Coreia do Sul. Líder de culto religioso condenada a seis anos de prisão por violência e abuso

A líder de um culto religioso sul-coreano foi condenada a seis anos de prisão por fazer reféns cerca de 400 seguidores nas Ilhas Fiji e de os submeter a violência e abuso. Shin Ok-ju, também conhecida como “Reverenda Ester”, fundou a Igreja da Estrada da Graça em 2002 e liderava o culto desde então.

Shin Ok-ju alertava para os perigos de uma guerra iminente, fome e desastres naturais, tendo convencido os seus seguidores a mudarem-se para o país insular do Pacífico Sul para sobreviver. Nas Fiji, os seguidores ficaram sem os seus passaportes e alguns foram sujeitos a violentos espancamentos, revelou esta sexta-feira o Expresso.

Em julho do ano passado, a líder do culto foi presa depois de voar para Seul sob acusações de confinamento forçado e agressão física. Três dos seus seguidores também foram detidos. Em seguida, as autoridades repatriaram os restantes seguidores das Fiji, onde muitos se encontravam presos sem documentos.

Na segunda-feira, um tribunal sul-coreano considerou Shin Ok-ju culpada de nove crimes. “A arguida cometeu não apenas agressão e prisão mas também fraude, abuso de crianças e ordenou negligência infantil”, referiu o juiz responsável pelo caso, num documento da sentença a que a CNN teve acesso.

“Além dos sofrimentos listados na acusação, as vítimas perderam as suas famílias e sofreram traumas. As vítimas infantis ficaram privadas de educação e cuidados desde muito cedo e também de um crescimento e desenvolvimento pessoal adequados”, acrescentou o juiz.

E acrescentou: Shin Ok-ju doutrinou os seus seguidores e ordenou que usassem as suas poupanças para se mudarem para as Fiji, descrevendo-as como “a única terra paradisíaca mencionada na Bíblia”, onde eles poderiam evitar “a Grande Tribulação”.

Nos sermões, a líder do culto mostrava vídeos de terramotos e fome, repetindo que havia encontrado um “reino de mil anos” onde poderiam viver na eternidade. Segundo a sentença, Shin Ok-ju também disse aos seguidores que teriam de pagar vistos no valor de 30 milhões de won sul-coreanos (mais de 22 mil euros) por pessoa.

No ano passado, antigos membros do culto disseram à CNN que eram submetidos a espancamentos públicos, conhecidos como “debulha”. Isto envolvia ser esbofeteado e agredido como uma alegada forma de arrependimento, de acordo com a interpretação que Shin Ok-ju fazia da Bíblia.

TP, ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Fanática religiosa, diabólica, filha do diabo!!! Deus não tem nada com este comportamento desta mulher que diz ser líder de uma igreja, mas é líder é de uma seita. Igreja não é isto!!!!

    • Pois claro!… quando corre bem, foi Deus; quando corre mal, Deus não tem nada a ver!…
      Enfim… enquanto Deus não aparecer e continuar a haver intermediários, isto vai continuar a acontecer!…

RESPONDER

Nona Sinfonia de Beethoven revela novos detalhes sobre o cérebro humano

A Nona Sinfonia de Ludwig van Beethoven, 250 anos após a sua criação, ajudou a demonstrar a existência de células conceituais no cérebro. Quase 200 anos depois da morte de Beethoven, a maior obra do músico …

Governo vai suspender devolução dos manuais escolares

O ministro da Educação informou hoje que o Governo vai suspender a devolução de manuais escolares, em curso desde 26 de junho, cumprindo a decisão do parlamento, que aprovou uma proposta nesse sentido. O plenário da …

Cuba prestes a abrir portas ao turismo (exceto aos cubano-americanos)

Depois de fechar as suas fronteiras para os turistas no final de março por causa da pandemia da covid-19, Cuba prepara-se agora para reabrir várias das suas baías ao turismo - mas há algumas exceções. …

Cidade do México enterrou os rios para prevenir doenças, mas a covid-19 resiste e prospera

Na tentativa de evitar a disseminação de doenças como a malária e a cólera, a Cidade do México enterrou os seus rios. Agora, como consequência, criou inadvertidamente as condições necessárias para a covid-19 prosperar. A Cidade …

Descoberto sistema de túneis da I Guerra onde estarão enterrados dezenas de soldados

A Agência do Património da Bélgica anunciou esta semana a descoberta de um sistema de túneis alemão da I Guerra Mundial, onde estarão, muito provavelmente, dezenas de soldados enterrados. Em comunicado, citado pela Russia Today, …

Cinco funcionários da Tesla dizem ter sido despedidos por terem ficado em casa durante a pandemia

Cinco funcionários da produtora automóvel Tesla dizem ter sido despedidos por terem ficado em casa durante a pandemia, avança o The Washington Post. De acordo com o jornal norte-americano, foram cinco os colaboradores dispensados da …

"Qual o lugar mais seguro?". Costa compara infetados no Reino Unido e Algarve

O primeiro-ministro apresentou hoje uma tabela que mostra o Reino Unido muito acima do Algarve em número de infetados com covid-19 por cem mil habitantes e pergunta qual o lugar mais seguro para umas férias …

Azul anuncia venda de 6% da TAP ao Estado por 10 milhões de euros

A companhia aérea brasileira Azul, de David Neeleman, anunciou hoje a venda de 6% da TAP, no âmbito do acordo anunciado esta quinta-feira entre o Estado e os acionistas privados, que “garante a continuação” da …

NASA cria dispositivo que o avisa para não tocar no rosto (e pode ser reproduzido em casa)

A pensar na pandemia, a NASA desenvolveu o PULSE, um colar vibratório que nos alerta se formos tocar no rosto com as nossas mãos. A pandemia de covid-19 alastrou pelo mundo e, enquanto não chega um …

Há mais 11 mortes e 374 novos casos de infecção (300 são na Grande Lisboa)

Portugal regista hoje mais 11 mortos devido à doença covid-19 do que na quinta-feira e mais 374 infectados, dos quais 300 na Região de Lisboa e Vale do Tejo, segundo o boletim da Direcção-Geral da …