Costa avisa Boris que não é altura de partir os 27. O acordo tem de ser fechado com Bruxelas

Patrick Seeger / EPA

O primeiro-ministro português quer evitar que o divórcio do Reino Unido com a União Europeia parta os 27. Boris Johnson sugeriu falar com algumas capitais para ultrapassar o impasse nas negociações do acordo, mas António Costa rejeita o cenário e sublinha que o acordo comercial é para ser fechado com Bruxelas.

Esta segunda-feira, em entrevista a um grupo de correspondentes em Bruxelas, de que o semanário Expresso faz parte, António Costa afirmou que “a chave para o êxito desta negociação é a capacidade de nos mostrarmos unidos, de evitar qualquer negociação bilateral, mantendo uma só negociação conduzida pela Comissão Europeia”.

As negociações técnicas arrastam-se há meses e, este domingo, o último dia não o foi: a concorrência, a pesca e a disputa de conflitos continuaram a impedir um acordo comercial entre o Reino Unido e a União Europeia, pelo que as conversações vão continuar nos próximos dias.

Mesmo assim, e sabendo que o relógio não pára, o primeiro-ministro português mantém a esperança de que a união entre os Estados-membros seja mantida até ao fim.

De acordo com o semanário, António Costa entende que “não é altura de mudar de método” nem de “abrir novas portas” para encontrar uma solução. Para que o divórcio seja consumado e o no deal seja evitado, é preciso “chegar a acordo e concluir o que foi feito até agora”.

O tempo não é infinito e o prazo termina às 24 horas do dia 31 de dezembro. Até lá, Costa acredita que há tempo e “vontade” para chegar a um “bom acordo”. “Sou sobretudo realista. Se não houvesse vontade, se não houvesse oportunidade, certamente que a UE e o Reino Unido teriam fechado as portas à negociação”, disse, citado pelo Expresso.

Em relação a Portugal, António Costa fecha-se em copas e recusa dizer o que seria ou não aceitável, por acreditar que o bem comum se sobrepõe. Em vez disso, sublinhou que “não ajudará a fechar um bom acordo se cada chefe de Estado e de Governo começar a dar a sua própria opinião e a visão nacional sobre a negociação“.

O no deal é o pior cenário para o governante português. Sem acordo, os controlos aduaneiros regressam e as relações comerciais passam a ser feitas com base nas regras da Organização Mundial do Comércio (OMC), ou seja, com quotas e tarifas.

  Liliana Malainho, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Mais de mil ovelhas e cabras tomaram conta das ruas de Madrid (por um bom motivo)

Mais de mil ovelhas e cabras encheram as ruas de Madrid, este domingo, a propósito do tradicional Festival da Transumância, que foi cancelado no ano passado devido à pandemia da covid-19. De acordo com a agência …

Crise de abastecimento provoca escassez de camisolas de Natal

Na próxima época natalícia, os Estados Unidos podem enfrentar uma escassez de Ugly Sweaters, causada pela crise mundial dos transportes marítimos. As Ugly Sweaters são as típicas camisolas de Natal - por norma, coloridas e com …

Erupção de La Palma. Cães salvos por um grupo misterioso

Um grupo misterioso - que se auto-denomina A-Team - afirma ter resgatado vários animais "presos" devido à erupção do vulcão Cumbre Vieja em La Palma, nas Canárias. De acordo com o jornal britânico The Guardian, as …

Alec Baldwin

Assistente que entregou arma a Alec Baldwin já teria tido práticas inseguras

Uma fabricante de adereços disse que, no passado, já tinha mostrado preocupação com o facto de o assistente de realização ter protagonizado situações inseguras. No fim-de-semana, um documento judicial obtido pela CNN mostrou que a arma …

Metade dos chefes de equipa da Urgência do Hospital de Braga demitiu-se em bloco

Uma dezena de chefes de equipa da Urgência do Hospital de Braga demitiu-se esta segunda-feira, em protesto contra a falta de condições de trabalho e o "desinvestimento" no Serviço Nacional de Saúde. Contactada pela agência Lusa, …

Primeiro-ministro da Polónia acusa UE de ter "arma apontada à cabeça" do país

O primeiro-ministro polaco acusou a União Europeia (UE), esta segunda-feira, de "ter uma arma pontada à cabeça" da Polónia, ao exigir que Varsóvia reveja as reformas judiciais, ameaçando-a com sanções. Numa entrevista publicada pelo Financial Times, …

Carlos César acusa BE e PCP de terem preferido "jogos de poder"

O presidente do PS acusou, esta segunda-feira, os partidos de esquerda de terem preferido "os jogos de poder", no seguimento do anúncio de ambos do voto contra o Orçamento do Estado para 2022 (OE2022). "BE e …

O dirigente do PSD Paulo Mota Pinto

Mota Pinto aponta "irresponsabilidade" de marcar diretas. Rangel reforça importância de ter líder "fortemente legitimado"

O dirigente do PSD defendeu, esta segunda-feira, que o partido "está preparado" para legislativas antecipadas, defendendo que estas devem ocorrer "o mais rapidamente possível". Em declarações à agência Lusa, o presidente da Mesa do Congresso e …

EMA aprova terceira dose da vacina da Moderna a partir dos 18 anos

A Agência Europeia do Medicamento (EMA) deu luz verde, esta segunda-feira, à administração da terceira dose da vacina da Moderna a partir dos 18 anos. Em comunicado, a agência refere que os dados apontam que uma …

Câmara do Porto aprova sistema de videovigilância no centro histórico

Esta segunda-feira, na reunião do Executivo portuense, foi aprovado, com o voto contra da CDU e do BE, o protocolo a celebrar com a PSP para implementação da videovigilância na Baixa do Porto. O presidente da …