“Íamos ter uma equipa para arrasar e foi a covid que nos arrasou”, lamenta Jesus

1

Eduardo Costa / Lusa

O treinador das águias falou, esta segunda-feira, no final do jogo com o Famalicão, sobre o impacto da covid-19 no plantel e no clube. “Íamos ter uma equipa para arrasar e foi a covid que nos arrasou”, disse.

Depois de ter falhado os jogos com o Belenenses SAD (3-0), o Sporting (0-1) e o Vitória de Guimarães (0-0), Jorge Jesus voltou ao banco do Benfica. E o regresso não poderia ter sido melhor. Os encarnados entraram com uma nova garra na receção ao Famalicão e, nos primeiros dez minutos da partida, já venciam por 2-0.

No final do jogo, que acabou com esse mesmo resultado, o treinador aproveitou a flash interview da Benfica TV para falar sobre os últimos tempos que, na sua opinião, não têm sido nada fáceis.

“Não tem sido fácil, estive 15 dias sem ver os jogadores. Esta covid arrasou o Benfica, e isto não é desculpa. Tirou a equipa técnica durante três semanas, tirou a equipa médica. Dos 27 jogadores, só três (Chiquinho, Rafa e Samaris) é que não tiveram covid”, afirmou, citado pelo jornal online Observador.

“Se tivesse de jogar, não jogava, só estou porque ali só tenho de gritar para o campo. Afetou-me muito, tive uma covid agressiva. Isto não é uma constipação. A equipa perdeu competitividade, confiança, felizmente não teremos covid-19 no futuro. Fizemos uma meia hora muito boa”, disse ainda.

“Dez jogadores voltaram e oito foram para casa. Andámos nisto dois meses. Cada um no seu quarto, parecemos uma equipa fantasma. Isto vai passar e felizmente devemos ficar imunes e poder readquirir níveis técnicos e táticos. Queremos ter 70/ 80 minutos a nível alto. Uma coisa é jogar de três em três dias, pior ainda é estar tanto tempo sem treinar. O Benfica numa semana teve dez jogadores infetados”, lembrou o técnico, que agora quer olhar para o futuro.

“Vamos recuperar jogo a jogo, porque a partir de hoje deixamos de ter jogadores doentes. Nenhum dos adversários teve covid-19 como nós, convém dizer-lhes algumas coisas, vamos ver se não terão também. Nós sabemos o que passámos, tivemos 50 pessoas infetadas no clube. Alguém sabe o que é isto num grupo?“, questionou.

Na mesma flash interview, Jesus também foi questionado sobre o facto de a equipa não ter qualquer grande penalidade a seu favor nesta altura do campeonato.

“Não dá para perceber. No último jogo houve um sobre o Pizzi, nos jogos anteriores viu-se que, em caso de dúvida, não se marca. Já tivemos casos para o VAR examinar, mas nem isso. Os árbitros nem se dão ao trabalho de ir ver, mas o problema não é esse. Íamos ter uma equipa para arrasar e foi a covid que arrasou. Não sabem o que é passar por isto”, insistiu.

  ZAP //

1 Comment

  1. Com vários autocarros de jogadores o homem ainda não conseguiu jogar o triplo, vai ser brevemente em Roma que por azar o clube inglês terá que jogar fora duas vezes.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.