Covid-19. Índia com recorde diário de 16 mil casos, Rússia ultrapassa 600 mil

GCIS / Fotos Públicas

A África do Sul é o país com mais infetados no continente africano

A Índia registou um recorde de 465 mortes e 15.968 casos de covid-19 nas últimas 24 horas, elevando o total de óbitos para 14.476 e de infetados para 456.183, anunciaram hoje as autoridades.

Segundo anunciou esta quarta-feira o Ministério da Saúde indiano, Bombaim e Nova Deli são as cidades mais atingidas no país. A taxa de recuperação continua a melhorar, situando-se em 56,38%.

Os estados de Maharashtra, Nova Deli e Tamil Nadu são os mais afetados, com quase 60% de todos os casos no país. Nova Deli é agora a maior preocupação para o Governo, criticado pelo baixo volume de testes efetuados e pela falta de camas hospitalares.

Com o aumento das infeções em Nova Deli, o Governo estimou que terá quase 550 mil casos até ao final de julho. A Índia é o quarto país mais atingido pela pandemia no mundo, depois dos Estados Unidos, Rússia e Brasil.

Alemanha com quase 600 novos casos num dia

A Alemanha registou hoje 587 novos casos de covid-19 e o ministro da Saúde, Jens Spahn, pediu à população de duas localidades que estão novamente em confinamento que respeitem as restrições para evitar novos contágios.

Segundo os dados do Instituto Robert Koch (RKI), o país regista, desde o início da pandemia de covid-19, um total de 191.449 casos, 176.300 considerados curados. A doença já provocou a morte a 8.914 pessoas, mais 19 nas últimas 24 horas.

Um surto num matadouro, que provocou mais de 1.500 contágios, principalmente entre trabalhadores, levou a que o governo da Renânia do Norte-Vestefália colocasse em quarentena as localidades vizinhas de Warendorf e Gütersloh.

O ministro da Saúde, Jens Spahn, pediu hoje que se respeitem as novas regras impostas, apesar de entender que a situação provoque “desilusão, preocupação e até raiva”.

“Percebemos que, se facilitarmos, o vírus vai continuar a espalhar-se muito rapidamente”, sublinhou, no programa “Morgenmagazin” da ARD, acrescentando que o intuito das medidas é de proteger a população.

Rússia ultrapassou os 600 mil casos

A Rússia ultrapassou hoje os 600 mil casos de infeção do novo coronavírus, depois de terem sido detetados 7.176 novos contágios nas últimas 24 horas, informaram as autoridades sanitárias de Moscovo.

“No último dia foram registados 7.176 novos casos em 84 regiões do país, entre eles 2.272 pessoas sem sintomas clínicos”, referiu o gabinete que gere a crise sanitária.

Em Moscovo, onde hoje se assinala com um desfile militar o 75.º aniversário da vitória sobre a Alemanha nazi, foram contabilizados 811 novos casos de covid-19.

Na terça-feira morreram na Rússia 154 pessoas, vítimas da doença, 14 dos quais na capital. Desde o início da pandemia morreram na Rússia 8.513 pessoas com covid-19, de acordo com o balanço oficial de Moscovo.

A Rússia é atualmente o terceiro país do mundo com mais contágios de covid-19, a seguir aos Estados Unidos e Brasil.

África: 8.618 novos casos, há mais de 324 mil

O número de mortos em África devido à covid-19 subiu para 8.618, mais 284 nas últimas 24 horas, em cerca de 324 mil casos, segundo os dados mais recentes sobre a pandemia no continente.

De acordo com o Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (África CDC), o número de infetados é de 324.696, mais 9.286 casos nas últimas 24 horas. O número de recuperados é de 154.170, mais 4.188.

A África Austral regista o maior número de casos (110.756) e contabiliza 2.160 mortos, a grande maioria concentrada na África do Sul, o país com mais infetados em todo o continente (106.108) e que regista 2.102 vítimas mortais.

O Norte de África lidera no número de mortes (3.618), em 85.343 infeções. A África Ocidental conta 1.180 mortos em 64.957 infetados, a África Oriental regista 980 vítimas mortais e 32.644 casos, enquanto na África Central há 680 mortos em 30.996 infeções.

