o antigo primeiro-ministro em conversas telefónicas que foram gravadas, no âmbito da Operação …

Não é só Espanha. Portugal também não cumpre com caudais do rio Tejo

Portugal também "não assegurou os caudais" do rio Tejo previstos na Convenção de Albufeira, no ano hidrológico que terminou em Outubro, alerta o Movimento pelo Tejo (proTEJO) numa altura em que se aponta o dedo …

Lisboa considerada uma das cidades mais bonitas do mundo

Lisboa foi votada por especialistas como uma das cidades mais bonitas do mundo. A capital portuguesa surge no 12º lugar da lista que contabiliza outras 49 cidades. Mais de mil especialistas em Turismo foram questionados num …