O Egito, o país africano com mais vítimas mortais, contabiliza hoje 2.365 mortos e 58.141 casos de infeção, seguindo-se a África do Sul e depois a Argélia, com 861 vítimas mortais e 12.076 infetados.

Entre os cinco países mais afetados, está também a Nigéria, com 533 mortos e 21.371 infetados, e o Sudão, com 548 mortes, apesar de ter um número de infeções mais reduzido (8.889).

Quanto aos países africanos lusófonos, a Guiné-Bissau é o que tem mais infeções e mortes, com 1.556 casos e 19 vítimas mortais. Cabo Verde tem 983 infeções e oito mortos  São Tomé e Príncipe contabiliza 707 casos e 12 mortos e Angola tem 189 casos confirmados de covid-19 e dez mortos.

O primeiro caso de covid-19 em África surgiu no Egito em 14 de fevereiro, e a Nigéria foi o primeiro país da África subsaariana a registar casos de infeção, em 28 de fevereiro.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 473 mil mortos em todo o mundo, e infetou mais de 9,1 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo o último balanço da agência francesa AFP.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Ex-gestores do Novo Banco seguem para Banco do Fomento e para CGD

Os gestores Vítor Fernandes e Jorge Freire Cardoso, que saíram do Novo Banco em divergência com a estratégia da Lone Star, vão desempenhar as funções de presidente do Banco de Fomento e de administrador na Caixa …

EUA acusado de prometer contrapartidas a Cabo Verde pela extradição de testa-de-ferro de Maduro

O antigo juiz espanhol Baltasar Garzón, que coordena a defesa de Alex Saab, detido em Cabo Verde e considerado testa-de-ferro do Presidente venezuelano Nicolás Maduro, acusou na quinta-feira os Estados Unidos (EUA) de prometerem contrapartidas …

Bispo italiano sugeriu a padre que pagasse 20 mil euros a vítima de pedofilia

O bispo católico de Como, em Itália, afirmou ter sugerido a um jovem padre suspeito de pedofilia que pagasse 20 mil euros à suposta vítima para encerrar uma investigação interna ao caso ocorrido numa residência …

Governo reforça financiamento de projetos LGBTI com 50 mil euros

O Governo vai reforçar em 50 mil euros o financiamento de projetos de organizações que atuem na defesa dos direitos das pessoas lésbicas, gays, bissexuais, trans e intersexo (LGBTI), anunciou o gabinete da secretária de …

CDS pede ao Governo "um plano de desconfinamento controlado, à inglesa"

Francisco Rodrigues dos Santos quer que o Executivo apresente um plano de desconfinamento que permita a retoma da atividade de alguns setores. Esta sexta-feira, o presidente do CDS-PP insistiu na necessidade de o Governo apresentar um …

Para os idosos que estão em lares, visitar a família sem isolamento poderá acontecer em maio

A CNIS estima que, com todos os idosos residentes em lares vacinados, maio possa ser o mês da libertação depois de mais de um ano de pandemia, confinamentos e restrições apertadas. DGS diz que orientações …

UE retalia e declara chefe da missão venezuelana "persona non grata"

A União Europeia (UE) decidiu, esta quinta-feira, declarar a chefe da missão venezuelana em Bruxelas persona non grata, respondendo ao anúncio feito por Caracas de dar 72 horas à embaixadora comunitária para abandonar o país. "Por …

Novo problema num Boeing 777 leva a aterragem de emergência na Rússia

Um Boeing 777 da companhia aérea russa Rossiya fez uma aterragem de emergência em Moscovo, esta sexta-feira, devido a um problema de motor, uma semana depois de um incidente semelhante com um aparelho do mesmo …

Covid-19. Mais 1.027 casos e 58 mortes em Portugal

Portugal registou hoje 58 mortes e 1.027 novos casos de infeção nas últimas 24 horas, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS). O boletim epidemiológico desta sexta-feira, divulgado pela Direção-Geral da Saúde, dá conta de 1.027 novos …

Costa anuncia "passaporte sanitário" para circulação na UE (e aposta em novos modelos económicos)

O primeiro-ministro António Costa anunciou esta sexta-feira que a Comissão Europeia vai preparar um documento para facilitar a circulação entre países da União Europeia (UE). Segundo avançou o Correio da Manhã, este "passaporte sanitário", que estará …